preparo alimento 

 

Quem responde é Sakamoto Fumie, do Hospital Internacional São Lucas, especialista em medidas anti-infecção. Ela afirma que as chances são pequenas, com o que se sabe até agora, de que a pessoa possa vir a se infectar com o vírus por meio dos alimentos.

Pesquisadores cogitaram a hipótese de que pessoas foram infectadas pelo coronavírus em um mercado na China, por intermédio de animais vivos vendidos no local. Sakamoto afirma, no entanto, que isso não significa que as pessoas teriam se infectado ao comer a comida que compraram naquele mercado.

Ela garante que não é necessário se preocupar em excesso, desde que realizemos o consumo de alimentos vendidos em supermercados seguindo noções adequadas de higiene. Segundo a especialista, é suficiente lavá-los e consumi-los como geralmente fazemos.

Estas informações podem ser confirmadas no site e nas redes sociais da NHK World Japan.