Concurso Professor de Farmacotécnica e GQ - UFVJM

ufvjm-faculdade-farmaciaConcurso público para Professor de Ensino Superior, classe de Auxiliar, para o Campus de Diamantina na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Minas Gerais.


As inscrições no processo seletivo podem ser realizadas de 1 a 30 de abril de 2013.

PROFESSOR AUXILIAR – REGIME DE DEDICAÇÃO EXCLUSIVA
DOUTOR
Vencimento Básico  R$ 3.594,57
Retribuição por Titulação (RT)  R$ 4.455,20
Remuneração  R$ 8.049,77

 

Inscrições

De 01 a 30 de abril de 2013.
Horário: segunda a sexta-feira, de 08h00 às 11h00 e de 14h00 às 17h00, exceto feriados.
Local: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas  -  Rodovia MGT 367-  km 583, nº 5000  –  Alto da Jacuba / CEP:
39100-000, Diamantina - MG
No ato da inscrição o candidato deverá apresentar os seguintes documentos:
a)  Requerimento de inscrição, anexo ao Edital;
b)  Cópia da carteira de identidade.
c)  Curriculum vitae ou currículo em formato Lattes/CNPq em via única;
d)  Declaração de titulação, anexa ao Edital
e)  Comprovante do recolhimento da taxa de inscrição

 

Sobre o Concurso

 

ÁREA: Farmacotécnica e Gestão e Controle de Qualidade de Produtos Farmacêuticos

DISCIPLINAS A SEREM MINISTRADAS: Farmacotécnica, Gestão de Controle de Produtos Farmacêuticos, Tecnologia Farmacêutica,Gestão de Qualidade em Laboratório Farmacêutico e Estágio Supervisionado.

OUTRAS ATIVIDADES: Administração Farmácia Escola

 

1. CATEGORIA FUNCIONAL:

Professor Ensino Superior / Professor Auxiliar

 

2. DA TITULAÇÃO:

Graduação em Farmácia com Doutorado na área de Ciências Farmacêuticas, Gestão de Qualidade ou áreas afins.

 

3. DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. FORMAS FARMACÊUTICAS: CONSIDERAÇÕES BIOFARMACÊUTICAS

Constante de Dissociação; Tamanho de partícula, área de superfície e velocidade de dissolução; Polimorfismo de pós e o impacto sobre a biodisponibilidade.

 

2. DESENVOLVIMENTO FARMACOTÉCNICO: CONSIDERAÇÕES GERAIS

Estudo de pré-formulação; Tamanho de partícula, Coeficiente de partição e constante de dissociação, Estabilidade de produto farmacêutico, Contaminação microbiana e seleção de conservantes.

Formulação de medicamentos

Interações entre aspectos biofarmacêuticos e tecnológicos

Testes de avaliação de estabilidade de fármacos e medicamentos

Transposição da escala produtiva

 

3. BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO E DE MANIPULAÇÃO

Padrões para Boas Práticas de Fabricação (GMP); Gestão, Controle e Garantia da Qualidade Total; Validação da Metodologia Analítica; Boas Práticas de Laboratório e Acreditação de Laboratórios Magistrais. Legislação Farmacêutica – Anexos I, II e II (ANVISA).

 

4. SUSPENSÕES ORAIS, E EMULSÕES,

• Suspensões orais; Velocidade de sedimentação e Equação de Stokes; Reologia (aspectos gerais);

Emulsão, teorias da emulsificação, Agentes Emulsivos, Sistema EHL; Preparo e exemplo de emulsões.

• • Considerações teóricas

• • Penetração e absorção

• • Tecnologia de obtenção

• • Controle de qualidade aplicado a formas farmacêuticas obtidas por dispersão

 

5.FORMAS FARMACÊUTICAS SEMI - SÓLIDAS – CREMES, POMADAS E GÉIS

• • Considerações teóricas e biofarmacêuticas

• • Tecnologia de obtenção

• • Acondicionamento e controle de qualidade

 

6. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS – PÓS, CÁPSULAS E COMPRIMIDOS

• Geral:

• •Formas orais e parenterais

• •Tecnologia de obtenção

Testes aplicados a formas farmacêuticas sólidas e metodologias clássicas e instrumentais aplicadas à determinação de teor de fármacos contidos em formas farmacêuticas sólidas.

