sputnik v vacina covid19

Declaração do RDIF e do Instituto Gamaleya sobre a variante Ômicron do COVID

 

 

Segundo o RDIF e do Instituto Gamaleya a eficácia da vacina Sputnik é baseada na abordagem de reforço heterogêneo usando dois vetores diferentes para as duas doses e uma plataforma vetorial comprovada, que desencadeia uma resposta imune ampla.

O Instituto Gamaleya acredita que tanto a Sputnik V quanto a Sputnik Light neutralizarão a nova variante Ômicron do coronavírus e já iniciaram os estudos necessários.

No entanto, o Instituto Gamaleya, baseado nos protocolos existentes de desenvolvimento imediato de versões vacinais para variantes de preocupação, já começou a desenvolver a nova versão da vacina Sputnik adaptada à Ômicron. Em um caso improvável de que tal modificação seja necessária, a nova versão Sputnik Ômicron pode estar pronta para produção em massa em 45 dias. Várias centenas de milhões de doses de reforço com Sputnik Ômicron poderão ser fornecidas aos mercados internacionais até 20 de fevereiro de 2022, com mais de 3 bilhões de doses disponíveis em 2022.

Segundo Kirill Dmitriev, CEO do Fundo de Investimento Direto Russo, "O Instituto Gamaleya acredita que a Sputnik V e a Sputnik Light neutralizarão a Ômicron" completou "no caso improvável de uma modificação ser necessária, forneceremos várias centenas de milhões de doses de reforço da Sputnik Ômicron até 20 de fevereiro de 2022".