ems farmaceutica

Farmacêutica conquista mercado com sua versão da rivaroxabana, reduzindo preços ao consumidor e ampliando acesso à população a importante tratamento de saúde

 

 

Com o lançamento do primeiro genérico da molécula rivaroxabana pela EMS, em maio deste ano, os preços do medicamento – o anticoagulante mais prescrito por cardiologistas no Brasil, indicado para prevenção de AVC, trombose e embolia - caíram 42% e ampliaram o acesso da população ao tratamento de saúde. Os dados da consultoria IQVIA/FMB revelam que, há seis meses, uma caixa com 30 comprimidos de 10mg do referência custava cerca de R$ 259,31. Atualmente, a versão genérica do produto é comercializada pelo valor médio de R$ 149,39.

A queda nos preços já é reflexo da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou o parágrafo único do artigo 40 da Lei de Patentes – que previa a prorrogação automática dos prazos de patentes no país para produtos farmacêuticos –, permitindo a outros players da indústria farmacêutica a reprodução e comercialização da molécula. “Nossos estudos tiveram início em 2016 e, quando foi liberada a patente, agimos rapidamente para lançar este medicamento, que é de extrema importância para a população. Com maior quantidade e mais opções deste produto nas farmácias, um número maior de pessoas já vem tendo acesso a uma alternativa mais acessível de tratamento, o que é ainda mais importante em um momento de crise econômica como o que temos vivido”, explica Roberto Amazonas, diretor médico-científico da EMS.

De acordo com a IQVIA, o volume de caixas de rivaroxabana demandado no mercado cresceu 54% em 2021 – saltando de 2,97 milhões de unidades entre janeiro e setembro de 2020 para 4,58 milhões de unidades no mesmo período deste ano. A EMS foi responsável por aproximadamente meio milhão deste total. No mês de setembro, a empresa alcançou 29% de participação no segmento.

Em agosto, a EMS conseguiu registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para fabricação e comercialização de uma marca própria de rivaroxabana, o Vynaxa, que também já está sendo vendido pioneiramente sob o modelo de prescrição médica e hospitalar. Assim como o genérico, o Vynaxa pode ser encontrado nas versões de 10mg (caixa com 10 e 30 comprimidos), 15mg ou 20mg (14 e 28 comprimidos). 

A rivaroxabana é um anticoagulante que tem aplicações em especialidades médicas como cardiologia, geriatria, ortopedia, pneumologia, neurologia e angiologia. É recomendada, entre outras finalidades, para o tratamento da fibrilação atrial e da trombose venosa profunda.