• Comprimidos:

• •Física da compressão, considerações biofarmacêuticas, revestimento

• •Acondicionamento e controle de qualidade

 

7.NOVAS FORMAS DE LIBERAÇÃO DE FÁRMACO

• Sistemas de liberação controlada

 

8.GARANTIA DE QUALIDADE NA PRODUÇÃO

• Controle de qualidade na produção: processo, amostragem nos lotes, lotes piloto, sistemas de enchimento e pesagem e dosificação em geral.

• •Boas práticas de fabricação (GMP)

• •Códigos oficiais farmacêuticos (Farmacopéias)

• •Validação de processos e de métodos analíticos

 

9.CONTAMINAÇÃO MICROBIANA EM PRODUTOS FARMACÊUTICOS, CORRELATOS E COSMÉTICOS

• Fontes de contaminação microbiana em produtos acabados; Fabricação de Produtos não Estéreis ( comprimidos, cremes e pomadas).

 

10.CONTROLE DE QUALIDADE BIOLÓGICO DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS Normas para bioensaios

• Fontes de contaminação; monitoramento de ar e superfícies

• Doseamentos biológicos e microbiológicos aplicados ao controle de Qualidade de medicamentos

• Testes de esterilidade, pirogênio e toxicidade

• Determinação do número de contaminantes aplicado a produtos farmacêuticos não estéreis

 

11.BIOTECNOLOGIA E FÁRMACOS

• Produtos da biotecnologia (anticorpos, fatores de crescimento, proteínas recombinantes); Nanotecnologia aplicada a cosméticos.

 

Sugestões de Bibliografia

1. ALLEN JR., L.V.; POPOVICH, N. G.; ANSEL, H. C. Formas Farmacêuticas e Sistemas de

Liberação de Fármacos; tradução Elenara lemos-Senna et al. – 8ª. Edição – Porto Alegre;Artmed, 2007.

2. PINTO, T.J.A.; KANEKO, T.M.; OHARA, M.T. Controle Biológico de Qualidade de Produtos Farmacêuticos, Correlatos e Cosméticos. Atheneu Editora– 2ª. Edição – São Paulo, 1999.

3. MARTINDALE, W.H. The extra Pharmacopoeia. 27 ed., London, Pharmaceutical, Press,1977.

4. PRISTA, L.M.; ALVES, A.C.; MORGADO, R.M.R. Técnica Farmacêutica e Farmácia Galênica 4ª ed., Portugal, Fund Caolouste Gulbenkian , 1991.

5. LACHMAN, L.; LIEBERMAN, H.A.; KANING, J.L. Teoria e Prática na IndústriaFarmacêutica. Vol I e II, Lisboa, fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

6. PRISTA, L.N.; FONSECA, A. Manual de Terapêutica Dermatologia e Cosmetologia. 1ªed., São Paulo, Roca, 1995.

7. FARMACOPÉIA BRASILEIRA, 4ª ed. – 2 Volumes, São Paulo, Atheneu, 1988.

8. BRITSH, PHARMACOPÉIA. London, Her Majesty's Stationary, 1980.

9. HELOU, J.H; CIMINO, J.S; DAFRE, C. Farmacotécnica. 1° Ed., São Paulo, Artpress, 1975.

10. MILLER, J.M., Ed. The international pharmacopeia: tests, methods and general requirements quality specifications for pharmaceuthical substances, excipients and dosage forms. Vol. 4., 3ª. Ed., WHI

11. AMARAL, M.P.H. Controle de qualidade na farmácia de manipulação. Juiz de Fora,UFJF, 2002.

12. GENNARO, A. R. REMINGTON – A ciência prática da farmácia. 20ª. Edição, Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2004

13. GIL, E.S.; ORLANDO, R.M. Controle Físico-Químico de Qualidade de Medicamentos. 1ª. Edição. Manole, Barueri, 2006.

14. Ansel, H.C.; Popovich, N. G.; Allen L. V. Farmacotécnica: Formas Farmacêuticas &Sistemas de Liberação de Fármacos. 6a Ed. Editorial Premier, São Paulo, 2000.

15. Remington A Ciência E A Prática Da Farmácia – 20ed.

16. AULTON, M.E. Pharmaceutics. The science of dosage form design. 2 ed. Churchill Livingstone, 2002.

 

Edital

Confira o edital em http://www.ufvjm.edu.br/rh/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=1553&Itemid=2