coronavirus microscopia 

 

Quem responde é Sakamoto Fumie, do Hospital Internacional São Lucas, especialista em medidas anti-infecção. Sakamoto afirma que não é necessário se preocupar sobre contágio em piscinas ou casas de banho. Segundo ela, mesmo que a água esteja contaminada com o vírus, a carga viral estaria altamente diluída. Sakamoto afirma que nadar em uma piscina ou frequentar casas de banho não representam muito risco.

Ela ressalta, no entanto, que existe risco de contágio ao tocar objetos e superfícies em vestiários, onde muitas pessoas encostam. Ela aconselha a não tocar o rosto, nariz, olhos e boca a não ser que tenha lavado bem as mãos.

 

Estas informações podem ser confirmadas no site do serviço em português da NHK World-Japan na internet ou na página oficial da NHK no Facebook.