Falta Farmacêutico nas farmácias do SUS

Sete em cada dez responsáveis pelas farmácias do SUS não são farmacêuticos. É o que aponta a pesquisa da Anvisa. A prática fere a legislação e configura exercício ilegal da profissão. A maioria dos profissionais (58%) é da área da enfermagem.


Além da entrega do remédio, o farmacêutico também tem que orientar o doente sobre como utilizar o medicamento. A falta de orientação é uma das causas mais frequentes de retorno de doentes ao SUS, de acordo com o estudo.


"É um dado gravíssimo. O farmacêutico complementa ou melhora o entendimento sobre a prescrição", diz Maria José Delgado, que coordenou a pesquisa da Anvisa.

"A gente já vem alertando o Ministério da Saúde há muito tempo, mas sem resultados", diz Jaldo de Souza Santos, presidente do CFF (Conselho Federal de Farmácia). De acordo com o CFF, um terço dos casos de intoxicação no Brasil é causado por uso inadequado de remédios.

Fonte: Folha de São Paulo