Farmacêutica ganha prêmio sobre Assistência Farmacêutica

 Parte da dissertação de mestrado de Luciana Tarbes, desenvolvida no CPqRR, com orientação das doutoras Celina Modena e Zélia Profeta, ficou entre os vencedoras de uma das dez áreas de premiação do 1º Prêmio Aluísio Pimenta de Assistência Farmacêutica do Estado de Minas Gerais.


O farmacêutico na saúde coletiva


O trabalho de Luciana Tarbes, desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde do CPqRR tem como título O farmacêutico na saúde coletiva: sua identidade, demandas do serviço e o papel do Internato Rural na sua formação foi realizado com a orientação de Celina Modena e Zélia Profeta.

Para o concurso, Luciana adaptou o texto, inscrevendo o artigo O papel do internato rural na formação do farmacêutico para a assistência farmacêutica no contexto do SUS, que deu à pesquisadora o segundo lugar em uma das dez áreas de premiação. Ela concorreu na categoria Educação Farmacêutica Promovendo a Inserção de Graduandos de Farmácia nas Ações de Assistência Farmacêutica no Âmbito do SUS.

Segundo a pesquisadora, além de uma premiação em dinheiro, todos os artigos serão publicados em um livro, que será editado sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde de Minas Gerais, por meio da Superintendência de Assistência Farmacêutica. "Deve ser publicado ainda neste semestre, até o final do ano", esclarece.

"O período de inscrição era curto e todos inscreveram um trabalho que já estava feito, de uma experiência que já haviam participado, porque não dava tempo de começar a fazer uma pesquisa", diz.

O estudo conquistou o segundo lugar na categoria, atrás do trabalho desenvolvido por Daniela Santos Angonesi Mendes, professora de Luciana ainda na graduação. Esta é a primeira edição do Prêmio Aluísio Pimenta, promovido pelo governo mineiro e pelo Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais (CRF-MG).

Luciana Tarbes começou os estudos em farmácia no Centro Universitário Newton Paiva, em Belo Horizonte, e se tornou mestre em Ciências da Saúda pela Fiocruz Minas. Hoje, é aluna de doutorando na UFMG, no campo de ciências farmacêuticas, e coordena os cursos de pós-graduação lato sensu da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), onde trabalha desde 2008.

 

 

premio-assistencia-farmaceutica-minas-gerais

 

Jamerson Costa
Assessoria de Comunicação Social
Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR/Fiocruz Minas)