inscricao mestrado


Até 30 de abril, estão abertas as inscrições para o Mestrado Profissional Interunidades em Formação Interdisciplinar em Saúde. Ele é coordenado pela Faculdade de Odontologia (FO), Faculdade de Saúde Pública (FSP) e Escola de Enfermagem (EE) da USP.

O mestrado integra-se ao conjunto de iniciativas que vem sendo desenvolvidas pelas Unidades da área da Saúde do campus da USP Capital, em resposta à ação indutora do Ministério da Saúde com vistas à formação de recursos humanos qualificados na área do Ensino Multidisciplinar em Saúde.

A produção de conhecimentos envolve as áreas de Medicina, Enfermagem, Odontologia, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Psicologia, Educação Física e Esporte e Nutrição.

As inscrições podem ser feitas por correspondência ou pessoalmente na sala da professora Maria Ercilia de Araujo, do Departamento de Odontologia Social da Faculdade de Odontologia (FO) da USP. O endereço é Av. Prof. Lineu Prestes, 2227, Cidade Universitária, São Paulo – SP, CEP 05508-000. O horário é das 10 às 16 horas, de segunda a sexta-feira.

Não serão aceitas inscrições feitas por telefone ou e-mail. O número de vagas disponível é 20.

Confira o edital abaixo:

 

Mestrado Profissional Interunidades em Formação Interdisciplinar em Saúde

Edital de Inscrição para o Programa de Mestrado Profissional
Interunidades em Formação Interdisciplinar em Saúde

Estarão abertas no período de 02 de março a 30 de abril de 2015, as inscrições para o Curso de Pós-Graduação Mestrado Profissional – Formação Interdisciplinar em Saúde. As inscrições poderão ser efetuadas pessoalmente ou por correspondência, não sendo aceitas inscrições feitas por telefone ou e-mail.

Número de vagas: 20

 

1. INSCRIÇÃO

As inscrições deverão ser realizadas no Departamento de Odontologia Social – Sala da Profa. Dra. Maria Ercilia de Araujo na Faculdade de Odontologia da USP – FOUSP, situado à Av. Prof. Lineu Prestes, 2227, Cidade Universitária, São Paulo – SP, CEP: 05508-000, de 02 de março a 30 de abril de 2015 das 10h00 às 16h00 (de segunda a sexta-feira).

2. DOCUMENTOS EXIGIDOS NA INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DO MESTRADO

2.1. Requerimento dirigido ao Presidente da CPG/FOUSP (faça o Download no item Formulários: http://www.fo.usp.br/pos/?page_id=475

2.2. Cópia frente e verso do Diploma Universitário (Graduação);

2.3. Cópia do Histórico Escolar (completo, incluindo aprovações, reprovações, trancamentos, etc.) da Graduação e, caso exista, do Mestrado.

2.4. Cópia da Cédula de Identidade – RG;

2.5. Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento;

2.6. Cópia do CPF;

2.7. Uma foto 3 x 4;

2.8. Currículo LATTES impresso – www.cnpq.br;

2.9. Projeto de pesquisa em, no máximo, 10 páginas, contendo os itens "Introdução", "Objetivos", "Metodologia", "Bibliografia" (LINHAS DE PESQUISA DO PROGRAMA: Saberes e práticas da saúde; Formação em saúde; Cuidado e Integralidade nas redes de atenção à saúde).

3.0. Comprovante do pagamento de taxa de inscrição no valor de R$ 75,00 (setenta e cinco reais) PARA GERAR O BOLETO ACESSE O LINK: http://www.fo.usp.br/boleto/

3. PROCESSO SELETIVO

Os candidatos serão avaliados, em caráter eliminatório, através de uma prova escrita, sobre a capacidade de interpretação, argumentação, síntese e expressão escrita na temática de conhecimento do programa e da prova de proficiência em língua inglesa

Além das provas anteriormente mencionadas, os candidatos serão arguidos, em caráter classificatório, sobre o projeto de pesquisa e trajetória profissional.

O Processo Seletivo ocorrerá em duas fases, sendo a primeira (1ª) fase eliminatória e a segunda (2ª) fase classificatória

A 1ª fase – ELIMINATÓRIA, (prova escrita e prova de proficiência da língua inglesa), ocorrerá no dia 08 de junho de 2015, das 08:00 às 12:00hs, no Departamento de Odontologia Social da FOUSP. A 2ª fase – CLASSIFICATÓRIA (arguição sobre o projeto de pesquisa e trajetória profissional) ocorrerá em 15 e 16 de junho de 2015.

O processo de seleção consistirá de 3 avaliações sendo:

1) Prova escrita – em caráter eliminatório;

2) Prova de proficiência em língua inglesa – em caráter eliminatório;

AMBAS REALIZADAS NO DIA 08/06/2015

3) Arguição sobre o projeto de pesquisa e trajetória profissional - em caráter classificatório;

REALIZADA NOS DIAS 15 E 16/06/2015

DETALHAMENTO DAS AVALIAÇÕES

1) Prova Escrita

A prova versará sobre a área de conhecimento específica do curso que tem por referência a bibliografia indicada no item A. A prova terá duração de 2 horas e não será permitida a consulta a qualquer bibliografia, assim como o uso de equipamentos eletrônicos durante a realização da prova.

