Prêmio Jayme Torres 2015 “O farmacêutico como gestor”

premio jayme torres 2015


Profissionais inscritos em seus respectivos conselhos regionais de Farmácia e estudantes da graduação em Farmácia que desejam concorrer ao Prêmio Jayme Torres 2015 já podem conferir as regras do edital, publicado nesta segunda-feira, dia 13 de julho, pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) – para ter acesso ao edital, clique aqui. E, no dia 03 de agosto, começam as inscrições, que vão até 30 de setembro. Esta edição terá como tema “O farmacêutico como gestor”.

A proposta é conhecer experiências bem sucedidas e inovadoras de farmacêuticos nesta área de atuação, onde os profissionais enfrentam grandes desafios atualmente. No setor privado, o mercado está cada vez mais exigente e competitivo. No setor público, a realidade inclui normativas cada vez mais rigorosas e complexas, orçamentos magros, falta ou dificuldade de planejamento, e a judicialização da dispensação de medicamentos.

O Prêmio Jayme Torres foi criado como forma de incentivar a produção intelectual no setor farmacêutico, por meio de artigos assinados por profissionais e estudantes de Farmácia de todo o país. A premiação contempla as categorias Profissional (para farmacêuticos), e Jovem Farmacêutico (para acadêmicos de Farmácia), tendo como objetivos principais, identificar, reconhecer e difundir experiências que melhorem as condições de saúde da comunidade.

Em 2015, o primeiro e o segundo classificados da Categoria Farmacêutico receberão, respectivamente, R$ 6 mil e R$ 4 mil, além de certificado e troféu. O primeiro classificado da Categoria Estudante de Farmácia será contemplado com R$ 4.000,00 e, também, certificado e troféu.

Quando houver mais de um autor, o autor principal deverá ser indicado no ato da inscrição. Ele representará o grupo na cerimônia de entrega do prêmio, a realizar-se em Brasília, a convite do CFF. São aceitos quatro autores, no máximo, para ambas as categorias do prêmio. No certificado dos trabalhos vencedores constará o nome do autor principal e dos autores colaboradores.

 

Fonte: Comunicação do CFF