Farmacêutico Generalista pode concorrer ao cargo de Farmacêutico-Bioquímico em Concurso Público ?

concurso-farmaceutico-generalista-bioquimicoRecentemente recebemos diversos emails e mensagens de farmacêuticos com a seguinte dúvida.


- Sou Farmacêutico(a) generalista posso concorrer a vaga de Farmacêutico Bioquímico no concurso ?

Sim. O farmacêutico generalista está apto a assumir o cargo nesses concursos.

 

 

Qual a diferença entre farmacêutico generalista e Farmacêutico bioquímico ?

A partir de 2002, com a Resolução nº 02, do CNE/CES, de 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia, o farmacêutico NÃO possui mais, em seu diploma, a designação "FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICO", mas é assegurado o direito ao pleno exercício das Análises Clínicas e Toxicológicas, bem como o exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, controle, produção e análise de alimentos.

Os farmacêuticos, de acordo com as novas Diretrizes, são generalistas, e aptos ao exercício das Análises Clínicas, apesar de não possuírem a titulação de farmacêutico-bioquímico. Para obtenção de qualquer titulação: farmacêutico-bioquímico, Hospitalar, Homeopata, entre outras titulações,  terá que fazer  Curso de Especialização, credenciado pelo CFF, ou  obter título de especialista expedido pelas Sociedade credenciadas: Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC); Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar – SBRAFH, entre outras.

As Diretrizes Curriculares para o Curso de Graduação em Farmácia) estabelece que a Instituição de Ensino Farmacêutico forma o Farmacêutico, e o Diploma emitido será de farmacêutico.

O Título de Farmacêutico – Bioquímico foi instituído para aqueles que, pela Resolução 04/69 do Conselho Federal de Educação, fossem formados com habilitações para Análises Clínicas e Alimentos, hoje, esta Resolução foi revogada e o que está em vigor é uma nova formação denominada de formação generalista de acordo com a Resolução CNE/CES 2, de 19/02/2002. Todo formando em farmácia, em consonância com as atuais diretrizes curriculares, recebe o diploma com o título de farmacêutico, não recebe, portanto, o título de bioquímico.

Aqueles formados conforme a Resolução nº04, de 11 de abril de 1969, do Conselho Federal de Educação, é assegurado o TÍTULO de Farmacêutico-bioquímico, a ser concedido pelo Conselho Federal de Farmácia.

A Resolução CNE/CES n°. 2, de 19/02/2002, foi um importante passo para apontar, novos rumos para à profissão farmacêutica, inserir o farmacêutico na saúde e produzir mudanças no processo de formação, alterando significativamente o perfil do profissional a ser formado. Deixaram de existir as habilitações, e a formação passou a abranger todas as áreas das ciências farmacêuticas.

A nova formação do farmacêutico tem uma carga horária total de Farmácia em 4.000 (quatro mil) horas sendo cada aula de 60 minutos e o tempo de integralização em cinco anos.

A graduação em farmácia, acompanhada de uma ou mais habilitações, deu lugar à formação generalista. Com a formação de um farmacêutico com visão humanista, apto ao exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos.

Portanto todo farmacêutico formado no currículo generalista poderá concorrer ao cargo de farmacêutico bioquímico.

Caso você enfrente algum problema com o concurso, poderá recorrer ao conselho regional de sua região para auxílio jurídico.

Comentários  

# Isadora 05-02-2013 14:28
E alunos que formam esse ano, vão sair com diploma de farmaceutico-bi oquimico?
# R 18-04-2013 13:17
Citando Isadora:
E alunos que formam esse ano, vão sair com diploma de farmaceutico-bioquimico?

Oi, Isadora! Quem se formou ano passado ainda vem na parte de habilitação farmácia bioquímica.
# Michel 04-05-2013 18:08
Oi, me formei no ano de 2009, meu curso foi de 5 anos na UNIP e denominado Farmácia e Bioquímica porém ao receber o diploma da graduação consta apenas Farmacêutico. Isto está correto?