japao vacina pfizer inflamacao cardiaca

O Ministério da Saúde do Japão ressaltou que os benefícios da vacina da Pfizer superam os riscos

 

 

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão ressaltou ser impossível determinar a existência de algum vínculo entre o recebimento da vacina da Pfizer contra covid-19 e os casos relatados de inflamação cardíaca que estão sendo investigados.

A pasta comunicou o registro até o dia 13 de 11 casos de inflamação cardíaca entre pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 da Pfizer no país.

Informando que a faixa etária varia dos 25 aos 72 anos e que uma mulher com 72 anos de idade morreu.

Segundo o ministério, nove pessoas, oito das quais do sexo masculino, sofreram de miocardite ou de pericardite após o recebimento da segunda dose.

Dados da pasta mostram que aproximadamente uma em cada 1,56 milhão de pessoas apresentam problemas do gênero, de um total superior a 17 milhões de indivíduos vacinados com doses da substância da Pfizer no Japão.

Nenhuma inflamação cardíaca foi comunicada até o dia 13 entre pessoas que receberam a vacina da Moderna.

O Ministério da Saúde do Japão diz não haver até agora motivo de grave preocupação com segurança, enfatizando que os benefícios da vacina da Pfizer superam os riscos. Mesmo assim, a pasta pede às pessoas que consultem o médico caso sintam dor no peito ou dificuldade de respirar após a vacinação.

 

* Com informações do NHK