antonio barra torres anvisa

"Nós precisamos manter a máscara, evitar aglomeração que pode ser evitada, a boa higienização das mãos e lembrar que o eixo do combate esta pandemia é e continuará sendo vacina, vacina e vacina", disse Barra Torres.

 

 

Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, voltou a defender a vacinação contra covid-19 e fala de outras medidas de prevenção e combate.

Durante a reunião de diretoria da entidade, realizado nesta sexta-feira (17/12), Barra Torres afirmou "nós precisamos manter a máscara, evitar aglomeração que pode ser evitada, a boa higienização das mãos e lembrar que o eixo do combate esta pandemia é e continuará sendo vacina, vacina e vacina"

Barra Torres também agradeceu o apoio que a Anvisa recebe da sociedade ao aprovar a vacina da Pfizer contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos, ele disse, "Obrigado a todos que acompanharam a nosso decisão, no dia de ontem, viram de maneira transparente como ela foi estabelecida e que, hoje, manifestaram, por diversas instituições e pessoas físicas, o apoio ao nosso trabalho com o qual sustentamos nossas famílias que é o de proteger a saúde do cidadão"

Hoje, a Anvisa publicou uma nota de repúdio em razão da fala do presidente Jair Bolsonaro que em live disse "Eu pedi, extraoficialmente, o nome das pessoas que aprovaram a vacina para crianças a partir de cinco anos, queremos divulgar o nome dessas pessoas para que todo mundo tome conhecimento quem são essaes pessoas e obviamente forme seu juízo”. Confira a reprodução da nota na íntegra. A Univis, Associação dos Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, também publicou uma nota a qual deu o título de "Nota de Repúdio às tentativas de intimidação ao corpo técnico da Anvisa".