radiofarmacos

 

 Uma Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP está disponível para o projeto “Capacitação científica, tecnológica e em infraestrutura em radiofármacos, radiações e empreendedorismo a serviço da saúde (PDIp)”. O prazo de inscrição se encerra no dia 25 de agosto de 2019.

A pesquisa é conduzida no Centro de Química e Meio Ambiente do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, com supervisão de Ademar Benévolo Lugão.

O projeto visa avaliar a atividade citotóxica e genotóxica de novos candidatos a radiofármacos e aprimorar, via computação de alto desempenho, os sistemas de detecção de radiação e os processos associados à radioterapia, à medicina nuclear e ao radiodiagnóstico.

É recomendável que o candidato tenha doutorado em engenharia química, materiais, biomédica, bioengenharia, tecnologia nuclear ou áreas afins. Deverá demonstrar experiência acadêmica no exterior por meio de estágios-sanduíche ou pesquisa colaborativa por pelo menos seis meses.

São desejáveis conhecimentos em: preparo de géis e hidrogéis por diferentes metodologias, incluindo o uso de radiação; metodologias de caracterização química e física de biomateriais, tais como ensaios de porosidade, análises térmicas, FTIR, intumescimento e ensaios mecânicos; métodos de encapsulamento e liberação de ativos; aplicação de biomateriais gelificados em modelos in vitro e in vivo, preparo de soluções e boas práticas de laboratório. Também é desejável alguma familiaridade com a manutenção e avaliação do crescimento de células procariontes e eucariontes.

As inscrições podem ser feitas enviando e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Mais informações sobre a vaga em: www.fapesp.br/oportunidades/3068.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 15% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP estão disponíveis em www.fapesp.br/bolsas/pd.

 

Fonte: Agência FAPESP