diarreira dor barriga coronavirus 

 

Os pacientes da doença do novo coronavírus (COVID-19) com diarreia têm maior probabilidade de seus quadros se agravarem do que aqueles que não apresentam o sintoma, de acordo com uma pesquisa publicada recentemente na revista Lancet Gastroenterology and Hepatology.

Os pesquisadores do Sexto Hospital Afiliado da Universidade Sun Yat-sen e do Instituto de Pesquisa em Gastroenterologia examinaram os sintomas intestinais dos pacientes com COVID-19 de vários centros médicos na China.

Eles coletaram e analisaram dados de 232 pacientes que testaram positivo para a COVID-19 internados em 14 hospitais nas Províncias de Guangdong, Hubei e Jiangxi de 19 de janeiro a 6 de março. Dois pacientes com doenças digestivas pré-existentes foram excluídos da análise.

No início da doença, os sintomas mais comuns foram febre, tosse e produção de catarro. Diarreia foi observada em 49 pacientes, ou 21% dos examinados. Segundo o estudo, eles eram mais velhos e mais propensos a ter comorbidades do que aqueles sem o sintoma.

Os pesquisadores também descobriram que mais pacientes com diarreia apresentaram sintomas graves de pneumonia do que aqueles sem.

Embora não houvesse correlação entre diarreia e suplementação de oxigênio, uma maior proporção de pacientes com diarreia necessitou de suporte respiratório e admissão em terapia intensiva, afirmou o artigo.

Não foi observada correlação entre diarreia e uso de medicamentos antivirais ou antibióticos.

A análise não cobriu os dados sobre a prevalência de COVID-19 assintomática.

Os pesquisadores também apontaram que medicamentos como antivirais, lopinavir e ritonavir são conhecidos por causar diarreia.

 

Por Xinhua News