Aprovada no CFF a proposta de resolução que regulamenta a prescrição farmacêutica

prescricao-farmaceuticaAtualização: Confira a Resolução 568/2013 do Conselho Federal de Farmácia que regula a Prescrição Farmacêutica


Foi aprovada durante plenária no Conselho Federal de Farmácia(CFF) a proposta de resolução que regulamenta a prescrição farmacêutica.

 

Atualização de 30 de agosto: Após o fim da consulta pública a plenária do CFF aprovou a prescrição farmacêutica.

 

De 28 de junho a 22 de julho estará em consulta pública a proposta de resolução que regulamenta a prescrição farmacêutica.

 

Sobre a resolução da Prescrição Farmacêutica:

Pela proposta de resolução, a prescrição farmacêutica prevê a seleção de terapias farmacológica e não farmacológica, além de outras intervenções relativas ao cuidado do paciente, “no limite de sua competência profissional”. As terapias farmacológicas incluem os medicamentos isentos de prescrição médica, as plantas medicinais, as drogas vegetais e os fitoterápicos também isentos de prescrição.

Para prescrever, o farmacêutico tomará como base as necessidades de saúde do paciente, as evidências científicas disponíveis, os princípios éticos e as políticas de saúde. O foco principal dessa prática será, sempre, o uso seguro e racional de medicamentos, visando à prevenção de incidentes relacionados a esses produtos e à diminuição de danos à saúde decorrentes do tratamento.

A prescrição, de acordo com a proposta de resolução, deve seguir as seguintes etapas: identificação das necessidades do paciente; definição do objetivo terapêutico; seleção da terapia para o paciente, com base na eficácia, segurança, custo e conveniência, constituindo o plano de cuidado; redação da prescrição; orientação ao paciente sobre o uso apropriado dos medicamentos; agendamento adequado para o acompanhamento e registro do processo de prescrição.

Na prescrição, determina a proposta, o farmacêutico deve adotar medidas que promovam a segurança do paciente. Um exemplo é tomar por base as melhores evidências científicas disponíveis. De acordo com o artigo 7º, “o ato da prescrição farmacêutica constitui prerrogativa do farmacêutico legalmente habilitado e inscrito no Conselho Regional de Farmácia de sua jurisdição”.

 

Consulta Pública nº 6/2013

O Conselho Federal de Farmácia (CFF), com aprovação de seu Plenário, coloca em Consulta Pública (nº 6/2013), a proposta que regulamenta a prescrição farmacêutica e dá outras providências.

As sugestões e contribuições devem ser encaminhadas em formulário próprio (anexo) até o dia 22 de junho de 2013.

Clique aqui e acesse o texto da proposta de resolução

Clique aqui e acesse o formulário para envio de sugestões


 Opine

Qual sua opinião sobre a prescrição farmacêutica ?
Os farmaceuticos estão preparados para prescreverem ?
A prescrição farmacêutica vai ser uma atividade importante para a valorização do profissional farmacêutico ?

Comentários  

# Gabriel Miglioli 27-06-2013 21:17
com toda a certeza do mundo, sou acadêmico de farmácia e vejo que pelos conhecimentos adquiridos em todas as farmacologias apresentadas, o farmacêutico tem amplo conhecimento para estar prescrevendo medicamentos SIM!
# Denise Leal 27-06-2013 21:23
O farmacêutico deve sim prescrever medicamentos, mas na minha opinião, o deve fazer somente depois de comprovar conhecimento pleno em farmacologia dos medicamentos permitidos para prescrição. Ou seja, apoio a prescrição farmacêutica desde que haja uma prova avaliativa ou uma exigência de especialização na área de prescrição de medicamentos.
# Leonardo 27-06-2013 22:05
Prescrever o que ? Remédios ? Para quem ? Pessoas ? Com o que ? Doença ? Quem diagnosticou ? Nao basta ter conhecimento da farmacodinamica e da farmacocinetica dos medicamentos. Tem que conhecer a fisiologia do corpo, as patologias e saber diagnosticar.
# Douglas 27-06-2013 22:10
Infelizmente o farmacêutico não tem uma visão global do processo saúde x doença para poder sair aí prescrevendo medicamentos. Não é só apenas conhecendo sobre farmacologia que se diagnostica e prescreve-se medicamentos. A propósito, farmacêuticos estão aptos a diagnosticar doenças? Farmacêuticos tem cadeiras de Semiologia na faculdade? A função do médico e do farmacêutico são completamente diferentes e há uma notória tentativa de tornar todos os profissionais da saúde em médicos.
# Alex 27-06-2013 22:12
Nao acho correto Farmaceutico prescrever!

Farmaceuticos sabem sim de toda a farmacologia envolvida, porem desconhece a doenca.
Quem da o diagnostico eh o medico...e sem diagnostico nao se pode prescrever.
# paulab 27-06-2013 22:21
com certeza farmaceutico nao.deve prescrever medicamentos. no curso de farmacia podem ate aprender muita farmacologia, mas certamente nao sabem fazer diagnosticos clinicos, para isso existem os medicos. autorizar um farmaceutico a prescrever e colocar a vida das pessoas em risco. e casose aventure a prescrever, suponho q saiba os efeitos colaterais e oq fazer para reverter, ja que se acha tao capaz, e deve ser penalizado pelos erros, assim como o medico. ja que quer assumir oq nao le compete.
# Pedro Antônio 27-06-2013 22:23
Evidentemente a prescrição de fármacos exige conhecimento em farmacologia no qual o profissional farmacêutico tem bastante competência. A fragilidade da questão encontra-se no fato de a prescrição seguir critérios clínicos baseados em anamnese, exame físico, epidemiologia e outras questões que não são geralmente da competência dos mesmos. Portanto acredito que o termo prescrição farmacêutica restringe-se à adequação do uso de fármacos previamente prescritos por médicos, evitando interações, efeitos colaterais, toxidade, e não com intuiro de formular uma terapêutica. Outros aspectos de prescrição também deveriam ser ressaltados, como por exemplo no tratamento de feridas, na qual os profissionais de enfermagem tem profundo conhecimento e prática, que não se aplica às competências farmacêuticas, apesar do conhecimento das drogas utilizadas, sendo portanto aliado ao sucesso dos tratamentos no âmbito de uma equipe multidisciplina r.
# Angelo 27-06-2013 22:23
Pode prescrever, mas vai tratar os colaterais depois. Blz? nada de envenenar o povo e mandar pros hospitais ok?
# Moises 27-06-2013 22:28
Concordo com a prescrição farmacêutica, pois o que vejo no dia a dia são prescritores com um Black book que na maioria das vezes não entendem o que prescrevem... A proposito no curso de Farmácia deveríamos aprofundar mais e não só prescrever alguns mas todos, afinal quem fica estudando mecanismo de ação somos nós....
# Lucas Botasso 27-06-2013 22:40
Uma dúvida, o farmacêutico tem conhecimento sobre a clínica do paciente, ou no caso, da patologia e as indicações e/ou contra indicações do fármaco? Ele sabe o que pode ou não usar em certas patologias? E vai prescrever sem alguns exames específicos em mãos? Se der "merda" o que vai acontecer?
# FRANCISCO FLAMINIO 27-06-2013 22:41
apoio a prescrição farmaceutica, pois é um profissional preparado para isso, com conhecimentos em farmacologia suficiente.
# Weiss 27-06-2013 22:45
Sou estudante de medicina e tenho uma convivência grande com o pessoal da farmácia ao cursar matérias extras com eles e também por participar de grupos de pesquisa orientados por farmacêuticos. Sim, vocês se aprofundam muito no estudo da farmacocinética , farmacodinâmica , interações e estudo de cada droga em si. No entanto, falta algo fundamental que é o conhecimento e prática da clínica,da fisiopatologia de cada doença, saber como coletar uma história, examinar o paciente, logo prescrever medicamentos vai muito além da formação que têm.
# Márcio Leal 27-06-2013 22:45
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.
# Lweiss 27-06-2013 22:46
Além do mais, por causa da pressão sob os farmacêuticos para vender e gerar lucro para o empregador, a venda indiscriminada de medicamentos certamente aumentaria, recrudescendo ainda mais essa calamidade de consumo irracional de drogas. Sei que buscam e precisam de oportunidades melhores de atuação no mercado e por isso proponho que lutem pelo direito de serem donos das farmácias, e que nelas sejam vendidos, de forma restrita, apenas medicamentos com evidências de eficácia e eficiência e sem aquelas propagandas ou estratégias de manipulação das pessoas. Obrigado!
# Gabriel Fiuza de Fig 27-06-2013 22:50
Acredito que qualquer pessoa que tenha estudado farmacologia deve poder prescrever o medicamento correto. Já para identificar a doença, acredito que precise estudar patologia e semiologia. Após identificar a doença e saber sobre o medicamento, só precisa estudar como será o acompanhamento do doente e o tratamento de possíveis complicações, num curso de clinica médica.
Acho que dá pra aprender tudo isso em uns 6 anos...
# MarcosHortz 27-06-2013 22:57
O farmacêutico podem ter o conhecimento sobre medicações, MAS NÃO DEVEM PRESCREVER POIS NÃO TEM CONHECIMENTO CLÍNICO. Farmacêutico não realiza exame físico e anamnese, por exemplo, não afere temperatura, não ausculta tórax e abdomen, não solicita e interpreta raio X e exames laboratoriais, não sabe diferenciar herpangina de amigdalite, nem indicação de antibioticotera pia para GECA. E, pior, no cerne da prescrição farmacêutica existe o conflito de interesse relacionada a venda e distribuição de medicações. Cada um no seu quadrado! Não adianta invadir a área de atuação de outra profissão se a a farmácia está saturada de profissionais jorrados pelas milhares de Uniesquinas existentes por aí!
# thiago aguera 27-06-2013 22:57
E o que o Conselho de Medicina vai falar sobre isso?
# Rick 27-06-2013 22:58
Não duvido da capacidade técnica dos farmacêuticos de compreenderem a interação dos fármacos, mas cabe um questionamento, essa resolução é para prescrever quais medicamentos? Afinal, muitos precisam de diagnósticos diferenciais, os quais não vejo um farmacêutico apto a fazê-los pelo simples fato de que não são treinados para isso. Sei lá, acho que até pra prescrever analgésico pra dor de cabeça precisa de raciocínio clínico.
# Tomás Turbano 27-06-2013 22:59
Para prescrever devem conhecer fisiopatologia apurada das doenças. Não basta saber onde o medicamento age ou como o corpo o metaboliza. Tem que saber quando indicá-lo. Quer prescrever? Faça Medicina. É cada uma... Cada um na sua área, colegas.
# Ralph Antunes 27-06-2013 23:05
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7 h
# lrmr 27-06-2013 23:15
Citando Tomás Turbano:
Para prescrever devem conhecer fisiopatologia apurada das doenças. Não basta saber onde o medicamento age ou como o corpo o metaboliza. Tem que saber quando indicá-lo. Quer prescrever? Faça Medicina. É cada uma... Cada um na sua área, colegas.


