Nitroglicerina pode aumentar a força óssea em mulheres na pós-menopausa

osteoporose-menopausa-medicamento-nitoglicerinaPesquisa demonstra que Nitoglicerina pode aumentar a força óssea em mulheres na pós-menopausa.


Uma nova pesquisa demonstra que o uso de pomada de nitroglicerina aumentou modestamente a densidade mineral óssea (DMO) e diminuiu a reabsorção óssea em mulheres na pós-menopausa.

Pesquisadores da Universidade de Toronto  testaram a eficácia da pomada de nitroglicerina uma vez por dia para aumentar a densidade mineral óssea na coluna lombar, fêmur , pescoço e quadril em um estudo de mais de 24 meses. Foi realizado um estudo randomizado placebo-controle com a participação de 243 mulheres na pós menopausa entre as datas de  novembro de 2005 a março de 2010. Os participantes foram randomizados para nitroglicerina pomada 15 mg/d ou placebo, aplicadas ao deitar na região do braço.

Depois de 24 meses os pesquisadores descobriram que, comparado com placebo, as mulheres que tomaram a nitroglicerina tiveram aumentos da DMO na coluna lombar (6,7%), total de quadril (6,2%) e colo do fêmur (7,0%). Esse grupo também mostrou um aumento nas medidas de DMO e na resistência óssea do rádio e da tíbia. A administração de nitroglicerina foi associada com um aumento de um marcador de formação óssea da fosfatase alcalina específica dos ossos, e uma diminuição em um marcador de reabsorção óssea chamado urina N-telopeptídeo.

Os investigadores concluíram que "a administração diária de pomada de nitroglicerina aumenta a formação óssea e diminui a reabsorção óssea;. Consequentemente, melhorar substancialmente a densidade mineral óssea, estrutura óssea e os índices de resistência óssea, pelo menos tanto quanto os tratamentos existentes" Os autores também notaram que a nitroglicerina pode diminuir significativamente o risco de fraturas, incluindo fraturas em ossos longos, como os do quadril, pernas e braços.

Fraturas e Osteoporose

O número de fraturas causadas pela osteoporose está se tornando mais comuns conforme as populações envelhecem. Os pesquisadores acreditam que este foi o primeiro estudo para avaliar os efeitos da nitroglicerina sobre a geometria óssea por tomografia computadorizada quantitativa periférica. Os autores relataram que dores de cabeça eram um efeito adverso comum, entre as mulheres que continuaram o tratamento por dois anos, durante o primeiro mês, dores de cabeça foram relatadas por 35% do grupo de nitroglicerina e 5,4% no grupo placebo, mas diminuiu ao longo do tempo.

A importância do estudo com nitroglicerina é que em relação aos outros medicamentos para prevenir ou tratar a osteoporose, seria uma alternativa barata tanto para inibir a reabsorção óssea quanto para estimular a formação óssea. Um estudo maior ainda é necessário, há a importância de realizar o estudo com pomada de nitroglicerina em casos no qual há risco de fratura para determinar a eficácia do medicamento.

 Para os ciêntistas os resultados do presente estudo também devem levar ao desenvolvimento de novas ubstâncias que sejam doadores de óxido nítrico com maior eficácia para o esqueleto e com um melhor perfil e menores efeitos adversos, especialmente no que se refere a dores de cabeça.

Sobre o uso de Nitroglicerina

tratamento com nitroglicerinaA Nitroglicerina é relativamente barata e de fácil acesso e administração. Porém possui como efeito adversos comum dores de cabeça.
A eficácia dos nitratos para reduzir o risco de fratura precisa ser testado em um grande ensaio clínico controlado randomizado. efeitos da nitroglicerina sobre a densidade óssea, estrutura óssea, resistência óssea requerem mais investigações.

 

O Artigo foi escrito com informações obtidas através da APhA.

Artigos de origem: