Concurso Professor substituto Departamento de Tecnologia Farmacêutica - UFF - RJ

Estarão abertas de 17 a 21 de janeiro de 2011 as inscrições para a seleção simplificada de professor substituto para a área de concentração de Tecnologia Farmacêutica do Departamento de Tecnologia Farmacêutica.


As inscrições deverão ser feitas das 13h às 16h, na secretaria do departamento, Faculdade de Farmácia, Rua Mário Viana, 523, Santa Rosa, Niterói, RJ. A seleção será realizada de 1º a 3 de fevereiro.

 

1 Vaga para professor substituto do curso de farmácia - Departamento de Tecnologia Farmacêutica

 

Tipo de seleção: Prova de Aula, Entrevista e Análise Curricular.

Pré-requisito: Diploma de Graduação em Farmácia.

Seleção: 01/02/2011 à 03/02/2011.

Área de Concentração: Tecnologia Farmacêutica.

 

PROGRAMA PARA A PROVA DIDÁTICA

 

1- Tecnologia de obtenção de comprimidos de liberação imediata e modificada

2- Controle de qualidade de formas farmacêuticas sólidas

3- BPF de produtos farmacêuticos

4- Validação de métodos de análise de medicamentos.

5- Detecção de alterações e controle de estabilidade de medicamentos.

6- Determinação de princípios ativos por cromatografia líquida de alta eficiência.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

1. ANVISA - RDC n° 17/10 e RE nº 01/05.

2. ANSEL, H.C.; POPOVICH, M.G.; ALLEN, I.V. - Formas Farmacêuticas e Sistemas de liberação de fármacos,

2000.

3. AULTON, M.E. Delineamento de Formas Farmacêuticas. 2 ed. Porto Alegre: Artemed, 2005.

4. BOAS PRÁTICAS para a fabricação de produtos farmacêuticos (OMS série de relatórios técnicos 823). Brasília:

Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância Sanitária, 1994.

5. COLLINS, C.H.; BRAGA, G.L. Introdução a métodos cromatográficos. 6 ed. Campinas: UNICAMP, 1995.

6. CONNORS, K.A. A textbook of pharmaceutical analysis. 3 ed. New York: Wiley-Interscience, 1982.

7. CONNORS, K.A.; AMIDON, G.L.; STELLA, V.J. Chemical stability of pharmaceuticals. 2 ed. New York: John

wiley & Sons, 1986.

8. EWING, G. W. Métodos instrumentais de análise química, São Paulo, Blucher, Ed. USP, 1972, 2 v

9. HARRIS, D.C. Análise química quantitativa – Rio de Janeiro – LTC, 2001.

10. JEFFERY, G.H.; BASSET, J.; MENDAHM, J.; DENNEY, R.C. Vogel. Análise Química Quantitativa. 6.ed. Rio de

Janeiro: Guanabara-Koogan, 2001.

11. KOROLKOVAS, A. Análise farmacêutica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988.

12. LACHMAN, L., KANIG, J. Teoria e prática na indústria farmacêutica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

13. MOFFFAT, A. C.; SACKON, L. V.; BOSS, M.S; WIDDOP, B. C. Isolation and Identification of drugs. 2 ed.

London:. The Pharmacentical Press, 1986.

14. MORITA, T. E ASSUMPÇÃO, R. M. V. Manual de Soluções Reagentes e Solventes: Padronização, Preparação e

Purificação. 2 ed. São Paulo: Edgard Bluche, 1981.

15. PRISTA, L. N.; ALVES, A. C. E MORGADO, R. M. R. Técnica farmacêutica e farmácia galênica. 4 ed. Lisboa:

Fundação Calouste Gulbenkian, 1991. v.3

16. SANTORO, M.I.R.M. Introdução ao controle de qualidade de medicamentos. São Paulo: Editora da USP, 1988.

17. SILVERSTEIN, R.M.; BASSLER, G. C.; MORRILL, T.C. Identificação espectrométrica de compostos orgânicos. 3

ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1979.

18. THE MERCK INDEX: An Encyclopedia of Chemicals, Drugs and Biologicals. 17 ed. New Jersey: Rahway, 1989.

19. WHO - Basic tests for pharmaceutical substances. Genebra: World Health Organization, 1986.