Vc está mal informado!!No curso de graduação de Farmácia estudamos Fisiopatologia! !Antes de criticar tenha argumentos!
# #luiza 27-06-2013 23:16
Aos desenformados, a intensão da prescrição farmacêutica é trabalhar em conjunto com os médicos, que são os que sabem e devem fazer o diagnóstico e conhecem a história clinica do paciente. Um trabalho em conjunto ajudaria muito no tratamento adequado dos pacientes, pois todos sabemos que existem muitos médicos fazendo prescrições inadequadas, exageradas... Eu concordo desde que seja um trabalho em conjunto, como já acontece em alguns países de primeiro mundo.
# lrmr 27-06-2013 23:18
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!
# Lala 27-06-2013 23:22
Sou contra a prescrição farmacêutica não só devido a conflitos de interesse ( vão manipular a medicação ou vender em farmácias o que prescreveram), um médico não pode ter uma farmácia devido a isso.. Mas também porque apesar de conhecerem bastante sobre farmacocinética ,farmacodinâmic a, não possuem o conhecimento da semiologia, fisiopatologia para saber quando utilizar e como resolver possíveis complicações... Respeito bastante as demais áreas da saúde e não interfiro em nenhuma( pois não tenho conhecimento técnico para tal)... Não passo dietas, não faço sessões de fisioterapia em pacientes, não obturo dentes,não me intrometo no trabalho da enfermagem... Enfim, gostaria de ser tratada com o mesmo respeito sem intromissões imperitas...: )
# Hannah 27-06-2013 23:25
A prescrição farmacêutica deve se basear no diagnóstico do médico, aí sim cada um no seu quadrado! Do mesmo jeito que farmacêuticos não entendem tanto de patologia, médicos não entendem com tanta profundidade de medicamentos, então porque eles prescrevem?
# Paula Carleti 27-06-2013 23:35
Absurdo total!!! Nao adianta saber sobre os medicamentos se nao sabe como indica-los, nao sabe dar um diagnostico para poder prescrever um medicamento!! Quem faz isso e o medico, que estudou 6 anos semiologia, patologia, etc!! Como ja disseram, quer prescrever? Entao faca medicina!!!
Pra mim quem defende isso e recalcado!!! Frustrado!! Quis fazer medicina mas nao conseguiu passar no vestibular!! Fez farmacia sabendo que nao iria prescrever e agora vem essas ideias!! Ridiculoooooo!! Coloquem-se nos seus devidos lugares!!!
# thiagotakuma 27-06-2013 23:53
E Legal mas gosto muito dos conhecimentos, Médicos, que passam um exame de urina e manda o coitado do paciente começar a tomar antibioticos!!!
# thiagotakuma 27-06-2013 23:58
á maioria dos medicos falam muito com seus pacientes (em Media 5minutos) e descobre sempre o que eles tem(com certeza já sabiam antes dele entrar no consultório)
# DeiaM 28-06-2013 00:07
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h

Olha se informe antes de dizer besteira farmacêutico não estuda só farmacologia querido, estuda biologia, genética, fisiologia e principalmente bioquímica o que não estudamos são as doenças é por isso que existe o curso de medicina.. agora a humildade e companheirismo passa longe de muitos profissionais médicos nessas horas. O farmacêutico só vai somar sua experiência com a do médico isso gera benefícios para os pacientes. To cansada de ver receita prescrita errada em todos os sentidos!
# smaf 28-06-2013 00:09
ô Jovenzinho! Calma aí, né bem assim não heim! Inúmeras vezes os médicos solicitam exames laboratoriais e através de exames microscópicos, de bioquímica e etc identificamos a Patologia e o médico prescreve o medicamento. Se eu consigo identificar a Patologia teoricamente também poderia prescrever, pois, QUEM CONHECE FARMACOLOGIA SÃO OS FARMACÊUTICOS. Os médicos conhecem medicamentos (marcas) quando os PROPAGANDISTAS DE LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS descrevem a eles para que serve e como deve ser usado... e por aí vai! Cuidado com essa cultura corporativista e Ato Médico, vocês estão equivocados. E mais uma para completar e não deixar dúvidas. O "Médico" do pobre (a maioria da população brasileira) ainda é o FARMACÊUTICO, não sabia disso? Procure se informar então, antes de escrever besteiras! Abraço colega!!!
# Caio 28-06-2013 00:12
Citando lrmr:
Citando Tomás Turbano:
Para prescrever devem conhecer fisiopatologia apurada das doenças. Não basta saber onde o medicamento age ou como o corpo o metaboliza. Tem que saber quando indicá-lo. Quer prescrever? Faça Medicina. É cada uma... Cada um na sua área, colegas.


Vc está mal informado!!No curso de graduação de Farmácia estudamos Fisiopatologia!!Antes de criticar tenha argumentos!


entao pq vc nao tem o diploma de médico???
# luiz marcelo 28-06-2013 00:14
Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!


Na faculdade de medicina eu tenho por 4 anos.
# CarolSW 28-06-2013 00:18

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

Fisiopatologia por dois semestres? E se sente preparado para tratar? Enquanto no curso de medicina temos por 5 anos!
# Thiago Cunha 28-06-2013 00:19
Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

Bem, o médico tem fisiopatologia por 8 semestres, isso dentro da faculdade, e mais 4 semestres no internato, lado a lado de pacientes. Totalizando 12 semestres. Quem então está mais preparado ?!?!?!
# João 28-06-2013 00:19
Cara, pra você o curso de farmácia se resume na farmacologia? O profissional farmacêutico se resume na farmacologia? Quando você pagar farmacologia I, farmacologia II, farmacologia III, farmacognosia I, farmacognosia II, química farmacêutica I, química farmacêutica II, farmacotécnica I, farmacotécnica II, numa universidade de renome, então você poderá discutir comigo a respeito de medicamentos e suas aplicações. Ah, caso você não saiba: anatomia, fisiologia, bioquímica e biofísica são disciplinas básicas de QUALQUER curso de saúde. Aliás, nós temos duas disciplinas de bioquímica (uma delas clínica). Se você tivesse o mínimo de cuidado ao ler uma notícia e refletir a respeito, poderia perceber que não é possível o paciente chegar na farmácia e o farmacêutico diagnosticar e dispensar a medicação. Informe-se mais e cague menos.

Lhe desejo mais inteligência. Um abraço!
# Rafael Latorraca 28-06-2013 00:22
Tem semiologia também? fazem 2 anos de internato para praticar a teoria? Você sabe e tem um local adequado para realizar exame físico para elaborar seus diagnósticos diferenciais?
# Emanuelle Meneses 28-06-2013 00:41
Citando lrmr:
Citando Tomás Turbano:
Para prescrever devem conhecer fisiopatologia apurada das doenças. Não basta saber onde o medicamento age ou como o corpo o metaboliza. Tem que saber quando indicá-lo. Quer prescrever? Faça Medicina. É cada uma... Cada um na sua área, colegas.


Vc está mal informado!!No curso de graduação de Farmácia estudamos Fisiopatologia!!Antes de criticar tenha argumentos!
# Jonas 28-06-2013 00:41
Citando lrmr:

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

Dois anos de fisiopatologia não são nada.

