EMS faz parceria de US$ 100 milhões com Heber Biotec

EMS irá anunciar acordo com Heber Biotec para construir empresa mista com o objetivo de transformar o Brasil em plataforma de desenvolvimento de produtos inovadores


 

O grupo EMS vai anunciar nesta segunda-feira (21/12) um acordo de US$ 100 milhões com a Heber Biotec, de Cuba, para constituir uma empresa mista com o objetivo de transformar o Brasil em uma plataforma de desenvolvimento de produtos inovadores. A Heber Biotec fornecerá produtos, tecnologias e patentes desenvolvidas pelo Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Cuba. A EMS agregará sua tecnologia de processo produtivo, capacidade de criação de infraestrutura, logística e distribuição global dos medicamentos. A parceria também prevê aportes do laboratório brasileiro em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos inovadores e de alta eficácia.

 

O objetivo é oferecer novos medicamentos, trazendo para o Brasil tecnologias de produção e, paralelamente, apoio às pesquisas já realizadas em Cuba e ao crescimento do setor naquele País.

 

A assinatura do acordo será mediada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) , que acompanhou e apoiou o processo de negociação entre Heber Biotec e EMS, realizando contatos entre as duas empresas por meio do Centro de Negócios da agência, localizado em Havana.

 

O processo de aprovação da empresa mista pelos governos brasileiro e cubano deve começar em abril. A previsão é que os primeiros medicamentos da parceria estejam disponíveis ao mercado entre 2 e 5 anos.

 

Nos dois últimos meses, a EMS fechou parcerias com uma empresa chinesa e outra cubana. No dia 9 de dezembro, a empresa assinou acordo técnico-cientí fico com o laboratório Shanghai Biomabs para desenvolvimento e produção de anticorpos monoclonais, marcando a entrada no segmento de biofármacos. Em novembro, a parceira anunciada foi a Quimefa. Neste acordo, foi fechada a transferência de tecnologia para fabricação de medicamentos no Brasil e venda de remédios brasileiros para Cuba.

 

(Fonte: Valor Econômico - 21/12/2009)

Comentários  

# Ronaldo Eduardo Goes 16-09-2011 13:17
Gostaria de receber noticias de farmacêuticas.

Grato

Ronaldo Goes