cominarty vacina pfizer covid19

Serão incluídos participantes com 16 ou mais anos de idade, que tomaram as duas doses da vacina BNT162b2 pelo menos seis meses antes, no estudo inicial da vacina.

 

 

A Anvisa autorizou o estudo clínico para testar uma possível dose de reforço da vacina Comirnaty, da Wyeth/Pfizer. Trata-se de um estudo clínico para avaliar a segurança, a imunogenicidade e a eficácia de várias estratégias de reforço da BNT162b2 em diferentes populações de participantes (por exemplo, grupos etários) que receberam previamente duas doses da vacina no estudo inicial.

O estudo prevê o recrutamento de 443 participantes no centro clínico do Hospital Santo Antônio (HSA) das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), em Salvador (BA), e 442 participantes no Centro Paulista de Investigação Clínica e Serviços Médicos (Cepic), em São Paulo (SP).

Serão incluídos participantes com 16 ou mais anos de idade, do sexo masculino e feminino, que tomaram as duas doses da vacina BNT162b2 pelo menos seis meses antes, no estudo inicial da vacina da Pfizer.

 

Por que esse estudo foi proposto?

Para avaliar o comportamento da vacina na terceira dose e se há benefícios adicionais de uma eventual dose de reforço além das que já estão sendo aplicadas.

 

Quando o estudo será iniciado?

A Pfizer definirá a data de início dos testes.