Médico tem, em média 2 anos de fisiopatologia, sem falar em cada disciplina clínica onde a fisiopatologia e os é revisada em paralelo com a clínica e farmacologia de cada doença, o que significa que, se o médico fizesse uma disciplina por ano, ele estudaria algo perto de vinte anos de fisiopatologia.
# Emanuelle Meneses 28-06-2013 00:48
Ahhh se fosse só de fisiopatologia que nós precisássemos, nosso curso teria 3 anos. Mas depois disso nós passamos por pneumo, cardio, gastro, clinica geral. Onde vemos como aplicar os remédios de cada área? Acha pouco? Sim..é pouco! Depois disso passamos mais 2 anos em um estágio obrigatório aprendendo a diagnosticar/prescrever!
Por favor, não venha querer comparar seu currículo com o nosso.
Afinal eu também não vou chegar aqui dizendo que sei mais de farmacocinética , farmacodinâmica e etc..
E ALÉM DISSO junto com uma prescrição existe um negócio chamado ACOMPANHAMENTO e RETORNO ou vocês vão começar a marcar consultas em farmácias agora?
Vão passar um anti hipertensivo e vão ficar acompanhando os níveis pressóricos do paciente, efeitos colaterais dos remédios, fazer exames pra ver se o paciente tem outras comorbidades? tsc..tsc..
# Jonas 28-06-2013 01:01
Pessoal, a prescrição de medicamentos não é baseada essencialmente na farmacologia, mas sim na clínica. Alguns medicamentos tem o mecanismo de ação, volume de distribuição, partição óleo/água, todos os parâmetros perfeitos pra tratar algumas patologias, mas não funcionam tão bem quanto o esperado.

Por isso, a terapêutica tem sua base na farmacologia, mas seus pilares estão na clínica! Não importa se o médico sabe que o omeprazol inibe bomba de próton, importa que ele saiba suas indicações, contra-indicaçõ es, doses terapêuticas, interações e efeitos colaterais - parâmetros esses que são TODOS determinados clinicamente.
# Pedro Henrique Molin 28-06-2013 01:03
Prescrever sem estar apto a diagnosticar uma patologia é exercício ilegal da medicina.Se alguma coisa ocorrer com a pessoa o farmaceêutico pode ser preso e perder seu diploma. É melhor o farmacêutico exercer sua profissaõ que por sinal é muito bonita e útil.
# madi 28-06-2013 01:06
Médicos devem diagnosticar patologias e farmacêuticos devem prescrever medicamentos. Simples assim. Em um país corrupto, devemos evitar a prescrição comissiona, não é verdade ? É assim que funciona na civilidade. Penso que no Brasil não deva ser diferente.
# ##Ana 28-06-2013 01:12
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h


Se informe melhor antes de falar. Farmacêutico estuda farmacologia,
anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia e etc. O farmacêutico é o profissional do medicamento e ninguém melhor para decidir a respeito da escolha do melhor ou da melhor combinação de medicamentos. O ideal seria uma PARCERIA entre os profissionais da saúde, o médico com o diagnóstico, o farmacêutico com a escolha adequada dos medicamentos para o quadro identificado, evitando interações e potencializando o tratamento. Cada um em sua área de conhecimento.
# madi 28-06-2013 01:16
Médicos devem diagnosticar patologias e farmacêuticos devem prescrever medicamentos. Simples assim.
Dessa forma evitamos o atual suborno comissionado, não é verdade ?
Afinal, estamos lutando por um país livre da corrupção, ou não ?
# Denise Leal 28-06-2013 01:37
Olha Ralph Antunes, não querendo te desanimar, mas destas disciplinas que tu citou eu só não tenho no meu currículo as 4 últimas! E a questão não é DIAGNÓSTICO FARMACÊUTICO mas sim PRESCRIÇÃO FARMACÊUTICA, existe uma grande diferença. Não são todos os farmacêuticos habilitados para prescrever medicamento, como já citei anteriormente acho que seria viável caso houvesse uma prova avaliativa ou fosse requirido uma especialização para realizar tal atividade. Bem como nem todos os médicos são habilitados para prescrever!! Só quem trabalha em farmácia municipal sabe o quanto chega de prescrição ABSURDA para ser atendida e o paciente precisa voltar para casa sem o medicamento pois teve o azar de ser atendido por um incompetente.
# Michel 28-06-2013 01:50
Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!


DOIS SEMESTRES? os médicos estudam A VIDA INTEIRA!!!
# Sildenafil 28-06-2013 03:53
Tem fisiopatologia, mas tem Clínica Médica? Tem Clínica Cirúrgica? Dermatologia? Oftalmo? Anestesio? Cardio? Gastro? Endócrino? Pediatria? nem vou citar a quantidade enorme de matéria que vocês não tiveram. Sem contar que na instituição que eu estudei, farmacêutico não elimina nem a Farmaco I.
# Tcho 28-06-2013 04:01
Hanna, vocês não sabem o porque médico prescreve uma determinada droga. Ter o diagnóstico pronto não quer dizer nada, vocês não fazem acompanhamento do paciente, qual a posologia, por quanto tempo deve tomar, contraindicaçõe s. Vocês sabem pra que serve e como fazer, só.
Atendi no meu psf uma senhora manifestando herpes zoster "clássica" que passava polaramine creme e fluconazol pra uma doença viral, porque a farmacêutica (não foi o balconista, foi a farmacêutica mesmo) disse que era alergia ou micose. Parabéns.
# Manolo 28-06-2013 04:03
Quer ter atribuição médica? Estude medicina. Nós renunciamos a muita coisa pra ser médico, "perdemos" tempo extra estudando na adolescência, fazemos o curso com pelo menos 12h dentro da faculdade ou hospital e afins, de segunda a sexta durante 6 anos. Se a gente quiser ter especialização, faz a prova pra residência e se passa, estuda mais 2-6 anos pra prestar prova de título pra especialista e se passa tem que manter o título com pontuações em cursos de atualização e congresso. Só aí são de 8 a 12 anos. Se quiser ser professor, faz mais 2 anos de mestrado e 4 de doutorado. Total = 18 anos pra ter uma carreira respeitável. E você vem me falar de que a gente não sabe com profundidade do que se trata??
# Manolo 28-06-2013 04:03
Quer ter atribuição médica? Estude medicina. Nós renunciamos a muita coisa pra ser médico, "perdemos" tempo extra estudando na adolescência, fazemos o curso com pelo menos 12h dentro da faculdade ou hospital e afins, de segunda a sexta durante 6 anos. Se a gente quiser ter especialização, faz a prova pra residência e se passa, estuda mais 2-6 anos pra prestar prova de título pra especialista e se passa tem que manter o título com pontuações em cursos de atualização e congresso. Só aí são de 8 a 12 anos. Se quiser ser professor, faz mais 2 anos de mestrado e 4 de doutorado. Total = 18 anos pra ter uma carreira respeitável. E você vem me falar de que a gente não sabe com profundidade do que se trata??
# Julio Cesar 28-06-2013 04:54
Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!


Estudou dois semestres e acha que sabe fisiopatologia? Coitado e mas coitado do povo brasileiro
# DaniEXE 28-06-2013 07:33
A prescrição farmacêutica é o avanço.Países mais desenvolvidos nesse quesito como EUA,CANADA,ESPA NHA e ARGENTINA, adotam esse procedimento.É claro que não vai ser o farmacêutico que fará o diagnóstico,poi s esse é o papel do médico,e é justamente nesse ponto que o médico foi capacitado.Um profissional que prescreve deve estudar para isso e não apenas aprender durante a residência,ou no dia-a-dia.É como o colega citou: -Cada um no seu quadrado.
E outra coisa,os farmacêuticos tem formação na área de fisiopatologia, farmacologia Clínica, patologia, enfim, não é que o farmacêutico passará a fazer diagnósticos, mas há sim uma compreensão dos processos patológicos por esse profissional.
# DaniEXE 28-06-2013 07:38
Médicos muitas vezes são analfabetos funcionais.Exis te uma grande diferença em dar o diagnóstico e em fazer uma prescrição.Cans ei de ver médicos sobrecarregando o sistema fisiológico de um paciente,porque simplesmente não sabiam utilizar o sinergismo dos fármacos de forma favorável.Diagn óstico? Fica com o médico,vcs estudaram para isso, Prescrição? Fica com quem de fato entende de medicamento e de processos patológicos.
# Rodrigo Morais 28-06-2013 08:06
Fisiopatologia 2 semestres? Larga de ser ridiculo. Medicina tem no minimo 2 de fisiologia , mais 4 de patologia (2 de patologia básica e 2 de especial) alem das disciplinas clinicas e praticas clinicas ambulatoriais e de enfermaria. O que me deixa tranquilo, e que falta pouco pra aprovação da Lei de Regulamentação da Medicina, e aí, esse assunto esta encerrado. Cada um no seu quadrado.
# Daniel Lima 28-06-2013 08:30
E pra que fazer medicina se no final das contas é tudo virose...

Quem melhor pra saber sobre medicamentos que farmacêuticos/a s. Pros deserformados e ignorantes pesquisa antes de vim comentar merda, uma grade do curso de farmácia (mas de uma universidade renomada) pra saber quais matérias sabemos.
# Daniel Lima 28-06-2013 08:33
Pra quem fica dizendo sobre invadir ou não a área do outro... da uma lida no projeto do ato médico.

Farmacêutico/a sabem muito e estudaram muito pra isso também. Chega de desvalorização do profissional de farmácia.

