japao vacina coronavirus

 

Grandes empresas farmacêuticas, startups e institutos de pesquisa, inclusive universidades, têm trabalhado no desenvolvimento de vacinas contra o novo coronavírus no Japão.

O governo decidiu na semana passada apoiar com subsídios no valor total de 67 milhões de dólares quatro estudos liderados por empresas e cinco de centros de pesquisa para desenvolver uma vacina. Testes clínicos devem começar ainda mesmo em meados deste ano.

Vacinas são feitas com o uso de versões inativas ou enfraquecidas do vírus, que é cultivado com o uso ovos de galinha e células animais. A produção em escala industrial leva normalmente um ano ou mais devido à necessidade de repetidos testes em instituições com equipamentos de alto padrão de segurança.

Mas pesquisadores têm adotado novas tecnologias para encurtar o processo no caso do coronavírus. Eles consideram utilizar partes do gene do vírus ou proteínas conhecidas como antígenos produzidas artificialmente para desenvolver a vacina.

 

* com informações da NHK