sputnik v vacina covid19

Atenção: ainda não há bula do paciente em português para a vacina Sputnik V (Gam-COVID-Vac) contra covid-19. A vacina foi desenvolvida pelo instituto de pesquisa Gamaleya, financiada pelo e o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RDIF). Quando disponível a bula da vacina essa página será atualizada.

 

 

A vacina leva o nome do primeiro satélite espacial soviético Sputnik. Em russo a vacina é chamada de Спутник V, ela foi  desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, financiada pelo e o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RDIF).

A Sputnik V é uma vacina de vetor viral baseada no adenovírus humano — um vírus do resfriado comum — fundido com a proteína spike do vírus SARS-CoV-2 para estimular uma resposta imunológica. A vacina já foi aprovada e/ou autorizada para uso em 70 países.

De acordo com pesquisa do Centro Gamaleia, publicada na revista internacional Vaccines, a vacina “Sputnik V” é eficaz contra novas cepas de coronavírus SARS-CoV-2. A vacinação com o fármaco produz títulos de anticorpos neutralizantes protetores contra novas cepas, incluindo Alfa B.1.1.7 (identificada pela primeira vez no Reino Unido), Beta B.1.351 (identificada pela primeira vez na África do Sul), Gama P.1 (identificada pela primeira vez no Brasil) , Delta B. 1.617.2 e B.1.617.3 (identificado pela primeira vez na Índia) e variantes B.1.1.141 e B.1.1.317 identificadas em Moscou com mutações no domínio de ligação ao receptor (RBD).

 

 vacina sputnik vetor adenovirus

 

Informações atuais sobre a Sputnik V

 

Quantidade de doses para imunização: duas doses. A segunda dose deve ser aplicada 21 dias após a primeira. 

Faixa etária autorizada: indivíduos adultos ≥ 18 anos e < 60 anos.  

Tecnologia: Adenovírus D-26 D-5

Temperatura de Armazenamento: de 2 a 8 graus Celsius

 

Observações importantes:

A vacina não deverá ser utilizada em gestantes, puérperas, lactantes e indivíduos com comorbidades. 

A importação foi autorizada por força da Lei 14.124/2021 e que por isso os aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina foram atestados por meio do registro concedido pela autoridade sanitária da Rússia. 

 

Quantidades autorizadas para importação, por estado:

Bahia – 300 mil doses.  
Maranhão – 141 mil doses.  
Sergipe – 46 mil doses.  
Ceará – 183 mil doses.  
Pernambuco – 192 mil doses. 
Piauí – 66 mil doses. 
Rio Grande do Norte - 71 mil doses.
Mato Grosso - 71 mil doses.
Rondônia - 36 mil doses.
Pará - 174 mil doses.
Amapá - 17 mil doses.
Paraíba - 81 mil doses.
Goiás - 142 mil doses.

 

Confira o artigo "Sputnik V COVID-19 vaccine candidate appears safe and effective" publicado na The Lancet em https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(21)00191-4/fulltext