E por fim... só é Doutor quem tem título de doutorado.
# neto 28-06-2013 08:44
Citando Angelo:
Pode prescrever, mas vai tratar os colaterais depois. Blz? nada de envenenar o povo e mandar pros hospitais ok?
,
angelo, como estao fazendo os medicos, passando medicamentos a mais, sem saber o historico dos pacientes, passando medicamentos de representantes de laboratorios onde os mesmos lhe dao uma comissao, atendem 20 pacientes no hospital e para os 20 eles passam o mesmo mmedicamento, sera que ele esta realmente fazendo uma consulta, o paciente entra num consultorio e o medico nem olha pra ele, o paciente nao passa nem um minuto dentro da sala do consultorio,nao pergunta se o pacinete tem alergia, quais os medicamentos estao tomando, nao estao fazendo os examaes que necessariamente sao importantes, e passam receitas gigantescas, onde cercam a patologia com todas as categorias de medicamentos, sem que realmente passa o medicamento espeficico para aquele tipo de doenca... isso e a medician no Brasil;.....
# mário 28-06-2013 09:09
Citando lrmr:
Citando Márcio Leal:
Também sou acadêmico de farmácia e digo com categoria que meu curso me prepara para o conhecimento dos diversos medicamentos. No entanto, não somos formados para prescrever medicamentos, pois não estudamos a fisiopatologia das doenças e seus tratamentos.

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

Sim,mmas você não é médico!! quer prescrever faça medicina!!
# GG 28-06-2013 09:16
Citando MarcosHortz:
O farmacêutico podem ter o conhecimento sobre medicações, MAS NÃO DEVEM PRESCREVER POIS NÃO TEM CONHECIMENTO CLÍNICO. Farmacêutico não realiza exame físico...!

Acho que voce não entendeu a proposta amigo. O farmacêutico pode facilmente diagnosticar efeitos adversos ou má aceitação de uma terapia. Se e somente se, esse poder de prescrição do farmacêutico for usado com um devido feedback (farm. - médico), terapias errôneas poderiam rapidamente serem substituídas. Doenças onde o medicamento pode ser substituído por outro com mecanismo diferente e mesma finalidade (ex: psicoses), sem esperar uma nova consulta, acelerando o processo de cura/amenização e possível prognóstico do paciente.
Interprofissionalidade, esse é o segredo.
# cristiano 28-06-2013 09:18
O FARMACEUTICO TEM CONHECIMENTOS PARA A PRESCRIÇÃO FARMACEUTICA. JA EXISTE UMA LINHA DE MEDICAMENTOS (OTC), COSMETICOS E FITOTERAPICOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO MEDICA, NADA A MAIS ALEM DE REGISTRAR E RECONHECER ESTA PRATICA QUE JA EXISTE.
DOU TODA MINHA APROVAÇÃO NESSES CASOS. PARABÉNS PELA INICIATIVA.
# Maianne 28-06-2013 09:50
Vejo no meu dia-a-dia a prática médica exacerbada na prescrição de medicamentos e pacientes sofrendo com efeitos colaterais e interações medicamentosas. Médico entende muito de clínica sim, mas não associa perfeitamente com a farmacologia, pois vejo na prática MUITOS ERROS, tanto como paciente como profissional de saúde. Concordo sim no Farmacêutico prescrever medicamentos, claro se pensarmos no PACIENTE o resultado será bem mais efetivo e com menos danos causados por ERROS e falhas médicas, mas se o médico juntamente com o FARMACÊUTICO pensarem clinicamente no histórico do paciente. Ao invés de perder tempo aqui cada um pensando em sua profissão e seu status, deveriam pensar sim em relação ao PACIENTE. O farmacêutico pode não ter conhecimento tão bem na clínica como o médico, mas acredito com plena convicção que o médico também não tem conhecimento suficiente em farmacologia como o Farmacêutico, e as duas coisas são FUNDAMENTAIS!
# Daniel Medeiros 28-06-2013 09:57

Então é melhor sair dessa faculdade!Onde estudei tive fisiopatologia por 2 semestres!

É justamente por esses "DOIS SEMESTRES" que provavelmente você não deve estar preparado. Um médico, a partir do 2o ano de faculdade já começa a estudar fisiopatologia. Sendo a maioria dos cursos de 6 anos, isso significa pelo menos 10 semestres de fisiopatologia caso ele não faça residência médica. Na residência, dependendo da especialização podem ser até mais 5 anos de estudos aprofundados em uma área específica.
E ai? Precisa explicar mais?
# Keite 28-06-2013 10:03
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h

Meu querido , se você não tem o conhecimento então vá se informar sobre a grade curricular do farmacêutico . estuda-se anatomia, fisiologia ,bioquímica, biofísica, patologia , todos os tipos de química, ciências farmacêuticas, genética, micologia , virologia , hematologia , imunologia, parasitologia , microbiologia citologia, comportamento de princípios ativos no organismo , disponibilidade dos fármacos no organismo. então quem mais pode-se entender de que um medicamentos faz , em que se transforma para que serve do que um farmacêutico ? estamos cansados de pegar prescrição errada e mandar voltar para o médico que leigo prescreveu ..
# Lala 28-06-2013 11:14
Prescrever vai muito além de conhecer as medicações, interações e tudo mais, é necessário examinar( colocar a mão no paciente), interpretar exames, fazer correlações clínicas... Tenho irmã farmacêutica e sei que vcs entendem muito de medicações( interações e tal), mas, na minha faculdade passei 3 anos vendo farmacologia correlacionada com a clínica, cada especialidade tinha aulas de fármaco específicas, fora a bioquímica do primeiro ano .. Tenha certeza de que quando um médico prescreve algo sabe muito bem o que está fazendo... Além do mais há conflito de interesses em vcs, farmacêuticos, prescreverem... enfim, nego- me a discutir com imperitos no assunto... Pois vcs jamais me virão manipulando medicações, assinando farmácias ou realizando exames bioquímicos... Cada um no seu quadradinho.. Tha's all folks...
# luc 28-06-2013 11:16
Farmacêutico tem sim conhecimento clinico também conhece e estuda os fármacos melhor que muitos profissionais pois tem muitos médicos que prescrevem o que os representantes oferecem a eles(lucro)acho sim mais do certo também os farmacêuticos serem reconhecidos.
# Stephany 28-06-2013 11:18
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h


Esta BEM MAL INFORMADO sobre a graduação do curso de Farmácia!
# Jacinto R. Rocha 28-06-2013 11:19
Citando #luiza:
Aos desenformados, a intensão da prescrição farmacêutica é trabalhar em conjunto com os médicos, que são os que sabem e devem fazer o diagnóstico e conhecem a história clinica do paciente. Um trabalho em conjunto ajudaria muito no tratamento adequado dos pacientes, pois todos sabemos que existem muitos médicos fazendo prescrições inadequadas, exageradas... Eu concordo desde que seja um trabalho em conjunto, como já acontece em alguns países de primeiro mundo.

Com todo respeito, desenformado é quem sai da forma. Desinformado é quem carece de informação!A propósito: Sou farmacêutico e penso que tudo é questão de metodologia (como se faz e com que objetivo). Tendo isto em mente,o currículo do farmacêutico em determinadas circunstâncias prepara p/ a prescrição até melhor que o médico. Porém penso que ajustando-se a grade curricular do farmacêutico, a sociedade que será a parte mais beneficiada,ter á muitas vantagens !
# Michael 28-06-2013 11:49
O farmacêutico sabe muito de farmacologia e pode trabalhar com o paciente a adesão, especialmente em pacientes polimedicados, bem como ajudar em interações medicamentosas, escolha de antibióticos com base no perfil de resistência local, etc. Mas a prescrição de medicamentos deve ser restrita a quem pode diagnosticar e monitorar a evolução da doença. Ex: paciente com ICC necessitando ajustar as medicações. Os farmacêuticos têm como monitorar os sinais de congestão, saber quando dá para iniciar o betabloqueador, quando tem que reduzir a dose, etc? Mas acho que farmacêuticos poderiam prescrever sim medicamentos sintomáticos que podem ser comprados sem receita médica, orientando sinais de alarme que deveriam fazer o paciente procurar atendimento médico. E isso teria que estar bem protocolado. Os enfermeiros também podem prescrever segundo protocolos. Se foge ao protocolo, não pode prescrever.
# Bebeto 28-06-2013 11:56
Para o Farmacêutico descobrir o medicamento ele precisa conhecer a doença e ação da substância estudada no organismo, porisso ele tem toda condição de prescrever. precisam as pessoas mal informadas conhecer a importância do Farmacêutico trabalando junto com o Médico como é nos paise de primeiro mundo.
# Moises 28-06-2013 12:02
Com todo respeito, desenformado é quem sai da forma. Desinformado é quem carece de informação!A propósito: Sou farmacêutico e penso que tudo é questão de metodologia (como se faz e com que objetivo). Tendo isto em mente,o currículo do farmacêutico em determinadas circunstâncias prepara p/ a prescrição até melhor que o médico. Porém penso que ajustando-se a grade curricular do farmacêutico, a sociedade que será a parte mais beneficiada,ter á muitas vantagens !
Concordo muito com vc jacinto...... a galerinha do Black book fica doida.... huauhauah
# Taís Eurilene 28-06-2013 12:07
Os farmacêuticos devem prescrever somente na atenção básica do SUS pq estar faltando médico nesta instância.Além disto, a "maioria" dos médicos que conseguem chegar neste serviço primário atrapalham prescrevendo medicamentos fora da lista da RENAME/RESME, fazendo que com isto desestruture todo ciclo do SUS.Ainda aviso se estes médicos continuarem prescrevendo ou sem aprender dentro de uma faculdade a trabalhar no SUS,vão conseguir destruí-lo.Quer íamos ficar somente na dispensação,mas geralmente os médicos não prescrevem com base na RENAME (mesmo o farmacêutico e o Conselho Municipal aprovando a REMUME,os médicos não obedecem,se acham DEUSES) e isto estar atrapalhando a GESTÃO do SUS.Quando o farmacêutico chama atenção destes o PREFEITO prefere nos demitir do que eles,não preciso explicar porque, é óbvio!Então a INDÚSTRIA?CAPIT ALISMO vai continuar influenciando na prescrição.
# Luana Dias Souza 28-06-2013 12:18
Farmaceutico estuda farmacologia geral, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, química analítica, química orgânica,farmac ognosia, farmacobotânica , parasitologia, microbiologia, imunologia, tecnologia farmacêutica, química medicinal, bromatologia e nutraceutica, homeopatia, cosmetologia, física, genética e evolução, patologia geral, toxicologia geral, análise de matéria prima de medicamentos, saúde coletiva, higiene social,primeiro s socorros, farmacodinamica , farmacotecnica, citologia clinica, hematologia clinica, controle de qualidade, legislaçao e deontologia entre outros. Tirem suas proprias conclusoes. NENHUM PROFISSIONAL ENTENDE MAIS DE MEDICAMENTO QUE O FARMACEUTICO, UM PROFISSIONAL EXTREMAMENTE BEM PREPARADO.
# Farmacêutico Welton 28-06-2013 12:18
Fico muito feliz com essa aprovação do CFF. É PRECISO LEMBRAR QUE JÁ EXISTEM PAÍSES ONDE O MÉDICO FAZ O DIAGNÓSTICO DA DOENÇA E O FARMACÊUTICO PRESCREVE A MEDICAÇÃO.
ACORDA BRASIL, VAMOS CRESCER CLASSE FARMACÊUTICA. LUTEM POR NOSSOS DIREITOS.
# Alberto 28-06-2013 12:31
Citando Stephany:
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h


