vacina coronavirus reino unido

Reino Unido anuncia que pretende iniciar rapidamente a imunização, após a agência reguladora do Reino Unido (MHRA) autorizar o uso da vacina BNT162b2 de mRNA COVID-19 contra o coronavírus.

 

 

O Reino Unido anunciou que pretende iniciar a imunização da população com a vacina contra COVID-19 desenvolvida pela gigante farmacêutica americana Pfizer e  a biofarmacêutica alemã BioNTech. Na quarta-feira, o governo britânico anunciou que a MHRA confirmou a segurança e eficácia da vacina e autorizou o seu uso emergencial.

O secretário de Saúde Matt Hancock revelou que o Reino Unido vai receber o primeiro lote de 800 mil doses da vacina e que a população passará a ser imunizada já na próxima semana. Em entrevista Hancock se voluntariou para receber a vacina da Covid-19 para estimular a aceitação e confiança na vacina.

Porém, vacinações em massa devem ocorrer somente em 2021, com prioridade dada a residentes e trabalhadores de lares para idosos, pessoas com 80 anos ou mais, entre outros grupos prioritários.

Como a vacina foi desenvolvida por meio de nova tecnologia (mRNA), as autoridades britânicas vão realizar monitoramente contínuo de dados de segurança e eficácia. Há desafios pela frente, já que a vacina precisa ser armazenada e transportada em temperatura extremamente baixa, entre 60 e 80 ºC negativos. Testes de controles de qualidade das vacinas ocorrerão assim que elas chegarem ao Reino Unido.

 

Por Fábio Reis 

* A reprodução é permitida desde que citada a fonte com link para https://pfarma.com.br