Serão observados os seguintes aspectos: a) conhecimento do tema proposto; b) sistematização e coerência dos argumentos; c) correção de linguagem e clareza de expressão; d) capacidade de interpretação, argumentação, síntese e expressão escrita na temática de conhecimento do Programa.

Total máximo possível= 10 pontos

ITEM A: Bibliografia

CAMPOS, C.M.S. Reconhecimento das necessidades de saúde dos adolescentes. In: Ana Luiza Vilela Borges e Elizabeth Fujimori. (Org.). Enfermagem e a saúde do adolescente na atenção básica. Barueri – SP: Manole, 2009, v. , p. 142-167.

CARVALHO, Y. M.; CECCIM, R.B. . Formação e educação em saúde: aprendizados com a saúde coletiva. In: CAMPOS, G.W.S.; MINAYO, M.C.S.; AKERMAN, M.; DRUMOND, M.; CARVALHO, Y.M.. (Org.). Tratado de Saúde Coletiva. 2ªed.São Paulo/Rio de Janeiro: Hucitec/Fiocruz, 2008, v. 1, p. 137-170.

JUNQUEIRA, V. ;SCARCELLI, I. R.; LOPES, I. C. . Saúde: direito ou mercadoria?. In: PATTO, M.H.S. et all. (Org.). A Cidadania Negada: Políticas Públicas e Formas de Viver. 1ed.São Paulo: Casa do Psicólogo, 2009, v. , p. 511-515.

AYRES, J. R. C. M. Cuidado e humanização das práticas de saúde (2a reimpressão). In: Suely Ferreira Deslandes. (Org.). Humanização dos cuidados em saúde: conceitos, dilemas e práticas – 2a reimpressão. 1a.ed.Rio de Janeiro: Ed. FIOCRUZ, 2011, v. , p. 49-83

BOTAZZO, C.. Sistema Único de Saúde: ética e desigualdades, desafios no contexto do Estado Democrático de Direito. In: Sandra Caponi; Marta Verdi; Fabíola Stolf Brzozowski; Fernando Hellmann. (Org.). Medicalização da vida : ética, saúde pública e indústria famacêutica. 1ªed.Palhoça/SC: Ed. Unisul, 2010, v. 1, p. 388-397.

PEDUZZI, M. ;OLIVEIRA, M. A. de C. . Trabalho em equipe multiprofissional. In: Martins, Milton De Arruda (Org) Clínica Médica. Barueri – SP: Manole, 2009, v. 1, p. 171-178.

2) Prova de proficiência em língua inglesa

A prova terá duração de duas horas e constará da tradução de um texto em inglês na área temática de conhecimento do Programa, para o português com o auxílio de dicionário.

Serão observados os seguintes aspectos: a) capacidade de interpretação, b) correção de linguagem e clareza de expressão; c) coerência com o texto original.

Total máximo possível= 10 pontos

3) Arguição sobre o projeto de pesquisa e trajetória profissional

O candidato deverá apresentar um projeto de pesquisa vinculado a uma linha de Pesquisa do Programa devidamente identificada. Este projeto deve conter uma breve introdução, os objetivos a serem alcançados, a metodologia a ser utilizada, cronograma e bibliografia. O projeto não deve ultrapassar 10 páginas no formato A4, espaço duplo, letra Times New Roman, fonte 12. serão consideradas: capacidade de expressão verbal,
consistência de argumentação, coerência de ideias, defesa da proposta de estudo, justificativa do interesse e disponibilidade para cursar a pós-graduação. Será ainda arguido sobre sua formação, trajetória profissional e currículo.

Total máximo possível= 10 pontos

A nota mínima para o aluno ser aprovado é 7 (sete), no entanto como o Programa contém número limitado de vagas, ingressarão os melhores colocados até o preenchimento do número de vagas, mediante disponibilidade de orientador. Em caso de empate, o desempate levará em consideração a nota obtida na prova escrita.

4- MATRÍCULA

A matrícula dos candidatos selecionados deverá ser realizada no prazo máximo de 2 meses após a divulgação do resultado do exame de seleção, no mesmo local da inscrição, nos dias úteis, das 9 as 16h.

5 – DISPOSIÇÕES GERAIS

Os candidatos aprovados que não conseguirem ingresso por falta de vaga no momento, deverão se submeter a novo processo seletivo, não podendo usar o resultado desta seleção para seleções futuras.

A não realização de pelo menos uma das provas elimina automaticamente o candidato.

Todas as avaliações serão aplicadas e corrigidas pelos professores membros do programa e indicados pela Comissão de Pós-graduação (CPG) em Formação Interdisciplinar em Saúde da Universidade de São Paulo.

A CPG reserva-se o direito de resolver os casos omissos e as situações não previstas no presente edital.

 

Para mais informações acesse http://www.fo.usp.br/pos/?page_id=3332

 

Fonte: Agência USP de Notícias