Esta BEM MAL INFORMADO sobre a graduação do curso de Farmácia!


Faço Farmácia e a maioria das disciplinas supracitadas eu estudei, ou seja, não são específicas de medicina como também outros cursos da área da saúde também estudam. Concordo com o post desde que o medico dê o diagnostico patológico e os farmacêuticos prescrevam o medicamento para a patologia diagnosticada pelo medico
# Donizete Neves de Ol 28-06-2013 13:52
Citando Stephany:
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h


Esta BEM MAL INFORMADO sobre a graduação do curso de Farmácia!


O CURSO DE FARMACIA ALÉM DE TER FARMACOLOGIA, ANATOMIA, FISIOLOGIA, CITOLOGIA, BÍOQUIMICA, BIOFÍSICA,FISIC OQUIMICA, QUIMICA ANALÍTICA, ETC... TEM QUIMICA FARMACÊUTICA QUE NÃO TEM GRADE CURRICULAR DO MÉDICO, QUE ENSINA NÃO SÓ QUE O MEDICAMENTO FULANO SE LIGA AO RECPTOR CICLANO, COMO EXPLICA PORQUE ELE SE LIGA QUAL O MOTIVO DE TAL AFINIDADE PELO RECEPTOR CICLANO E NÃO POR TODOS OS RECPTORES.
# NAIM 28-06-2013 16:19
Citando Keite:
Citando Ralph Antunes:
Farmacêutico estuda Farmacologia. Médico estuda farmacologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, biofísica, cardiologia, nefrologia, pneumologia, neurologia, etc, etc, etc. Médico é ensinado a diagnosticar e, só depois, tratar. Tirem suas conclusões.27u7h

Meu querido , se você não tem o conhecimento então vá se informar sobre a grade curricular do farmacêutico . estuda-se anatomia, fisiologia ,bioquímica, biofísica, patologia , todos os tipos de química, ciências farmacêuticas, genética, micologia , virologia , hematologia , imunologia, parasitologia , microbiologia citologia, comportamento de princípios ativos no organismo , disponibilidade dos fármacos no organismo. então quem mais pode-se entender de que um medicamentos faz , em que se transforma para que serve do que um farmacêutico ? estamos cansados de pegar prescrição errada e mandar voltar para o médico que leigo prescreveu ..
# LÍLIAN NASCIMENTO 28-06-2013 18:19
Citando Farmacêutico Welton:
Fico muito feliz com essa aprovação do CFF. É PRECISO LEMBRAR QUE JÁ EXISTEM PAÍSES ONDE O MÉDICO FAZ O DIAGNÓSTICO DA DOENÇA E O FARMACÊUTICO PRESCREVE A MEDICAÇÃO.
ACORDA BRASIL, VAMOS CRESCER CLASSE FARMACÊUTICA. LUTEM POR NOSSOS DIREITOS.

EU NÃO SÓ CONCORDO COMO ASSINO EM BAIXO
# LÍLIAN NASCIMENTO 28-06-2013 18:55
NÃO PRECISAMOS FAZER DOUTORADO PARA SERMOS DOUTORES, SENDO ASSIM OS MÉDICOS NÃO DEVERIAM SER CHAMADOS COMO TAL, POIS DIFICIL VC ENCONTRAR UM QUE TENHA TITULO DE DOUTORADO
# Caroline k 28-06-2013 20:43
Todos que foram fazer farmácia já conheciam a profissão antes de entrar na faculdade. Agora querem brincar de médico? Vão fazer medicina e vejam quantos sobrevivem!
E acham que vão ganhar mais se prescreverem? Vão continuar com o mesmo salário, mais responsabilidad es, e ainda com esse salário vão ter que pagar advogado. Bem vindos ao mundo dos processos.
# Gabbii 29-06-2013 00:27
PIADISTAS!!! Tão querendo ser médicos agora... o nome disso é apenas um: frustados!!
Não tiveram competência pra passar no vestibular e agora querem pular o muro kkkkkk
# Xflavia 29-06-2013 05:49
divirtam-se enfermeiros e farmaceuticos na disputa da receita!
farmacos, o quanto conhecem do paciente, o que ele usa, se abandonará o tratamento?
tiveram clinica médica, com gente viva?
pelo exame médico pode-se descobrir patologias e mudar completamente a abordagem medicamentosa do paciente! vcs podem colher analizar, mas auscultam sangue? percutem urina? palpam fezes? conversam com os tubos sobre o lhes aflige e o que recorre na familia?
ha controversa qt ao interesse comercial em uma receita por um farmaceutico, sendo muitos deles donos de farmacias.
comecei a cursar farmacia, tinha um dia inteiro livre e varios horarios vazios.. e me formaria 1 anos mais cedo do que em medicina e nao tinha essa de residencia depois(6 + 3 a 6anos!). MESMO ASSIM nao gostei, larguei, e fiz MED.
resolvam o que querem da vida. mas prestem atencao no paciente!
# Paulo Eduardo 29-06-2013 11:01
Médicos não entendem nada de medicamentos. Só sabem o pouco que aprenderam na universidade e o que os representantes falam e por isso fazem muitas "cagadas" com os pacientes. Fazem com que os pacientes sejam "cobaias" deles. Conheço muitos assim. Li alguns comentários aqui e vejo que alguns nem sabem escrever direito, ou seja, precisam de um professor de português. Concordo plenamente com a prescrição farmacêutica.
# Ronaldo Rabello 29-06-2013 14:15
Farmacêticos, por favor: O que vcs prescreveriam para um paciente com dor precordial há 6h, eletrocardiogra ma com supradesnivelam ento do segmento ST em parede anterior e pressão arterial de 8x5 mmHg ?
# Misleide 29-06-2013 14:17
Por favor, quando adoecerem, procurem um farmacêutico, vamos nos internar em uma farmácia!!! Por favor gente, sem ódio!!! Cada um no seu quadrado!! Temos péssimos profissionais em todas as áreas!!!
# Misleide 29-06-2013 14:19
Como vão fazer para prescrever??? Então o paciente vai ao médico, sai com o diagnóstico (que é o mais difícil), vai para a farmácia e o farmacêutico prescreve???
# bebeto 29-06-2013 17:19
Porque tanta discussão, é só olhar para os paises de primeiro mundo o Farmacêutico prescreve.
# Rodrigo 29-06-2013 18:34
Se o questionamento é: Farmacêutico não sabe diagnosticar... Eu afirmo que ele sabe o medicamento ideal para cada uma delas! (Inclusive pesquisa e desenvolve os mesmos... Os médicos estariam satisfeitos em cuidar apenas do diagnóstico e indicação da terapia? (Lembrando que este indicaria apenas a terapia ou as terapias: Fisioterapia, Farmacoterapia, Terapia Alimentar, Quiropraxia, Acupuntura...). O dia que o médico aceitar isso, ai sim teremos um sistema de saúde totalmente multidisciplina r! O Farmacêutico clínico possui mais de 5000 horas de conhecimentos sobre medicamentos, suas indicações, contraindicaçõe s e interações! A prescrição vem sendo realizada por farmacêuticos em diversos países e é documentada em diversos artigos científicos! Criticas serão rebatidas, foi assim em muitos países e será assim no Brasil... Porque um enfermeiro pode prescrever e um farmacêutico não pode? Para os que estão criticando... Apresentem propostas para a resolução... (Ela está ai para isso!).
# Rodrigo 29-06-2013 18:57
Não escolhemos medicina porque não queríamos diagnosticar, escolhemos farmácia porque queríamos a farmacoterapia e o melhor profissional para a mesma é o farmacêutico e não o médico, assim como o nutricionista é o melhor profissional para a terapia alimentar, o fisioterapeuta para a fisioterapia... Entende a diferença? E farmacêutico estuda também uma disciplina chamada de: diagnóstico de doenças infecciosas e parasitárias (180 horas) + parasitologia clínica (100 horas) + microbiologia clínica (100 horas) + hematologia (100 horas) + Estágios em laboratórios de analises clínicas (+ de 300 horas) + Estágios em Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica (Mais de 300 horas)... Ainda assim teremos de fazer especialização em Farmácia Clínica (Mínimo 1200 horas)... Então, não discuta questões referentes ao conhecimento farmacêutico, sabemos desde o início nossas capacidades! Nenhuma profissão pode proibir a outra de crescer e buscar o conhecimento... Nem mesmo a Medicina!
# Marcos123 29-06-2013 18:59
Citando Caroline k:
Todos que foram fazer farmácia já conheciam a profissão antes de entrar na faculdade. Agora querem brincar de médico? Vão fazer medicina e vejam quantos sobrevivem!
E acham que vão ganhar mais se prescreverem? Vão continuar com o mesmo salário, mais responsabilidades, e ainda com esse salário vão ter que pagar advogado. Bem vindos ao mundo dos processos.

