anvisa

Resolução da Diretoria Colegiada publicada inclui 25 novas DCBs e altera duas.

 

 

Foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.) desta quarta-feira (11/11) a , que trata sobre a atualização da lista de Denominações Comuns Brasileiras (DCB). Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 435/2020 da Anvisa, que trata da atualização da lista de Denominações Comuns Brasileiras (DCBs).   

A norma inclui um total de 25 novas DCBs, bem como altera duas. É importante esclarecer que essas atualizações ocorrem de maneira periódica. Confira as inclusões trazidas pela norma: 

  • alfa-avalglicosidase 
  • alfapabinafuspe 
  • amivantamabe 
  • eladocageno exuparvoveque 
  • faricimabe 
  • vacina adsorvida covid-19 (inativada) 
  • vacina dengue 1, 2, 3 e 4 (atenuada) 
  • vacina influenza tetravalente (inativada, subunitária, adjuvada) 
  • amidoctenilsuccinato de alumínio 
  • caprilocaprato de polioxilglicerídeos 
  • dimiristil fosfatidilraceglicerol sódico 
  • laurato de polioxilglicerídeos 
  • óleo de algodão hidrogenado 
  • abrocitinibe 
  • estetrol monoidratado 
  • favipiravir 
  • lactato de vortioxetina 
  • patisirana 
  • ponesimode 
  • pralsetinibe 
  • rutosídeo tri-hidratado 
  • sotorasibe 
  • Artemisia argyi H.Lév. & Vaniot 
  • Levisticum officinale W.D.J.Koch 
  • Rumex acetosa L. 

 

 

O que é DCB?  

A Denominação Comum Brasileira (DCB) é o nome dado ao fármaco ou princípio farmacologicamente ativo aprovado pelo órgão federal responsável pela vigilância sanitária – no caso do Brasil, a Anvisa. Essa denominação é utilizada nos processos de registro, rotulagens, bulas, licitação, importação, exportação, comercialização, propaganda, publicidade, informação, prescrição, dispensação e em materiais de divulgação didáticos, técnicos e científicos em todo o país.