maria da penha farmaceutica

 

Dia 25 de Novembro é celebrado o Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher. A Farmacêutica Maria da Penha, nos inspira para lutarmos por mais justiça social e por um mundo sem violência contra a mulher.

Segundo o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-mooncerca, cerca de 70% das mulheres sofrem de violência física ou sexual em algum momento de sua vida. Para buscar orientação, LIGUE 180 - Central de Atendimento à Mulher - Serviço público nacional de orientação à mulher que sofre violência.

A Lei 11.340/06, conhecida como Lei Maria da Penha, ganhou este nome em homenagem à Maria da Penha, que transformou a sua dor na luta para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher.

 

Sobre Maria da Penha

Maria da Penha Maia Fernandes é uma farmacêutica brasileira que lutou para que seu agressor viesse a ser condenado. Maria da Penha tem três filhas e hoje é líder de movimentos de defesa dos direitos das mulheres, vítima emblemática da violência doméstica.

Em 7 de agosto de 2006, foi sancionada a lei que leva seu nome: a Lei Maria da Penha, importante ferramenta legislativa no combate à violência doméstica e familiar contra mulheres no Brasil.

 

Sobre a Lei Maria da Penha

A Lei Maria da Penha é uma lei federal brasileira, cujo objetivo principal é estipular punição adequada e coibir atos de violência doméstica contra a mulher. Decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006, a lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006. Desde a sua publicação, a lei é considerada pela Organização das Nações Unidas como uma das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência contra as mulheres.

 

Confira e a história da Maria da Penha e da Lei 11340/06: