O papel do Farmacêutico no mundo é tão nobre quão vital.

O Farmacêutico representa o órgão de ligação entre a medicina e a humanidade sofredora.

É o atento guardião do arsenal de armas com que o Médico dá combate às doenças.

É quem atende às requisições a qualquer hora do dia ou da noite.

O lema do Farmacêutico é o mesmo do soldado: servir.

Um serve à pátria; outro serve à humanidade, sem nenhuma discriminação de cor ou raça.

O Farmacêutico é um verdadeiro cidadão do mundo.

Porque por maiores que sejam a vaidade e o orgulho dos homens, a doença os abate - e é então que o Farmacêutico os vê.

O orgulho humano pode enganar todas as criaturas: não engana ao Farmacêutico.

O Farmacêutico sorri filosoficamente no fundo do seu laboratório, ao aviar um receita, porque diante das drogas que manipula não há distinção nenhuma entre o fígado de um Rothschild e o do pobre negro da roça que vem comprar 50 centavos de maná e sene.

 

Poema de Monteiro Lobato