Quantos farmacêuticos que ja foram processados? Processos ocorrem em todas as profissões... Se até enfermeiro pode prescrever, porque um farmacêutico não pode?
# Laila 29-06-2013 19:19
O que importa é o paciente. Nem sempre o mesmo tem acesso a um médico, então, por que o farmaceutico não pode prescrever? Eu aprovo, sim.
# Danilo 29-06-2013 21:42
Na grade curricular do curso de farmácia vcs não tem Semiologia, Clinica médica e vcs também não passam no internato, onde se aprende ginecologia, saúde coletiva, medicina legal, cirurgia geral, emergência clinica, pediatria e clinica médica(cardiolo gia, reumatologia, geriatria, pneumologia, endocrinologia, hematologia, nefrologia, psiquiatria e etc.... Agora por favor não me venham dizer que vcs tem conhecimento para prescrever medicamentos. Para prescrever tem que se diagnosticar antes.
# Patrícia Lima 29-06-2013 22:32
E como faz? O médico diagnostica e encaminha para o farmacêutico prescrever? Kkkkkkkk....
# Neto 30-06-2013 08:18
Olhe para as farmacias de hoje se vende tudo desde escova de dente até suplemento para musculação, é um comércio que não tem nenhum compromisso com a saúde das pessoas, agora deem ao farmaceutico o poder de preescrever ele não vai estar preocupado em solucionar o problema do paciente e sim em empurrar 3 ou 4 farmacos caros para garantir o maior lucro para farmacia.
# Junior 30-06-2013 08:57
Isso vai ser ótimo pois o paciente vai chegar agora com a receita do farmaceutico na minha clinica todo fudido e agora fica mais facil processar um bando de babaca que acha que para tratar o paciente é só decorar um monte de bula na faculdade
# DJAMILA LIMA 30-06-2013 09:36
"""Citando Gabbii:
PIADISTAS!!! Tão querendo ser médicos agora... o nome disso é apenas um: frustados!!
Não tiveram competência pra passar no vestibular e agora querem pular o muro kkkkkk
"""

ACHO PIADA A COMENTARIOS DESSES, PORQUE FRUSTRADA ESTAS TU COM A POSSIBILIDADE DE PERDER EXCLUSIVIDADE DE ALGO QUE NÃO TEM SIDO BEM FEITO, PORQUE CASO CONTRARIO NÃO HAVERIA NECESSIDADE DE TRAZER CONHECIMENTOS EXCLUSIVOS DE FARMACEUTICOS AO ATO MEDICO DE PRESCREVER!!!!! !!
# Cinthia Romanelli 30-06-2013 16:27
Sou Farmacêutica e sou contra a prescrição farmacêutica, o que não nos exime da intervenção farmacêutica, pelo contrário, é nossa obrigação intervir quando detectamos algo incorreto com relação ao medicamento. Não somos formados para diagnosticar, logo não temos como propor um tratamento, devemos estudar e não deixar que nossos colegas médicos lancem mão de tratamentos sem evidência. Mais uma vez digo aos meus colegas: reflitam sobre o que é a "prescrição" em seu sentido mais amplo. O grande problema por trás do ato de prescrever é a relação de poder que a famosa "receita" estabelece, nada mais.
# Luana Letícia 30-06-2013 23:07
Citando Junior:
Isso vai ser ótimo pois o paciente vai chegar agora com a receita do farmaceutico na minha clinica todo fudido e agora fica mais facil processar um bando de babaca que acha que para tratar o paciente é só decorar um monte de bula na faculdade


Ô criatura...vc jura ser médico? É por isso então que recebo tantas prescrições erradas na drogaria onde trabalho!!!
# Luana Letícia 30-06-2013 23:09
Citando Ronaldo Rabello:
Farmacêticos, por favor: O que vcs prescreveriam para um paciente com dor precordial há 6h, eletrocardiograma com supradesnivelamento do segmento ST em parede anterior e pressão arterial de 8x5 mmHg ?


Vc leu a resolução???
Provavelmente esse medicamento tem a tarja "VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA"...esse tipo de medicamento não está em discussão!!! Leia a lei para não falar xxxx
# Luana Letícia 30-06-2013 23:11
Citando Neto:
Olhe para as farmacias de hoje se vende tudo desde escova de dente até suplemento para musculação, é um comércio que não tem nenhum compromisso com a saúde das pessoas, agora deem ao farmaceutico o poder de preescrever ele não vai estar preocupado em solucionar o problema do paciente e sim em empurrar 3 ou 4 farmacos caros para garantir o maior lucro para farmacia.


COMO É QUE É???NÃO ESTAMOS PREOCUPADOS EM SOLUCIONAR O PROBLEMA DO PACIENTE?? Quem empurra 3 ou 4 fármacos são vcs, médicos, que adoram "enfiar" medicamento pq se um não resolver, um outro resolve...daí dá aquela interação lascada que vcs passam outro medicamento para resolver o problema de interação...pqp
# th 01-07-2013 12:24
quer prescrever? então vamos ver se está capacitado, um caso simples:
Escolar de 12 anos chega ao PS com quadro de tosse e dificuldade respiratória de início súbito. Sem história anterior de broncoespasmo ou outras patologias pulmonares. Sinais vitais: FC = 140, FR = 40, temperatura axilar: 36,5°C, pressão arterial: 180/120 mmHg. Ausculta cardíaca: ritmo regular, 2 tempos. Ausculta pulmonar: sibilos difusos e bolhosos em bases. Abdome: fígado 3 cm abaixo do rebordo costal. Edema de MMII +++/4. Solicitado RX de tórax que demonstrava área cardíaca aumentada, congestão venosa pulmonar. Hemograma com HB = 10, HT = 30, leucócitos 10.000, plaquetas 250 mil. EQU com 20 hemácias por campo, 4 cilindros hemáticos por campo, pH = 6, nitrito negativo, proteína +; urocultura negativa. Na = 130, K = 5, creatinina = 0,7, ureia = 20. Qual a melhor conduta inicial?
# Rodrigo 02-07-2013 10:33
Citando Danilo:
Na grade curricular do curso de farmácia vcs não tem Semiologia, Clinica médica e vcs também não passam no internato, onde se aprende ginecologia, saúde coletiva, medicina legal, cirurgia geral, emergência clinica, pediatria e clinica médica(cardiologia, reumatologia, geriatria, pneumologia, endocrinologia, hematologia, nefrologia, psiquiatria e etc.... Agora por favor não me venham dizer que vcs tem conhecimento para prescrever medicamentos. Para prescrever tem que se diagnosticar antes.

Temos Semiologia, Diagnóstico de Doenças Infecciosas e Parasitarias, Atenção Farmacêutica e Farmácia Clínica, Hematologia, Saúde Coletiva, Patologia... Além disso existem no Brasil programas de internato e residência na área farmacêutica também (Procure se informar).
# Rodrigo 02-07-2013 10:56
Continuando... Por qual motivo um farmacêutico deveria estudar clínica cirúrgica por exemplo? Não estamos lutando para fazermos cirurgias, estamos lutando pela prescrição de medicamentos que nós mesmos produzimos e avaliamos seus efeitos em pacientes! Somos formados para isso! O Farmacêutico Clínico [quote name="Junior"]
# Rodrigo 02-07-2013 10:57
Isso vai ser ótimo pois o paciente vai chegar agora com a receita do farmaceutico na minha clinica todo fudido e agora fica mais facil processar um bando de babaca que acha que para tratar o paciente é só decorar um monte de bula na faculdade
Se fôssemos processar todos os médicos contra os absurdos cometidos pelas prescrições... Se o farmacêutico é capacitado para avaliar e até mesmo validar uma receita médica e odontológica por que ele não pode prescrever um medicamento de venda livre? Até mesmo os enfermeiros podem prescrever no SUS... Porque os "peritos" do medicamento não podem?
# Rodrigo 02-07-2013 11:10
Engraçados os médicos e alunos de medicina descrevendo casos clínicos e pedindo aos farmacêuticos e alunos de farmácia para citarem o medicamento correto! Desde quando farmácia e medicina são ciências exatas? E a prescrição não será efetuada por farmacêuticos generalistas, será realizada por farmacêuticos clínicos com residência ou especialização, totalizando assim mais de 5500 horas em farmacoterapia. 5500 horas de semiologia, farmacologia, casos clínicos, estágios e vivência com pacientes,... O médico estuda 6000 horas, por necessitarem concluir as disciplinas cirúrgicas que não estão no curso de farmácia.
# Rodrigo 02-07-2013 11:25
Médicos! Façam o diagnóstico e indiquem a terapia ou as terapias ao paciente (Farmacoterapia , terapia alimentar, acupuntura, psicoterapia, fonoaudiologia, ...). Deixem os outros profissionais da saúde aplicarem seus conhecimentos específicos, assim todos ganham, inclusive o paciente. Farmacêutico Clínico é o melhor profissional para a farmacoterapia hoje disponível no Brasil, muito melhor que muito clínico geral...
# Rodrigo 02-07-2013 11:34
COMENTARIO DO FACEBOOK: "Engraçado isso né Paulo, mas se o medico não pode ser dono de farmácia p não "hiperprescreve r" pq a porra do farmacêutico deveria poder prescrever e ser o dono??"

