oms 

 

O Comitê de Emergência para COVID-19, convocado pelo Diretor-Geral da OMS, expressou “agradecimento pelos esforços de resposta à pandemia de COVID-19 da OMS e dos parceiros, e destacou a longa duração prevista desta pandemia de COVID-19, observando a importância da comunidade sustentada, nacional, regional, e esforços de resposta global. ”

Depois de uma discussão completa e revisão das evidências, o Comitê concordou unanimemente que o surto ainda constitui uma emergência de saúde pública de interesse internacional (PHEIC) e ofereceu este conselho ao Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da OMS.

O Dr. Tedros aceitou o conselho do Comitê e confirmou que o surto de COVID-19 continua a constituir uma PHEIC que é o nível mais alto de alerta da OMS.

" A pandemia é uma crise de saúde que ocorre uma vez em um século, cujos efeitos serão sentidos nas próximas décadas", disse o Dr. Tedros ao Comitê em seu discurso de abertura na sexta-feira. "Muitos países que acreditavam ter passado do pior agora estão lutando com novos surtos. Alguns que foram menos afetados nas primeiras semanas estão vendo agora um número crescente de casos e mortes. E alguns que tiveram grandes surtos os colocaram sob controle. "

O Comitê fez uma série de recomendações à OMS e aos Estados Partes. Aconselhou a OMS a continuar a mobilizar organizações multilaterais globais e regionais e parceiros para a preparação e resposta do COVID-19, para apoiar os Estados Membros na manutenção dos serviços de saúde, ao mesmo tempo em que acelera a pesquisa e eventual acesso a diagnósticos, terapêuticas e vacinas.

Aconselhou os países a apoiarem esses esforços de pesquisa, inclusive por meio de financiamento, e a se unirem em esforços para permitir a alocação equitativa de diagnósticos, terapêuticas e vacinas, envolvendo-se no Acelerador de Acesso às Ferramentas COVID-19 (ACT), entre outras iniciativas.

O comitê também aconselhou os países a fortalecer a vigilância em saúde pública para identificação de casos e rastreamento de contatos, inclusive em ambientes de poucos recursos, vulneráveis ​​ou de alto risco, e a manter serviços essenciais de saúde com financiamento, suprimentos e recursos humanos suficientes.

Os países foram aconselhados a implementar medidas proporcionais e aconselhamento sobre viagens, com base em avaliações de risco, e a revisar essas medidas regularmente.

O pronunciamento do Comitê, com maiores detalhes da reunião e suas recomendações, está disponível no vídeo da reunião do dia 1 de agosto de 2020 junto com outras Coletivas de imprensa da OMS sobre o coronavírus em português em https://pfarma.com.br/oms-coronavirus.html

 

Com informações da OMS.