Os novos caminhos do marketing no varejo farmacêutico

 farmacoeconomia


 O Marketing Farmacêutico é uma área do varejo farmacêutico que passou por muitas mudanças nos últimos anos e está em constante transformação. Desta forma é importante que você leitor esteja preparado e adequado às necessidades atuais.

Mas afinal, o que é marketing? Marketing, em sentido estrito, é o conjunto detécnicas e métodos destinados ao desenvolvimento das vendas, mediante: preço, distribuição, comunicação e produto. Em sentido amplo, é a concepção da política empresarial, na qual o desenvolvimento das vendas desempenha um papel predominante. Segundo Philip Kotler, marketing é também um processo social, no qual indivíduos ou grupos obtêm o que necessitam e desejam através da criação, oferta e troca de produtos de valor com os outros.

Muitos são os fatores que contribuíram para o desenvolvimento do Marketing Farmacêutico e a mudança de postura de como o varejo farmacêutico deve tratar desta ciência. Hoje a farmácia conta com um mix de produtos muito maior em relação à uma década atrás.

Os avanços da tecnologia permitem hoje o lançamento de produtos em um período de tempo menor. A queda da patente de muitos medicamentos colocou no mercado novos medicamentos genéricos, a política de medicamentos do Programa Aqui tem Farmácia Popular que distribui medicamentos de graça ou com 90% de desconto, a resolução atual de propaganda de medicamentos, mudaram consideravelmente o mercado, obrigando as farmácias a repensarem suas estratégias de marketing e sua forma de atuação no setor. O advento da internet também trouxe novas formas de venda como o e-commerce e a maneira de se relacionar com seus vários públicos.

Conquistar a fidelidade do cliente e se diferenciar em um mercado de alta concorrência, muitas vezes predatória, se tornou uma tarefa muito mais complexa. Subentende-se que qualidade e bom atendimento é pré-requisito. Com isso, os clientes utilizam critérios muito mais abrangentes e, muitas vezes até subjetivos, para escolher os produtos que vão consumir.
Muitos fatores, no ambiente de mercado atual em que passa o varejo farmacêutico, devem ser observados em relação ao marketing farmacêutico para que você permaneça competitivo:
- Produto: variedade, qualidade, características, marca, embalagem, tamanhos, apresentação, gerenciamento de categorias.
- Preço:preço nominal, descontos, concessões, prazo de pagamento, condições de crédito
- Comunicação: promoção de vendas, propaganda, relações públicas e institucionais, marketing direto, marketing indireto, marketing digital.
- Distribuição: canais, cobertura, variedade, pontos de venda, estoque, transporte.
- Ambiente de loja: vitrinismo, merchandising, layout, fachada, exposição de produtos.
Reparem a quantidade de fatores que influenciam diretamente o marketing do seu negócio e consequentemente o desempenho a curto, médio e longo prazo.

Comece a partir de agora a mudar a sua postura e analisar cada item citado acima e verifique se você está atuando da forma mais adequada. São muitos os itens e por isso é necessário que você se aprofunde em cada um deles ao longo do tempo.

Agindo assim você entenderá que o marketing é uma filosofia: uma postura mental, uma atitude, uma forma de conceber as relações de troca. É também uma técnica: um modo específico de executar uma relação de troca (ou seja, identificar, criar, desenvolver e servir a procura). O marketing pretende maximizar o consumo, a satisfação do consumidor, a escolha e a qualidade de vida.

Sucesso!
Vinícius Pedroso
Presidente do IDVF – Instituto de Desenvolvimento do Varejo Farmacêutico.

 majister

vinicius pedroso

Vinícius Pedroso

Pós-graduado em Gestão e Tecnologia Farmacêutica- Engenharia Farmacêutica. Especialista em Marketing. Atualmente é sócio e Presidente do IDVF e responsável pelo Conbrafarma. -