Parte da equipe da Novartis que celebrou a conquista no evento GPTW Mulher, em São Paulo 

Parte da equipe da Novartis que celebrou a conquista no evento GPTW Mulher, em São Paulo

 

Difícil hoje em dia uma coisa dar mais orgulho às mulheres no trabalho do que a equidade. Equidade salarial, equidade de oportunidades e equidade de gêneros na liderança também. Na Novartis – empresa que foi eleita entre as 10 melhores para a mulher trabalhar no Brasil –, elas já ocupam 51% dos cargos de liderança.

“Equipes diversas promovem mais inovações e soluções disruptivas, que são demandas essenciais do setor de saúde no mundo”, disse Mo, diretor da divisão Farma da Novartis, durante palestra no evento GPTW Mulher. Na ocasião, a Novartis Brasil assinou o compromisso da ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas responsável por estimular a igualdade de gênero e o empoderamento feminino.

 

Licença parental paga para todos

 

Recentemente, a Novartis também anunciou globalmente o início de um programa que dará a todos os funcionários no mundo o período mínimo de 14 semanas de licença maternidade ou paternidade remuneradas até 2021.

“Sabemos que há muito trabalho a fazer em relação à equidade de gênero e isso é uma prioridade para nós da Novartis. Se quisermos alcançar a equidade de gênero no local de trabalho e na sociedade, precisamos empoderar os homens a compartilhar a responsabilidade de cuidar dos filhos”, explica Julia Fernandes, diretora de People & Organization.
 

“Ao oferecer a mesma licença a todos os pais, independentemente de sexo ou orientação sexual, queremos encorajar uma mudança cultural, permitindo que pais e parceiros que não participam do parto adotem uma abordagem de cuidado familiar. Ao fazê-lo, esperamos proporcionar maior escolha e oportunidade para as mães também”, reforça ela.

 

Mulheres na liderança

 

No Brasil há mais de 80 anos, a Novartis possui um alto número de mulheres trabalhando em cargos ligados à ciência, área essencial da empresa em que 76% são colaboradoras. Ao considerar o setor de desenvolvimento de fármacos, os números são ainda maiores: elas representam 90%.

Já as áreas de finanças, jurídico, recursos humanos, comunicação e assuntos regulatórios, por exemplo, são lideradas por mulheres.

 

Mo, diretor da divisão Farma da Novartis, durante palestra no evento GPTW Mulher
Mo, diretor da divisão Farma da Novartis, durante palestra no evento GPTW Mulher

 

Além dos programas de desenvolvimento profissional, a empresa também possui programas e atividades que impactam na vida das mulheres, como a licença maternidade estendida por seis meses, espaço para lactantes fazerem a extração de leite, home office e horário flexível de trabalho.

 

Conteúdo por Novartis