espanha vacina coronavirus covid19

Espanha iniciou a aplicação da primeira dose da vacina contra covid-19 desenvolvida por Pfizer/BioNTech.

 

 

O Ministério da Saúde da Espanha informou que deve criar um registro das pessoas que se recusarem a tomar a vacina contra covid-19. Apesar de frisar que a vacinação contra o vírus não é obrigatória, Illa disse que "a melhor forma de derrotar o vírus é vacinar todos, quanto mais melhor".

Salvador Illa, Ministro da Saúde espanhol, disse que a vacinação contra o coronavírus não é obrigatória,mas que a melhor forma de derrotar o vírus é vacinar todos.

Illa frisou que a vacinação deve ser um ato de solidariedade para com nossos entes queridos e nossa cidadania.

A lista não será compartilhada publicamente ou com empregadores. "Não é um documento que se tornará público e será feito com o maior respeito pela proteção de dados das pessoas" o ministro completou "o que será feito é um registro, que será compartilhado com outros países europeus, daquelas pessoas receberam oferta da vacina e simplesmente rejeitaram".

A Espanha iniciou seu programa de imunização contra o coronavírus SARS-CoV-2 no último domingo (27/12) junto com os outros países do bloco da União Européia.

A vacina utilizada é a desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech que recebeu autorização da Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

 

Por Fábio Reis 

* A reprodução é permitida desde que citada a fonte com link para https://pfarma.com.br