japao anticorpos coronavirus

 

 

Pesquisadores japoneses afirmaram ter descoberto em um estudo que 98% das pessoas que foram infectadas pelo coronavírus apresentavam anticorpos por pelo menos seis meses. Segundo os pesquisadores, isso mostra que tais pessoas são menos suscetíveis a serem infectadas novamente durante esse período.

A Universidade da Cidade de Yokohama, em conjunto com outras instituições, conduziu o estudo para verificar a percentagem de pessoas que possuíam anticorpos neutralizantes. Acredita-se que esses anticorpos são capazes de enfraquecer atividades virais e prevenir outras infecções.

O estudo foi conduzido com 376 pessoas, na faixa etária dos 20 aos 70 anos, que foram infectadas pelo vírus entre os meses de fevereiro e maio, e se recuperaram posteriormente.

Os pesquisadores analisaram amostras de sangue retiradas seis meses após as pessoas terem sido infectadas. Eles descobriram que 97% das pessoas que eram assintomáticas ou desenvolveram sintomas leves possuíam anticorpos neutralizantes em seus sistemas. A taxa foi de 100% para aqueles que tiveram sintomas moderados ou graves. De acordo com os pesquisadores, isso significa que anticorpos neutralizantes duram em 98% dos pacientes de coronavírus que se recuperaram.

Os pesquisadores planejam conduzir um estudo de acompanhamento para verificar a taxa de anticorpos mantidos depois de outros seis meses.

 

Com informações da emissora pública do Japão NHK