Concurso para Farmacêutico no LAFEPE

lafepeConcurso público para Farmacêutico no Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco Governador Miguel Arraes S/A (LAFEPE).


São 39 vagas para candidatos formados em farmácia.

As inscrições no processo seletivo podem ser realizadas até 18 de agosto de 2013.

 

Quadro de Vagas

Há vagas para candidatos formados em farmácia nos cargos de:
- ANALISTA EM QUALIDADE INDUSTRIAL
- ANALISTA EM ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
- FARMACÊUTICO INDUSTRIAL

 

I - VAGAS POR LOTAÇÃO, COM RESERVA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.

EMPREGO PÚBLICO TOTAL DE VAGAS RESERVADAS P/PCD
ANALISTA EM QUALIDADE INDUSTRIAL 07 01
ANALISTA EM ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA    
- PARA O AGRESTE CENTRAL 02 01
- PARA O AGRESTE MERIDIONAL 02 01
- PARA O AGRESTE SETENTRIONAL 01 -
- PARA A MATA NORTE 04 01
- PARA A MATA SUL 01 -
- PARA O SERTÃO DO ARARIPE 02 01
- PARA O SERTÃO DO PAJE Ú 02 01
- PARA A REGIÃO METROPOLITANA DO RECIFE 09 01
FARMACÊUTICO INDUSTRIAL 09 01

 

II - REQUISITOS, REMUNERAÇÃO MENSAL, CARGA HORÁRIA E ATRIBUIÇÕES.

EMPREGO DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS
13.ANALISTA EM QUALIDADE INDUSTRIAL
CARGA HORÁRIA SEMANAL: 40 HORAS
VENCIMENTOS: R$ 2.810,87
Responsável por executar auditoria de qualidade, atividades relacionadas aos processos de validação, qualificação, monitoramento, normatização de documentos da qualidade e assuntos regulatórios. Trabalhar de acordo com normas e procedimentos técnicos de qualidade e demonstrar domínio de conhecimentos técnicos específicos da área. REQUISITO: Ensino Superior Completo em Farmácia (Farmacêutico Industrial ou Generalista) emitido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. Inscrição no Conselho da Classe.
14.ANALISTA EM ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA
CARGA HORÁRIA SEMANAL: 40 HORAS
VENCIMENTOS: R$ 1.787,45
Responsável por planejar, coordenar a assistência farmacêutica, cuidar da prevenção dos medicamentos. Supervisionando e treinando equipes de trabalho; outras atividades correlatas. REQUISITO: Ensino Superior Completo em Farmácia emitido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. Inscrição no Conselho da Classe.
15.FARMACÊUTICO INDUSTRIAL
CARGA HORÁRIA SEMANAL: 40 HORAS
VENCIMENTOS: R$ 2.810,87
Profissional especializado para inspecionar, investigar e acompanhar todas as etapas de fabricação, monitorando o cumprimento das boas práticas de fabricação, identificando e eliminando fatores que possam afetar a qualidade dos produtos, com o propósito de garantir os documentos e registros da gestão da qualidade; outras atividades correlatas. REQUISITO: Ensino Superior Completo em Farmácia Industrial ou Farmacêutico Generalista. Certificado de conclusão do ensino superior, emitido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC. Inscrição no conselho da Classe.

 

Inscrição

As inscrições podem ser efetuadas no período de 24 de julho a 18 de agosto de 2013, mediante o preenchimento da ficha de inscrição disponível no site www.upenet.com.br.

Taxa de inscrição: R$ 70,00

 

Processo seletivo

Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva de conhecimentos, eliminatória e classificatória, exceto para o emprego público de Farmacêutico Industrial, para o qual haverá uma segunda etapa, constituída de Prova de Títulos, esta com caráter classificatório.

 


Conteúdo Programático para Prova específica de Farmacêutico

 

ANALISTA EM QUALIDADE INDUSTRIAL

1. Gerenciamento da Qualidade na indústria farmacêutica. 2. RDC ANVISA Nº 17/2010 - Boas Práticas de Fabricação na indústria farmacêutica. 3. Classificação das áreas limpas na indústria farmacêutica. 4. Validação de processo, limpeza e métodos analíticos físico-químicos, químicos, micro biológicos e biológicos. 5. Qualificação de Equipamentos e Sistemas Industriais. 6. Acreditação de laboratórios segundo a norma NBR ISO/IEC 17025:2005. 7. ANVISA, Guia da qualidade para sistemas de tratamento de ar e monitoramento ambiental na indústria farmacêutica, 2013. 8. ANVISA, Guia de Qualidade para Sistemas de Purificação de Agua para Uso Farmacêutico, 2013. 9. ANVISA, Guias relacionados à Garantia da Qualidade, 2006. 10. ANVISA, Guia para validação de sistemas computadorizados, 2010. 11. RDC ANVISA Nº 17/2007 - Registro de produtos similares 12. RDC ANVISA Nº 16/2007 - Registro de genéricos 13. RDC ANVISA Nº 24/2011 - Registros de medicamentos específicos 14. RDC ANVISA Nº 24/2011 - Registros de medicamentos específicos. 15. RDC ANVISA Nº 306/2004 - Programa de Gerenciamento de Resíduos em Saúde 16. RDC ANVISA Nº 04/2009 - Farmacovigilância para detentores de registro 17. RDC ANVISA Nº 25/2005 - Terceirização de serviços 18. RDC ANVISA Nº 55/2005 - Recolhimento de produtos 19. RDC ANVISA Nº 48/2009 - Alterações pós-registro 20. Resolução RE nº 1170, 2006 Guia para provas de Biodisponibilidade Relativa/ Bioequivalência de medicamentos 21. RDC ANVISA 31/2010 Realização de equivalência farmacêutica e perfil de dissolução comparativo 22. Sistema de gestão da qualidade baseado na norma NBR ISO 9001/2008. 23. RDC ANVISA 344/1998 Substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. 24. RE ANVISA Nº 01/2005 - Guia para realização de estudos de estabilidade.