RESPOSTA: Pelo mesmo motivo que médico pode ser dono de hospital, clínica e empresas de planos de saúde! E me desculpe, chamar outro profissional da saúde de "porra" nos leva a acreditar que a disciplina de "Ética Médica" foi bem fraca para alguns alunos de medicina! Farmacêutico pode prescrever e ser dono porque ele estudou para assumir todas as responsabilidad es referentes aos medicamentos, inclusive a responsabilidad e de validar ou não uma prescrição médica!
# Eliza 02-07-2013 17:11
Qual foi a parte que não entenderam? MEDICAMENTOS ISENTOS DE PRESCRIÇAO MEDICA. Esses medicamentos já são vendidos livremente, o farmacêutico atestando ou não. Só quem ganha com isso é o paciente que terá um suporte maior. E mais sou a favor que farmacêutico receite medicamentos para aqueles casos " males menor", como: antitérmicos, analgésicos que tbm são de venda livre.....isso até diminuiria a procura no SUS e a sobrecarga dos médicos. Talvez não precisaria importar médicos cubanos.
# André 02-07-2013 21:34
Citando Rodrigo:
Engraçados os médicos e alunos de medicina descrevendo casos clínicos e pedindo aos farmacêuticos e alunos de farmácia para citarem o medicamento correto! Desde quando farmácia e medicina são ciências exatas? E a prescrição não será efetuada por farmacêuticos generalistas, será realizada por farmacêuticos clínicos com residência ou especialização, totalizando assim mais de 5500 horas em farmacoterapia. 5500 horas de semiologia, farmacologia, casos clínicos, estágios e vivência com pacientes,... O médico estuda 6000 horas, por necessitarem concluir as disciplinas cirúrgicas que não estão no curso de farmácia.


6000?? tÁ SABENDO LEGAL, AQUI NA MINHA FACULDADE É 9800.
# Davi 10-07-2013 21:09
Qual o grande problema de entender isso? MÉDICO DIAGNOSTICA E FARMACÊUTICO PRESCREVE? Vocês estão entrando em outros assuntos, ferindo a formação do farmacêutico e do médico. Médico estudou para diagnosticar doenças, avaliar o perfil fisiológico do paciente. E o farmacêutico na elaboração dos fármacos e a prescrição sim. Porque prescrever não se limita a interação patologia-pacie nte. E sim, avaliar a dose para aquele paciente, qual o melhor fármaco. Isso que os médicos chamam de experiência clínica, na tentativa erro e acerto, porque me desculpem, isso aí de experiência clínica para prescrição nao é ciência, isso se tornou até uma utopia. Existem disciplinas para isso, como avaliar a dose, recalcular a mesma, interação medicamentosa. Com base nisso, não vejo o porque de brigas. O maior erro foi ter deixado desde o início o médico prescrever. Sustentando aquele famoso ditado brasileiro, o que era errado se tornou certo.
# val 11-07-2013 10:42
Existe um erro de leitura e interpretação, e isto é preocupante, a faculdade de medicina incluí a disciplina de Língua Portuguesa, pois deveria. É difícil entender que a proposta da resoluçãp é: Prescrição de medtos que já são vendidos no comércio de modo livre e sem nenhuma orientação,o que deveria ser proibido pela ANVISA mas, infelizmente isto é Brasil!!!
# Mary 18-07-2013 21:38
Ok, acredito que nós farmacêuticos não possamos prescrever e concordo até certo ponto mas me desculpa, os medicos não sabem 1/10 da farmacologia que nós farmacêuticas para uma prescrição coerente precisariam ter mais matérias de farmacologia tanto quanto nós farmacêuticos!!
# everton 22-07-2013 23:35
Na consulta numero 6 sugeria a mudar os seguintes itens.
No artigo numero 4, seja exigido o diagnostico que justifica a prescrição.
No artigo de numero 10, que o diagnostico tambem seje colocado no livro de registro.
No artigo numero 7, o farmáceutico deve ter uma especialização em semiologia e nao apenas conhecimento.
# Celso Murilo 23-07-2013 16:26
Olha, sou farmacêutico, até pouco tempo eu também não era muito a favor do farmacêutico prescrever, porem, pesquisei como isso é visto no exterior, e por incrível que pareça encontrei vários artigos e sites representantes da classe internacional, deem um olhada caso interessem, e digo mais, lá fora a responsabilidad e é muito maior do que estão propondo. vou deixar o link, caso alguém queira ver, e os nossos colegas médicos e acadêmicos de medicina queiram tirar a prova, não estamos invadindo nada, estamos apenas documentando o que é nosso de direito. Segue os links.

http://www.mcppnet.org/publications/issue14-5.pdf

http://www.pharmacyregulation.org/sites/default/files/Pharmacist%20Independent%20Prescribing%20-%20Learning%20Outcomes%20and%20Indicative%20Content.pdf

