campanha vacina influenza 

Vacinação por farmacêuticos em MS fará parte de mostra e livro do CONASS

 

 

Mais de 80 farmacêuticos participaram da vacinação contra a gripe influenza no Mato Grosso do Sul. O trabalho começou em março de 2020 e ganhou destaque na última semana. No dia 15 de outubro, o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (CONASS) divulgou o resultado final das experiências selecionadas para a “Mostra nacional de gestão do trabalho e educação na saúde em tempos de pandemia: experiências dos trabalhadores do SUS no enfrentamento da Covid-19”. O trabalho realizado por farmacêuticos em 66 farmácias e drogarias de Campo Grande, executado de forma descentralizada da campanha nacional de vacinação contra influenza, durante a pandemia da Covid-19, concorreu no eixo temático “Planejamento da força de trabalho em saúde no enfrentamento à pandemia”.

Agora, além de ser apresentada na mostra, por meio de comunicação oral, a experiência dos farmacêuticos vacinadores será publicada em livro organizado pelo CONASS. O objetivo da mostra é identificar, reconhecer, valorizar, incentivar e publicar as experiências em gestão do trabalho e educação na saúde no âmbito do SUS, implementadas pelas secretarias de saúde dos estados e do Distrito Federal, para enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Em reunião com o secretário municipal de saúde de Campo Grande, José Mauro, a conselheira federal de Farmácia pelo Mato Grosso do Sul, Márcia Saldanha, anunciou a conquista com entusiasmo: “é com muita alegria que eu divido com todos vocês, colegas farmacêuticos, o resultado que nós tivemos no último dia 15, da Mostra Nacional do CONASS, em relação aos trabalhos executados durante a pandemia da covid 19 e o único trabalho aqui de Mato Grosso do Sul selecionado para comunicação oral foi a execução descentralizada da vacinação da influência nas farmácias e drogarias de Campo Grande”.

José Mauro parabenizou o Conselho Federal de Farmácia e o regional de Mato Grosso do Sul. “Os farmacêuticos e as farmácias e drogarias de Campo Grande estiveram juntos ao serviço público, da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande (SESAU), nas testagens, no acolhimento de pacientes e, também, no projeto de descentralização das vacinas contra a influenza durante toda a pandemia. Foram mais de 26 mil doses de vacinas aplicadas e isso permitiu que tivéssemos mais agilidade na vacinação dos idosos, descentralizando esse serviço para evitar aglomerações em nossas unidades de saúde, diminuindo contágios”.

Márcia lembra que para viabilização do projeto, foram realizadas inúmeras reuniões entre o prefeito, a equipe da SESAU, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e representantes das farmácias e drogarias de Campo Grande. Mais de 80 farmacêuticos vacinadores receberam treinamento da equipe de imunização da SESAU. Ao todo, foram aplicadas 26.988 doses da vacina contra Influenza, em idosos, trabalhadores da saúde, profissionais de segurança, professores e gestantes, nas 66 farmácias que se credenciaram para participar da campanha.

 

 

Fonte: Comunicação do CFF
Autor: Murilo Caldas