acne farmacia ufmg 

Buscando diminuir os efeitos colaterais durante o tratamento da acne, pesquisadores do Departamento de Produtos Farmacêuticos da Faculdade de Farmácia da UFMG conseguiram solubilizar substância que causa irritações na pele, gerando patente e tecnologia pronta para ser incorporada ao mercado. Tecnologia baseada em nanopartícula já está patenteada

 

Pesquisadores do Departamento de Produtos Farmacêuticos da Faculdade de Farmácia da UFMG desenvolveram uma composição farmacêutica para o tratamento da acne, que tem o objetivo de reduzir a irritação causada pelo ácido retinoico em contato direto com a pele. Essa irritação é relatada pelos usuários dos produtos disponíveis no mercado como uma das principais razões de desistência do tratamento.

Em entrevista à TV UFMG, a professora do Departamento de Produtos Farmacêuticos Giselle Goulart explica o processo que resultou na formulação. “Associamos uma amina a uma grande cadeia lipídica com o ácido retinoico. O grupamento amino e o ácido carboxílico do ácido retinoico formaram, então, um par iônico, que consegue se manter em uma nanopartícula", afirma. Segundo ela, essa é a diferença do composto da UFMG em relação às formulações do mercado, cuja substância não permanece unida à nanopartícula por muito tempo. A tecnologia foi patenteada e está pronta para ser licenciada.

 

 

 Entrevistada: Giselle Goulart (professora do Departamento de Produtos Farmacêuticos da Faculdade de Farmácia da UFMG)

Fonte: UFMG Notícias

Vídeo por Marden Ferreira (produção e reportagem), Leonardo Milagres (reportagem), Cássio Soares e Samuel do Vale (imagens), Marcia Botelho (edição de imagens), Olívia Resende e Pablo Nogueira (edição de conteúdo).