cabergolina farmanguinhos

Farmanguinhos está apto a produzir mais um medicamento de PDP: trata-se da cabergolina, utilizada para o tratamento da hiperprolactinemia e disfunções na produção do leite

 

 Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz) concluiu uma importante etapa de mais uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP) e protocolou, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sua inclusão como local de fabricação da cabergolina. Após finalizar todo o processo de transferência de tecnologia, a unidade comprovou que está apta a produzir este importante medicamento, essencial para o tratamento de enfermidades relacionadas às disfunções na produção de prolactina, pela glândula pituitária ou hipófise, causadora de sintomas, tais como: ausência ou alterações na menstruação ou ovulação, produção de leite fora do período de gestação e lactação ou ainda para tratamento de tumores benignos da glândula.

A cabergolina é fruto de uma PDP na qual o laboratório privado Cristália transferiu a tecnologia para Farmanguinhos. Agora, com todo o processo concluído, o Instituto possui três lotes-piloto totalmente produzidos e embalados, prontos para serem distribuídos para a população brasileira.

Em reuniões com representantes do Ministério, Farmanguinhos apresentou evidências do trabalho realizado e da importância do medicamento para garantir o abastecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), gerar economia aos cofres públicos e, consequentemente, ampliar o acesso de mais pessoas ao tratamento.

O diretor Jorge Mendonça destaca mais essa conquista e a missão de fortalecer a indústria farmoquímica brasileira. “A inclusão de Farmanguinhos como local de fabricação reitera o comprometimento da unidade, que cumpriu o objetivo integral da parceria, isto é, absorveu todo o processo fabril em suas instalações. Outro ponto a destacar é a garantia da nacionalização dos Insumos Farmacêuticos Ativos (IFA) utilizados na fabricação deste medicamento, o que diminui a dependência por produtos importados. Desta forma, Farmanguinhos contribui para a sustentabilidade ao SUS”, ressalta o diretor.

 

Por: Viviane Oliveira (Farmanguinhos/Fiocruz)