 

ANALISTA EM ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

1. Políticas Públicas de Saúde: O Sistema Único de Saúde (SUS): Legislação Básica, Normas Operacionais, Modelo Assistencial; Financiamento, Orçamento, Prestação de contas, Fundo Municipal de Saúde (FMS); Controle e Avaliação no âmbito do SUS; Política Nacional de Medicamentos. 2. Assistência Farmacêutica: Bases conceituais; Ciclo da Assistência Farmacêutica (Seleção, Programação, Aquisição, Armazenamento, Distribuição, Dispensação e Uso Racional de Medicamentos); Assistência Farmacêutica no SUS; Princípios de Epidemiologia e sua Aplicação na Assistência Farmacêutica; Gerenciamento da Assistência Farmacêutica. 3. Vigilância Sanitária de produtos para a saúde: Lei nº 6.360/1976 e suas alterações; Lei nº 5.991/1973 e suas alterações. 4. Formas farmacêuticas e Vias de administração de medicamentos. 5. Farmacologia: Bases fisiológicas da farmacologia; Farmacocinética; Farmacodinâmica; Fármacos que atuam nos principais sistemas orgânicos: Cardiovascular, Gastrintestinal, Respiratório, Sistema Nervoso Central: Fármacos Anti-Infecciosos: Antivirais, Antibióticos, Antifúngicos e Antiparasitários. 6. Farmacovigilância: Bases históricas, conceituais e operacionais; Reação adversa a medicamentos; Interação e incompatibilidade medicamentosas; Erros de medicação; Queixas técnicas; Gerenciamento de risco; RDC Nº 04/2009 - Farmacovigilância para detentores de registro de medicamentos e seus respectivos guias. 7. RDC Nº 55/2005 - Recolhimento de produtos. 8. Lei Nº 9787/1999 - Estabelece o medicamento genérico no Brasil. 9. RDC ANVISA 44/2009 - Boas Práticas Farmacêuticas. 10. RDC ANVISA 344/1998 - Substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial. 11. RDC ANVISA 20/2011 - Controle de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição, isoladas ou em associações. 12. Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados. 13. RDC ANVISA Nº 17/2010 - Boas Práticas de Fabricação na indústria farmacêutica. 14. Plano de Gerenciamento de Resíduos em Serviços de Saúde.

 

FARMACÊUTICO INDUSTRIAL

1. Sistemas de qualidade aplicados à área farmacêutica. 2. RDC ANVISA Nº 17/2010 - Boas Práticas de Fabricação na indústria farmacêutica. 3. Pré-formulação e transposição de escala para produtos farmacêuticos. 4. Técnicas de produção (fabricação e embalagem) e de controle de qualidade de formas farmacêuticas sólidas, líquidas, semi-sólidas e injetáveis. 5. Estudos de estabilidade de medicamentos, segundo RE. 01/2005 (ANVISA). 6. Validação de metodologias analíticas, segundo RE 899/03 (ANVISA). 7. Execução de testes de dissolução e perfis de dissolução. 8. Parâmetros cromatográficos para a técnica de cromatografia líquida de alta performance (HPLC) em fase reversa. Boas Práticas de Laboratório. 9. Conceitos gerais sobre equivalência farmacêutica, bioequivalência e biodisponibilidade relativa. 10. Classificação biofarmacêutica.


Organizadora do Concurso: 

 

Edital

Confira o edital em http://www.upenet.com.br/concursos/lafepe_13/lafepe_13.html

Comentários  

# sary 06-08-2013 16:21
é pra rir ou chorar desse salário???
# diego Souza 13-08-2013 15:12
Isso é salário?? 1/5 do salário dos médicos de Dilma... que orgulho e valorização ein!!! Eu tenho que trabalhar em 2 lugares pra ganhar um salário de enfermeiro ou dentista de PSF!! cansei!!!
# HELDER 28-08-2013 12:44
Como a profissão é desvalorizada neste País. Com este salário eu ganho vendendo roupas de porta em porta e ganho mais. Desse jeito ta dificil ser farmacêutico.
# Antonio Carlos 30-10-2013 19:35
E mais.....temos que trabalhar em escala de plantão aos finais de semana por um salário.....qua se igual ao de médicos ou melhor de deputados e senadores....be m melhor......