http://www.pharmacyregulation.org/about-us
# Rízia 26-07-2013 09:33
Ludmila, eu, como Farmacêutica formada há apenas 5 anos, tenho o desprazer de contar o seguinte relato: há 1 ano atrás recebi um paciente de 11 anos, tomado por herpes, LITERALMENTE dos pés a cabeça. E sabe oq a avó que o acompanhava me disse? Que seu neto ficou internado 3 DIAS na unidade de saude à base de FENERGAN INJETAVEL! Quem fez o diagnóstico daquela criança fui EU que no mesmo minuto reconheci o problema. E fico feliz em ter citado o problema da herpes, pois assim como ulceras varicosas e micoses, são todos problemas que os médicos INSISTEM EM ERRAR! E as receitas de Ibuprofeno e Paracetamol já carimbadas? Pessoas com diferentes problemas, pesos e idades são tratadas como um todo, e não como indivíduo único? Lamentável!
# Maura 12-08-2013 19:01
Eu acho o seguinte: se farmacêutico quer prescrever, tudo bem, desde que ele assuma o paciente por completo. Se complicar, que ele interne e cuide do seu paciente. Se o paciente morrer, que faça o atestado de óbito. O que está ocorrendo é que complicou, aí manda para o médico. Isso está errado. Acompanhe seu paciente até o fim. Assumam as complicações.
# Maura 12-08-2013 19:06
Eu atendi um paciente com uma lesão de hanseníase tuberculóide há meses sendo tratado por farmacêutica com corticóide tópico, atrasando o tratamento do paciente. Orientei ao paciente fazer Boletim de Ocorrência contra essa farmacêutica. Está no nosso código de ética médica. Não podemos atender complicações de não médicos sem antes avisar as autoridades policiais. Só atendam complicações de não médicos mediante Boletim de Ocorrência.
# Cabral 26-08-2013 11:47
SOfri um acidente mes passado onde tive fratura de clavicula e escapula o medico mim examinou e receitou alginac 1000 , 01 cx c/ 30 comp. 01comp 12/12 mim pediu para retornar com 15 dias ate ai tudo bem . no retorno mais uma vez a mesma receita alginac 1000 01 cx 30 com 12 /12.Por ter conhecimento( sou estudante de farmacia) dos efeitos que poderiam ser causado por tal prescriçao nao seguir essa orientaçao pois cairia como uma bomba podendo causar hemorragia gastroduodenal, melena, hematêmese, lesões esofágicas, obstipação intestinal, vertigem, fadiga, parestesias, distúrbios da sensibilidade, visão e da memória, insuficiência renal aguda, hepatite, .procurei outro ortopedista o qual mim receitou tylex 30, ou seja ,um paciente sem conhecimento tomaria mais uma bomba de alginac sem saber se terminaria o tratamento.
# Marcos Lopes de Oliv 30-08-2013 14:24
Acho que justa a vontade do farmacêutico prescrever!
Agora se um paciente tiver uma reação anafilatica a droga e vier à óbito, favor assine o atestado de óbito!
# Paulo santos 03-09-2013 02:36
Sou a favor de realização de prova para médicos e
farmacêuticos. O farmacêutico, na teoria, tem na cadeira
De seu curso de graduação disciplinas que capacitam
o farmacêutico. Muitos médicos se formam sem noção
de farmacologia. Se a prescrição e a fabricação do
medicamento permeia a farmacologia, o que impede
A Prescrição como antigamente?
# Luiz Gonzaga 04-09-2013 19:32
EM TODA E QUALQUER PRESCRIÇÃO DE FÁRMACO, PREDOMINA EM SEU ARQUÊ UMA ANAMNESE CLÍNICA (FOLLOW UP). MESMO O FARMACÊUTICO SENDO UM PROFISSIONAL E CONHECEDOR DE EFEITOS FARMACOCINÉTICO S E FARMACODINÂMICO S, SURGIR-SE-Á O PERIGO DO REDUCIONISMO MECÂNICO EM SUA PRESCRIÇÃO. ESTA RESOLUÇÃO É MUITO PRECIPITADA. A LEGITIMIDADE DE PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTO, É ALGO EXCLUSIVAMENTE DO MÉDICO.
# Gabriel 13-09-2013 02:23
Gostei muito do seu comentario,sou farmaceutico-bi oquimico e acho que temos profissoes muito distintas, mas muito importantes para a saude das pessoas. Nao imagino medicos manipulando formulas e acho pouco usual encontra-los em laboratorios de analises clinicas, (apesar que os medicos tambem atuem nesta area). Acho que nao se trata de prescricao, mas de uma mera indicacao mais fundamentada de medicamentos de venda livre que as pessoas compram as pencas sem saber dos efeitos colaterais e possiveis superdosagem.Al em disso, e melhor um farmaceutico ajudar o cliente a escolher seu analgesico do que um balconista de farmacia(estes sim empurradores de remedios sem respaldo cientifico algum.
# Kelly 13-09-2013 15:10
O mais importante é entender que todos somos profissionais da saúde e nossos trabalhos não se opõem e mas se complementam. Precisamos aceitar o fato de que o paciente precisa do serviço de todos, em especial os carente de informação e de acesso, pois os médicos têm que atentar ao fato de que o paciente, se conseguir uma consulta, será vai seguir a terapia corretamente? quem poderá orientar esse paciente? quem poderá identificar interações medicamentosas, erros de medicação, erros de dose, a não adesão... se o paciente tem medo do médico? quem poderá orientar àqueles que não têm acesso e que não sabem se estão com uma simples tosse ou não, se devem se esforçar mais um pouquinho e conseguir uma consulta ou não, se devem tomar um expectorante ou um mucolítico? Somos nós os farmacêuticos que estamos mais acessíveis e que podemos identificar um problema mais grave e encaminhar ao médico e em parceria podemos acompanhar o paciente que só tem a ganhar.
# hiago 19-09-2013 20:46
1 o paciente vai ao medico, e na maioria dos casos, que já vi, quando consegue ser atendido o medico mal conversa com o paciente claro que pelo sus. ja na farmacia o clinte tem toda intimidade com o farmacêutico, pois o mesmo da a atenção, farmacêutica necessária.
alem de que o cliente, geralmente vai a farmacia, com o nome do remedio que o visinho deu. se o farmaceutico, estuda e e capaz de fabricar, manipular as substancia,quem melhor pra prescrever o produto.
e se fomos falar de erros quantos erros medicos ja vi a te mesmo na tv.
# Renata-Farmacêutica 22-09-2013 12:54
Citando Celso Murilo:
Olha, sou farmacêutico, até pouco tempo eu também não era muito a favor do farmacêutico prescrever, porem, pesquisei como isso é visto no exterior, e por incrível que pareça encontrei vários artigos e sites representantes da classe internacional, deem um olhada caso interessem, e digo mais, lá fora a responsabilidade é muito maior do que estão propondo. (...) Segue os links.

http://www.mcppnet.org/publications/issue14-5.pdf

http://www.pharmacyregulation.org/sites/default/files/Pharmacist%20Independent%20Prescribing%20-%20Learning%20Outcomes%20and%20Indicative%20Content.pdf

http://www.pharmacyregulation.org/about-us



Sou farmacêutica e sou a favor da medida:

Acredito que o artigo a seguir complemente os que foram citados pelo farmacêutico acima:

http://www.saudecomciencia.com/2013/09/prescricao-farmaceutica-farmaceutico-pode-prescrever-medicamentos.html
# Marcos Leão 25-09-2013 20:23
Maura: farmacêutica ou balconista? Se realmente foi uma farmacêutica você acertou em sua orientação de que o paciente procure a polícia,aliás se foi balconista o paciente também deveria procurar as autoridades. Mas lhe pergunto: quantos médicos você já viu errarem e assumirem o erro? Essa situação que você relatou é bem semelhante a diversos erros médicos em "receitas". O que está em jogo é a capacidade e a responsabilidad e do profissional seja ele médico ou farmacêutico. Mas quero que me apresente algum médico que errou na conduta, o paciente morreu e ele escreveu no atestado de óbito que o paciente morreu por erro dele. Na hora H todos fogem dessa responsabilidad e, pois nunca vi médico, enfermeiro, fisioterapeuta, farmacêutico, dentista, nutricionista ou quem quer que seja assumir um erro.
# claudemir 25-09-2013 20:40
Acalmem pessoal, estao complicando atoa. O farmaceutico nao vai tratar, diagnosticar, e nem tao pouco assumir o trabalho dos medicos .
O que vamos fazer e orientar e evitar problemas que ocorre todos os dias . apezar, do farmacêutico ter muito cohecimento nao some te do medicamento mas também dee toda fisiologia humana.patologi a, anatomia, farmacoterapia, farmacologia,es tudos clinicos, se pegarem a grade de um medico e um farmaceutico veram por si proprio. Sao 5 anos de estudos . Nao vai ser uma indicaçao sem conhecimento de causa.
# claudemir 26-09-2013 19:09
Claudemir, sou farmacêutico, estudamos 5 anos para isso. temos condiçoes de sobra. quem disser que nao porque nao estuda o suficiente, assim tambem como muitos medicos nao sabem prescrever de forma correta. estudamos desde as celulas toda fisiologia humana , anatomia, genética, patologia, parasito , e ai vai .
# Marcos Leão 26-09-2013 21:40
Respondendo: Por conta de um lei arcaica que estamos tentando e conseguiremos mudar ainda que demore mais um pouco, já que se trata de uma tendência mundial. Decorar bula na faculdade? Só se foi no seu varejão do ensino particular onde você supostamente cursou medicina, porque na FEDERAL em que me graduei em farmácia não tem essa de decorar nada não. Aliás você sabia que muitos médicos DECORAM o tratamento indicado por REPRESENTANTES DE LABORATÓRIOS? Processar? Se o paciente chegar na sua suposta clínica todo "fudido" devido a um erro de farmacêutico você tem mais é que processar mesmo. Mas CUIDADO que pode haver reciprocidade e certamente existirão muito mais erros médicos que de farmacêuticos a serem questionados na justiça!
# Marcos Leão 26-09-2013 21:49
Citando Marcos Lopes de Oliv:
Acho que justa a vontade do farmacêutico prescrever!
Agora se um paciente tiver uma reação anafilatica a droga e vier à óbito, favor assine o atestado de óbito!

Você já viu algum médico escrever no atestado de óbito que o paciente morreu por erro médico?
# jane santana 29-09-2013 20:39
ninguém melhor que o Farmacêutico para prescrever , pois é ele o profissional mais indicado para isso, além de ser o farmacêutico que estuda e participa de todos os procedimentos de fabricação de um fármaco, para toda e qualquer doença , e por isso tem que saber tanto quanto o médico ou até mais de fármaco, pois estuda tudo referente a saúde interna e extrena , para poder fabricar desde pomadas até antibióticos e farmacos para Câncer e inúmeras doenças, deveriamos trabalhar juntos , como é em Portugal por ex. onde o medico diagnostica e o farmacêutico prescreve , trabalho de parceria, mas os médicos querem tudo e mais um pouco para eles, egoísmo puro sempre e em tudo, vamos nos unir Farmacêuticos Guerreiros, deveríamos poder prescrever qualquer fármaco , pois somos nós que os fazemos , lógico com consiência e cautela, mas temos esse direito e já deixamos tirar de nós muitos direitos , estudamos demais para isso !!!
# Aline FBQ 15-10-2013 17:27
Eu discordo dessa resolução. Quando fiz minha faculdade em momento algum fui orientada em como proceder com as indicações farmacêuticas, que hoje foram legalizadas como prescrições, e acredito que como eu, poucos tiveram algum contato dessa natureza em suas formações. Estudamos os medicamentos, fórmulas, compostos químicos, etc, não o paciente em si. Acho que estamos confundindo as profissões, e não quero ter mais essa atribuição na minha rotina, que já está bem cheia de tanto trabalho farmacêutico para ser feito. Pra mim, a assistência farmacêutica já sobrecarrega o meu tempo integral.
# lorane 25-10-2013 02:10
médicos e farmacêuticos devem trabalhar em parceria pois um complementa o outro não podemos tornar isso uma competição sabemos que somos capazes de prescrever e muito mais que isso.No Brasil tem esse problema de competição pra ver quem pode mais.ta tudo errado por isso a saúde esta como esta já não basta o governo que se omitiu ate agora deixando tudo assim como esta.o problema maior ainda e que esta faltando trabalho para o farmacêutico e a única sollucao seria que o medicamento fosse dispensado somente pelo profissional assim a saúde melhoraria e não teria nenhum farmacêutico desempregadooo