gsk glaxosmithkline

Desde 2015, a farmacêutica, que é líder em saúde respiratória, investiu R$ 45 milhões em  Pesquisa & Desevolvimento e apresenta amplo portfólio de produtos.

 

A GSK está completando 50 anos de inovação na área respirátoria. Fazer com que as pessoas tenham mais qualidade de vida, respirando melhor, tem sido um dos principais própositos da companhia. Líder em saúde respiratória, a GSK possui tecnologia inovadora e é a única do setor que oferece portfólio completo para o tratamento de doenças como Asma, Asma Grave, Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) e Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), também conhecida como Enfisema pulmonar.

Desde 1969, com o lançamento do broncodilatador Aerolin®, a GSK segue investindo fortemente em Pesquisa & Desenvolvimento, além de atuar com foco em excelência científica e técnica em todos os seus processos. Desde então, outros medicamentos somaram-se ao portfólio da empresa, como Flixotide®, Flixonase®, Seretide®, Avamys®  e Volibris®. Nos últimos cinco anos, novos medicamentos foram lançados: Relvar Ellipta® (2014), Anoro Ellipta® (2015), Vanisto® (2016) e Nucala® (2017), o primeiro medicamento biológico para tratamento da asma grave eosinofílica.3  Neste ano, a Anvisa aprovou o uso de Nucala em pacientes pediátricos, com idade a partir de seis anos.

Desde 2015, foram investidos aproximadamente R$ 45 milhões em Pesquisa & Desenvolvimento, com a realização de 59 estudos, englobando 13 mil pacientes, em 161 centros de pesquisa ao redor do país. Na área respiratória, os estudos concentram-se em dez estados brasileiros, visando a melhoria contínua da qualidade de vida dos pacientes e os avanços na área da Saúde.  

Atualmente, o Brasil possui cerca de 20 milhões de asmáticos4 e seis milhões de pessoas acometidas por DPOC2. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a DPOC será a terceira maior causa de morte no mundo até 20305. Neste sentido, a GSK reforça seu compromisso de continuar desenvolvendo medicamentos que ajudem a transformar a vida das pessoas que vivem com doenças respiratórias. A cada segundo, 60 doses de medicamentos da empresa são distribuídos no país para serem utilizados no controle dessas doenças.3

Atestando sua liderança na área repiratória, a companhia foi eleita, pelo segundo ano consecutivo, a farmacêutica mais inovadora, confiável e recomendada* por pneumologistas, otorrinolaringologistas e pediatras, de acordo com a Pesquisa Nacional de Performance Farmacêutica 2019 (Sindusfarma/Ipsos). 6

GSK – Somos uma empresa global de saúde com foco em ciência e com um propósito especial de ajudar as pessoas a fazer mais, sentir-se melhor e viver mais. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Nosso objetivo é ser uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

*A pesquisa compara os laboratórios farmacêuticos mais lembrados pelos médicos entrevistados em 16 diferentes especialidades.

 

Referências bibliográficas:

  1. GSK. Meet the Respiratory Management. 2016. Disponível em: <https://www.gsk.com/media/2653/meet-the-respiratory-management-transcript.pdf>. Acesso em: 03 mai. 2019.
  2. SBPT. GOLD COPD lança diretrizes 2019 de manejo da DPOC. 2019. Disponível em: <https://sbpt.org.br/portal/gold-copd-dpoc-2019/>. Acesso em: 27 set. 2019.
  3. GSK. GSK lança dois novos medicamentos para doenças respiratórias no Brasil em 2017. 2017. Disponível em: <https://br.gsk.com/pt-br/sala-de-imprensa/press-releases/2017/gsk-lan%C3%A7a-dois-novos-medicamentos-para-doen%C3%A7as-respirat%C3%B3rias-no-brasil-em-2017/>. Acesso em: 27 set. 2019.
  4. SBPT. Asma. 2019. Disponível em: <https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/./>. Acesso em: 27 set. 2019
  5. WHO. Chronic Obstructive Pulmonary Disease. 2017. Disponível em: <https://www.who.int/respiratory/copd/en/>. Acesso em: 27 set. 2019
  6. Ipsos-Sindusfarma. 3ª Pesquisa Performance Farmacêutica. Disponível em: <https://www.ipsos.com/pt-br/3a-pesquisa-performance-farmaceutica-ipsos-sindusfarma>. Acesso em: 08 out. 2019

 

Fonte: Comunicação GSK