Atlas da Dor de Cabeça

atlas-cefalei-dor-cabea-omsA OMS publicou o Atlas da Dor de Cabeça (Cefaléia), está é a primeira pesquisa global sobre o assunto e constata o descaso mundial deste problema de saúde comum, e revela a inadequação de respostas para ele nos países em todo o mundo.


Apesar da dor de cabeça ser sentida em algum momento, quase todo mundo, e quase metade do mundo adulto a qualquer momento teve uma experiência pessoal recente de um ou mais dos três tipos de dor de cabeça comum, muito é desconhecido sobre o impacto na saúde pública dessas condições . Não se sabe como, ou quanto, a dor de cabeça que afetam muitas das populações do mundo, ou como saúde e outros recursos são utilizados para mitigar seus efeitos

A OMS resalta os tópicos:

- Cefaleias são onipresentes, predominante e incapacitantes, diagnosticada e sub-tratada em todo o mundo:

- uma minoria das pessoas com cefaleias são profissionalmente diagnosticada

- apesar de haver uma variedade de fármacos com eficácia contra dor de cabeça, os países em todas as categorias não disponibilizam medicamentos adequados

- Em todo o mundo, são gastos apenas 4 horas na formação de médicos para estudo da cefaléia. A falta de ensino específica  é vista como problema chave para o tratamento da dor de cabeça.

- É uma doença que trás custo financeiros devido a perda de produtividade

 

Propostas da OMS para mudanças:

- Melhor Capacitação profissional

- Um terço dos países necessitam de uma melhora na organização e prestação de cuidados de saúde para o problema da dor de cabeça

- Como o custo da dor de cabeça é muito grande ,em termos de perdas de produtividade, um investimento para o tratamento da dor de cabeça trás grandes ganhos financeiros.

Confira o Estudo:

 

Downloads

  • Publicação completa - pdf, 4.31Mb
  • Introdução e métodos - pdf, 678kb
  • Resultados - pdf, 3.43Mb
  • O caminho a seguir e as referências pdf, 660kb