Anvisa interdita todos os produtos de três empresas investigadas na operação Carne Fraca

Anvisa carne indústria


A Anvisa interditou cautelarmente, nesta última terça-feira (28/3), todos os produtos de três empresas responsáveis por quatro estabelecimentos envolvidos nas investigações da operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal para investigar possíveis adulterações no processamento das carnes e seus derivados. A interdição determinada pela Agência é preventiva e tem duração de 90 dias.

A iniciativa é resultado das comunicações feitas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a Anvisa, que tratam do recolhimento (recall) de produtos conduzido pelo Ministério em razão de irregularidades que teriam sido encontradas durante a fiscalização, realizada por uma força-tarefa do MAPA, nos 21 estabelecimentos citados na operação.

Após essa fiscalização, o MAPA determinou o recolhimento de todos os lotes dos produtos dos frigoríficos Transmeat Logística Transportes e Serviços LTDA., Frigorífico Souza Ramos LTDA e Peccin Agro Industrial LTDA., por intermédio de publicação da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), a fim de que sejam realizadas análises laboratoriais nesses produtos.

A ação da Anvisa impede a comercialização ou preparação dos produtos das três empresas até o resultado das análises. Bares, lanchonetes e restaurantes também ficam impedidos de utilizá-los durante os 90 dias de interdição.

 

Empresa Unidades com produtos interditados

Transmeat Logística Transportes e Serviços LTDA

SIF 4644 – Balsa Nova/PR

Frigorífico Souza Ramos LTDA

SIF 4040 – Colombo/PR

Peccin Agro Industrial LTDA

SIF 2155 – Curitiba/PR

SIF 825, em Jaraguá do Sul/SC

 

Confira a publicação da resolução RE 835/2017 que interdita as carnes de quatro estabelecimentos.

 

Fonte: Anvisa