Formalização muda varejo farmacêutico

Jornalista: Claudia Facchini, de São Paulo
Fonte: Valor On-line


A substituição tributária e a introdução da nota fiscal eletrônica abriram ainda mais espaço para as grandes redes

O regime de substituição tributária e a introdução da nota fiscal eletrônica causaram uma reviravolta no varejo farmacêutico. Drogarias que conseguiam sobreviver por meio da sonegação fiscal estão saindo do mercado, abrindo um espaço ainda maior para as grandes cadeias de farmácias. A formalização acelerou a concentração do setor e atraiu a atenção das grandes redes de hipermercados, como Pão de Açúcar, Carrefour e Wal-Mart.

As cinco maiores redes - Pague Menos, Drogaria São Paulo, Pacheco, Drogasil e Droga Raia - elevaram em 35% sua participação de mercado em apenas dois anos, segundo estatísticas do setor. Em dezembro de 2006, as cinco varejistas controlavam apenas 16,5% das vendas. Em dezembro de 2008, essa participação já alcançava 22,2%.