consulta online coronavirus

HealthTech disponibilizou um serviço on-line 24h por dia com orientação médica e psicológica para ajudar no combate ao coronavírus. (Image: Tong Yu/China News Service via Getty Images)

 

A WeDoctor, uma startup de healthcare com sede em Hangzhou na China, anunciou o lançamento de uma plataforma global de prevenção e controle de epidemias.

São disponibilizados gratuitamente, em inglês-chinês, os serviços de aconselhamento médico e psicológico aberto a todos os países e regiões do mundo.

A plataforma pode ser acessada via página na internet ou através da conta oficial do WeDoctor no WeChat "guahaowang".

O serviço permite interação através de texto, imagens e áudio. Futuramente também vai disponibilizar a possibilidade de enviar o teste genético.

 

Ações da WeDoctor no combate ao Coronavírus

Liao Jieyuan, fundador e CEO da WeDoctor, disse que na primeira fase atual, o Centro Global de Consulta e Prevenção (GCPC) da WeDoctor convidou 6.129 profissionais médicos de toda a China, todos os médicos são assistentes e titulares dos departamentos de medicina respiratória, doenças infecciosas e clínicos gerais hospitalares.

“Eles são experientes na luta contra o coronavírus na China”, explicou Liao.

Em 29 de janeiro, o WeDoctor lançou o Manual de Prevenção e Tratamento da Pneumonia Causada pelo Novo Coronavírus (2019-nCoV) - a primeira publicação em versão em chinês-inglês do mundo relacionada ao COVID-19. O manual oferece orientação científica sobre prevenção e controle de epidemias para estrangeiros na China e bolsistas no exterior.

Como principal força na luta contra o COVID-19, em 23 de janeiro - o início do surto -, a WeDoctor lançou sua plataforma de assistência a epidemias em tempo real, oferecendo serviços, incluindo consultas on-line gratuitas, consultas psicológicas, clínica de conveniência, consulta de medicina tradicional chinesa e consulta remota, para os 1.4 bilhões de chineses.

De acordo com o WeDoctor, em 13 de março, os acessos da plataforma ultrapassavam 125 milhões, e um total de 48581 médicos haviam oferecido serviços de consulta acumulando 1.61 milhões de orientações.

Para oferecer assistência especial a Wuhan, na província de Hubei, epicentro do surto na China, o WeDoctor lançou um canal especial. Em 10 dias, mais de 50.000 pessoas locais receberam serviços de processo completo, incluindo acompanhamento on-line, reembolso de seguro médico e entrega on-line de medicamentos.

 

Testamos

Testamos o sistema via página na internet que é bem simples e prático, ao acessar a plataforma você deve escolher consulta médica ou psicológica. Ao selecionar consulta médica, você pode criar uma conta ou entrar como convidado. Na próxima etapa você deve descrever seus sintomas, quanto tempo apresenta os sintomas, quanto graus de febre teve, descrever o que está sentindo e também pode anexar até 9 exames.

Após preencher o inquerito de sintoma você deve esperar um tempo para ser atendindo, durante o atendimento você poderá conservar com o médico, tirar dúvidas, encaminhar exames complementares e também receber orientações se deve procurar ou não uma unidade médica.

 

- Acesse o serviço via página da web ou através da conta @guahaowang no WeChat.

 

Texto por Fábio Reis para PFARMA

* A reprodução é permitida, desde que citado o autor e fonte com link para https://pfarma.com.br

 

Leia também:

Alta do dólar e coronavírus podem fazer medicamento ficar mais caro no Brasil

Índia limita exportação de medicamentos por causa do Coronavírus

Como se prevenir do coronavírus