prati donaduzzi producao medicamento

A Prati-Donaduzzi, maior produtora de doses de medicamentos genéricos do Brasil comemora 26 anos.  

 

Mantendo seu crescimento acelerado, a farmacêutica com sede em Toledo (PR), lançou este ano 58 apresentações de medicamentos, totalizando em seu portfólio 365 opções de tratamentos.

A companhia tem investido no aperfeiçoamento dos processos, sobretudo em pesquisa, inovação e aquisição de novos equipamentos.

Em 2020, a Prati dará um novo salto na sua história. A indústria que começou sua trajetória de forma simples, adotará uma nova estratégia de mercado e a partir de janeiro também passa a atuar na área de prescrição médica.

A empresa terá um portfólio de medicamentos de marca, principalmente ligados ao Sistema Nervoso Central (SNC), indicados para tratar doenças como parkinson, alzheimer, epilepsia e epilepsia refratária, ansiedade, depressão e demência.

De acordo com Eder Fernando Maffissoni, diretor-presidente da Prati-Donaduzzi, essa nova etapa demonstra o amadurecimento da empresa e a preocupação com a saúde dos brasileiros.  “Com a entrada na área de prescrição médica, a Prati estará presente em todos os setores do mercado farmacêutico. Nas unidades públicas de saúde, nas mais de 55 mil farmácias brasileiras e agora, em sua terceira etapa, junto aos médicos”, explica. 

 

Propagandistas

Para iniciar esta nova fase, a empresa está montando uma equipe de propagandistas para visitar os médicos especialistas nas doenças do Sistema Nervoso Central, em todo o Brasil. “Com essa estratégia de atuação, a Prati ocupará uma posição de relevância frente a indústria farmacêutica nacional. Atuará no fortalecimento do nome da empresa junto a classe médica”, explica o diretor de Prescrição Médica da Prati-Donaduzzi, Edilson Bianqui.  

 

Outros projetos

A farmacêutica está prospectando com o objetivo de abrir uma unidade de negócios fora do Brasil, nos Estados Unidos ou Canadá. Em outubro deste ano, os executivos do Grupo Prati-Donaduzzi visitaram parques tecnológicos, universidades e incubadoras de Miami, Tampa, Gainesville e Orlando nos Estados Unidos e, Montreal, no Canadá.

“Fomos à procura de um bom lugar para nos instalar. Queremos estar presentes em um ecossistema de inovação. O objetivo é licenciar e desenvolver produtos inovadores a serem comercializados pela Prati-Donaduzzi no Brasil e exterior”, disse Maffissoni.

Pela primeira vez em sua história, a empresa também participou da edição da CPhI Worldwide – 2019. Considerada a maior exposição farmacêutica do planeta, a feira aconteceu em novembro, em Frankfurt, na Alemanha. Na ocasião, a Prati apresentou o insumo farmacêutico ativo, o canabidiol sintético. 

 

Expansão à vista

A empresa também cogita a construção de uma nova unidade fabril. A Agência de Desenvolvimento Econômico do Pernambuco (AD Diper) ofereceu à Prati-Donaduzzi, um pacote de benefícios para construção da nova unidade fabril no estado pernambucano. O Governo do Ceará também cogitou a possibilidade de a empresa construir a fábrica no estado.

Recentemente, o município de São José dos Campos (SP) se apresentou como um local estratégico para abrigar uma nova fábrica da Prati-Donaduzzi. O convite para levar uma filial da indústria paranaense para o estado de São Paulo foi feito pelo secretário de Gestão Administrativa e Finanças de São José dos Campos, José de Mello Correa, em visita à fábrica em Toledo, no Oeste do Paraná. 

 

SOBRE A PRATI-DONADUZZI

A Prati-Donaduzzi, indústria farmacêutica 100% nacional, é especializada no desenvolvimento e produção de medicamentos genéricos. Com sede em Toledo, oeste do Paraná, produz, aproximadamente 11,5 bilhões de doses terapêuticas por ano e gera aproximadamente 4,3 mil empregos. É considerada a maior produtora de medicamentos genéricos do Brasil* e pretende incrementar em 15% seu faturamento e capacidade produtiva em 2019.