industria farmaceutica producao medicamento

Anvisa, Ministério da Agricultura e indústrias discutem viabilidade do uso do parque tecnológico da indústria veterinária para ampliar produção de vacinas e medicamentos contra a Covid-19.

 

 

A Anvisa se reuniu, na tarde desta segunda-feira (29/3), com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan) para iniciar a discussão sobre a viabilidade do uso do parque tecnológico da indústria veterinária para ampliar a produção de vacinas e medicamentos contra a Covid-19.

A Agência pontuou as questões mais importantes nessa avaliação, como os cuidados necessários para evitar a contaminação cruzada que pode ocorrer em razão do uso das estruturas fabris para produtos veterinários. É preciso verificar ainda possíveis alterações em virtude da manipulação das vacinas e medicamentos em estruturas que não foram destinadas originalmente para a saúde humana.

O assunto discutido nesse primeiro encontro terá prosseguimento nas próximas semanas. Diante de informações e estudos técnicos, a Anvisa avaliará os riscos e benefícios do uso das plantas fabris veterinárias no combate ao surto do novo coronavírus.

A Agência está avaliando todas as estratégias para ampliar a disponibilidade de vacinas sem, no entanto, abandonar os pilares da qualidade, eficácia e segurança.

 

Fonte: Anvisa