oms

 

Sobre a declaração Dra. Maria van Kerkhove, epidemiologista da OMS, de que pacientes assintomáticos transmitem raramente o coronavírus. Muitas interpretações erradas estão sendo feitas, listamos abaixo alguns artigos e referências para que nossos leitores possam formar uma opinião sobre o assunto:

- Indivíduo assintomático apresenta carga viral significativa do SARS-CoV-2 sendo capaz de infectar outras pessoas. [1]

- Há estudos que comprovam a disseminação do SARS-CoV-2 através de pacientes assintomáticos. [2]

- Especialistas de Wuhan, onde foi o epicentro inicial da doença e o local do mundo onde mais se testaram as pessoas, concluíram que assintomáticos, foram responsáveis ​​por até 79% das infecções causadas pelo novo coronavírus [3]

- É difícil distinguir pré-sintomáticos, levemente sintomáticos e assintomáticos. E há evidências robustas de que pré-sintomáticos e levemente sintomáticos transmitem a doença [4]

- As recomendações da OMS sobre distanciamento e uso de máscaras por todos não mudaram. [5]

- Instituições que focaram no isolamento somente de casos sintomáticos não obtiverem exito. [6]

 

Referências:

[1] https://doi.org/10.1093/cid/ciaa711

[2] https://www.acpjournals.org/doi/10.7326/M20-3012

[3] https://doi.org/10.1080/02786826.2020.1749229

[4] https://twitter.com/mvankerkhove/status/1270081492908216320

[5] https://www.who.int/publications/i/item/advice-on-the-use-of-masks-in-the-community-during-home-care-and-in-healthcare-settings-in-the-context-of-the-novel-coronavirus-(2019-ncov)-outbreak  

[6] https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2008457

 

No PFARMA disponibilizamos o vídeo completo da coletiva de imprensa da OMS, do dia 8 de junho, com tradução simultânea disponível em https://pfarma.com.br/oms-coronavirus.html (a da dela começa aos 32 minutos)

 

 

Texto por Fábio Reis

* A reprodução é permitida desde que citada a fonte com link para https://pfarma.com.br