teste-diagnostico-rapido-hepatiteO NHS (National Health Service) orgão de saúde do Reino Unido lança projeto que pretende implantar testes rápidos de diagnóstico do vírus da Hepatite em farmácias comerciais.

 

Os testes rápidos têm o objetivo de diagnosticar portadores de Hepatite B e C, doença que pode levar o portador ao câncer de fígado e morte. Estudos do reino unido mostram que duas em cada seis pessoas são portadoras do vírus e não tem consciência.

 

Em 2009 foi realizado um projeto piloto com a participação de 19 farmácias, em cinco diferentes regiões no Reino Unido, com o objetivo de diagnosticar portadores do vírus da Hepatite.

 

No total foram realizados 236 testes que constataram 39 portadores do vírus da hepatite, do qual 35 pessoas com hepatite C e 4 com Hepatite B.

 

Gary Warner responsável pela Regent Pharmacy diz que o serviço ajuda a diagnosticar pessoas que jamais seriam diagnosticadas, uma vez que há uma facilidade, pois basta à pessoa ir a uma farmácia para ser realizado o teste de diagnóstico. Outra importância é que o programa despertar a atenção para da população para o problema das hepatites virais.

 

Charles Gore presidente-executivo do grupo britânico Hepatitis C trust diz que as taxas de mortalidade em decorrência da hepatite estão subindo "É uma tragédia que um número alto de pessoas com hepatite B e C estão morrendo, muitas vezes de câncer de fígado... É uma tragédia, porque eles vivem durantes anos como portadores do vírus sem que recebam nenhum tratamento, e sem serem diagnosticadas. Então, nós precisamos desesperadamente de novas abordagens de diagnósticos para esses pacientes. Este estudo piloto demonstra que se forem feitos diagnósticos em farmácias pode ser tudo o que precisamos."

 

A Royal Pharmaceutical Society está confiante e diz que apenas necessita de fundos para que as farmácias possam oferecer a atenção primária para realização dos testes.

Na ilha de Wight as autoridades ficaram tão satisfeitas com o programa que decidiram expandir e oferecer testes rápidos de diagnósticos de sífilis e HIV nas farmácias

hepatitis_m1878834O problema da hepatite é que ela é assintomática, os vírus são transmitidos pelo sangue e afetam principalmente usuários de drogas intravenosas que compartilham agulhas e quem mantém relações sexuais sem se prevenir. O vírus da Hepatite C também pode ser transmitido através de sangue seco em alicate, tesouras e navalhas, até mesmo compartilhar escova de dente pode ser um perigo se há sangramento das gengivas.

Antes de 1991 algumas pessoas foram infectadas pelo vírus ao receber transfusões sanguíneas, só após 1991 todos os derivados de sangue começaram a ser rastreados.

 

O diagnostico e tratamento precoce pode ajudar no controle do vírus da hepatite, o tratamento controla a doença, mais não elimina o vírus.

 

mapa-da-prevalencia-hepatite-c-2005
Mapa da Prevalência de Hepatite na População - Estudo de 2005

No Brasil um programa como esse seria uma boa opção para população que carece de orientação, atendimento e cujo diagnóstico são de difícil acesso. Claro que após diagnosticada a pessoa deve ser encaminhada a um centro onde poderá refazer o teste por outro método e em caso de positivo receber o tratamento adequado.

Atrelar programas de testes rápidos de diagnósticos como esse aos serviços farmacêuticos é uma idéia que nós do Pfarma apoiamos e vamos lutar para propagar, as farmácias devem ter um papel além de simples vendedoras de medicamentos, devem ter um papel de agentes de saúde e atuar na atenção primária.

 

Artigo por Fábio Reis para Pfarma – http://pfarma.com.br . Com base nos artigos publicados pela NHS.

- Ao copiar citar a fonte