cosmeticos

Objetivo é orientar sobre os cuidados a serem observados na aquisição de alisantes para cabelos. Seminário virtual será realizado nesta segunda-feira (11/11) às 10h.

 

A próxima edição do Webinar Anvisa vai tratar de alisantes capilares e formaldeído. O objetivo do seminário virtual, que será realizado na próxima segunda-feira (11/11), a partir das 10h, é esclarecer as dúvidas dos cidadãos sobre o uso de alisantes para cabelos. Além disso, pretende disseminar informações atualizadas sobre os cuidados que devem ser observados na hora de adquirir esses produtos. 

 

Entenda 

Os alisantes são produtos cosméticos que modificam a estrutura química capilar para relaxar, alisar ou ondular os cabelos, com duração do efeito após o enxágue. Esses produtos são indicados exclusivamente para adultos e o seu uso em crianças é proibido. 

Todos os alisantes capilares, inclusive os importados, devem ser registrados. Alisantes sem registro estão irregulares e podem causar danos à córnea, queimaduras graves no couro cabeludo, quebra dos fios e queda dos cabelos. Verifique se a embalagem do produto contém o número da Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE) e o número do processo, que corresponderá ao número de registro do produto.  

Procedimentos e métodos para alisamento capilar, como escovas inteligente, definitiva e de chocolate, não são regulamentados pela Anvisa. A Agência registra somente os produtos que serão utilizados nesses procedimentos.  

 

Participação 

Para participar do Webinar, basta clicar no link abaixo, na segunda-feira (11/11), a partir do horário agendado. Não é necessário realizar cadastro prévio. 

10h – Webinar Anvisa: Alisantes capilares e o formaldeído  

 

Webinar 

O Webinar é um seminário virtual que tem como objetivo fortalecer as iniciativas de transparência da Anvisa, levando conteúdo e conhecimento atualizado ao público. A transmissão é via web e a interação com os usuários é feita em tempo real, por um chat realizado durante o seminário. A gravação do evento fica disponível para visualização, no mesmo link da transmissão, após o seu término. 

 

Por: Ascom/Anvisa