Pfizer perto de concluir a compra da Teuto

industria-farmaceutica-pfizerDiversos veículos de notícias tem divulgado como certa a compra da Teuto, a farmacêutica brasileira especializada na fabricação de medicamentos genéricos que possui sua fábrica instalada em Goiás.
 
A Multinacional Americana Pfizer desembolsará cerca de R$ 500 milhões por 40% da Teuto.
 
Ontem, o "Portal Exame", da Editoria Abril, informou que as negociações estavam praticamente fechadas. As conversas se arrastam há meses, conforme já antecipou o Valor. Uma fonte da Teuto ouvida por este jornal afirmou que as negociações continuavam, mas ainda não estavam concluídas.

Procurada, a Pfizer informou que não fechou nem anunciou qualquer acordo no Brasil. "A companhia tem como uma de suas metas a expansão do portfólio de produtos estabelecidos nos mercados emergentes e continua a buscar oportunidades comerciais para expansão do acesso aos medicamentos para a população. O Brasil é um mercado estratégico entre os mercados emergentes por seu potencial de crescimento."


A aquisição da Teuto é considerada estratégica, uma vez que a Pfizer quer avançar em genéricos de seus próprios remédios.

Na semana passada, a Pfizer anunciou acordo para comprar a King Pharmaceuticals Inc., com sede nos EUA, por US$ 3,6 bilhões, um negócio que pode amenizar o impacto da perda de exclusividade de mercado do campeão de vendas Lipitor, prevista para 2011. No Brasil, a patente desse medicamento já expirou. Quase há um ano, a americana adquiriu a Wyeth por US$ 68 bilhões. Esse negócio diversificou os negócios da Pfizer e gerou economia de custos.

Com a compra da King as ações da farmacêutica na Bolsa de Valores de Nova York tem mantido alta chegando a 1,92%. Já as ações da King disparam e chegaram a 39%.

 

Fonte: Valor Economico