possibilidade contaminacao covid19 japao

 

O ministro da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia do Japão, Hagiuda Koichi, afirmou que o risco de infecções pelo coronavírus SARS-CoV-2 no Estádio Nacional pode ser reduzido a quase zero, dependendo das condições, mesmo que dez em 10 mil espectadores sejam contaminados.

Na terça-feira, após uma reunião do Gabinete, Hagiuda revelou à imprensa os resultados de cálculos efetuados com o supercomputador japonês Fugaku. O modelo teve como base o pressuposto de que 10 mil espectadores tiveram permissão para ocupar o estádio, com dez deles tendo sido contaminados, mas com todos trajando máscaras de proteção e sentados distantes uns dos outros.

Os resultados mostram que, caso o vento estivesse soprando por de trás dos assentos dos espectadores, o risco de infecção era de quase zero. Caso o vento estivesse se aproximando a partir da frente, menos de uma pessoa tinha a possibilidade de se infectar.

O ministro declarou que isso prova cientificamente que a disseminação de infecções pode ser contida no que diz respeito ao Estádio Nacional. Ele deu a entender que planeja compartilhar os resultados com o comitê organizador dos Jogos de Tóquio para que o evento possa ser realizado com segurança e uma sensação de tranquilidade.

As declarações de Hagiuda Koichi ocorrem em meio ao contínuo aumento na contagem diária de novas infecções na capital japonesa. Algumas pessoas dentro do governo japonês e dos partidos situacionistas têm dito que discussões devem ocorrer a respeito da realização da Olimpíada sem espectadores.

 

* Com informações da Agência de Notícias Japonesa NHK