Boehringer Ingelheim Logo

Números são 4,6% maiores do que os apresentados no mesmo período de 2018; Produtos de saúde humana contribuíram para o crescimento robusto

 

A Boehringer Ingelheim, uma das 20 principais companhias farmacêuticas do mundo, encerrou o primeiro semestre de 2019 com resultados positivos nas vendas líquidas totais, atingindo 9,3 bilhões de euros, 4,6% a mais do que o registrado no mesmo período de 2018, quando as vendas chegaram a 8,6 bilhões de euros. O destaque da companhia é o avanço em Pesquisa & Desenvolvimento de medicamentos e novas abordagens e terapias, principalmente para doenças que, até o momento, não têm opções de tratamento satisfatórias. Atualmente, a companhia trabalha em cerca de 90 projetos de desenvolvimento de produtos farmacêuticos para saúde humana, dos quais 71% têm potencial terapêutico inovador e 63% apresentam potencial para ser a primeira substância em uma nova classe terapêutica. Os investimentos em P&D continuam altos e em torno dos mesmos níveis de 2018.

"Para nós, é essencial contribuir significativamente para melhorar a saúde dos seres humanos e animais. Em 2019, voltamos a investir em todas as divisões e assim será continuamente", explicou Hubertus von Baumbach, presidente do Conselho de Administração da Boehringer Ingelheim.

A pesquisa continua sendo uma prioridade na companhia que, entre outras coisas, se concentra na empagliflozina, princípio ativo de JARDIANCE®, medicamento para diabetes tipo 2. A Boehringer Ingelheim examina o efeito da substância nos sintomas de insuficiência cardíaca em pessoas com insuficiência cardíaca crônica com e sem diabetes tipo 2. Nessa indicação, a Food and Drug Administration (FDA), dos Estados Unidos, concedeu a designação 'Fast Track'. Além disso, o impacto da empagliflozina nas doenças cardíacas e renais em pacientes com doença renal crônica com e sem diabetes tipo 2 é o assunto de outro estudo.

A Boehringer Ingelheim também submeteu um pedido de aprovação ao FDA e à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para uma nova indicação do medicamento OFEV® (nintedanibe), que é aprovado para o tratamento da Fibrose Pulmonar Idiopática e deve ser usado futuramente para tratar doenças pulmonares intersticiais em pacientes com esclerose sistêmica. Esta é uma doença rara para a qual não existe nenhuma opção de tratamento aprovada até o momento. Para o quarto trimestre, a empresa espera os resultados de estudos dedicados a outras doenças pulmonares intersticiais fibróticas progressivas. A Boehringer Ingelheim também investiu no desenvolvimento do RESPIMAT® reutilizável, que está no mercado alemão desde abril e seguirá para outros países europeus no decorrer do ano.

Em saúde animal, com o ARTI-CELL® Forte, a Boehringer Ingelheim introduziu o primeiro produto baseado em células-tronco na Europa. O ARTI-CELL® Forte é utilizado no tratamento da claudicação em cavalos.

 

Parcerias externas fortalecem a inovação

Parcerias e alianças para fortalecer ainda mais o pipeline de pesquisa continuam sendo um elemento-chave da estratégia corporativa. Recentemente, a Boehringer Ingelheim iniciou cooperação com a empresa farmacêutica sul-coreana Yuhan Corporation, para tratar a esteato-hepatite não alcoólica (NASH). O acordo de colaboração e licenciamento se concentra no tratamento direcionado para as três principais causas da doença: esteatose, inflamação e fibrose.

Em meados de julho, anunciou a aquisição de todas as ações da empresa suíça de biotecnologia AMAL Therapeutics, que se concentra na imunoterapia do câncer e está desenvolvendo vacinas terapêuticas inovadoras contra a doença. A principal vacina, a ATP128, está sendo desenvolvida atualmente para tratar carcinomas colorretais em estágio IV (câncer de cólon). A aquisição é um passo importante para reforçar a posição de liderança da Boehringer Ingelheim na pesquisa de terapias imunológicas oncológicas inovadoras.

 

Numerosos projetos digitais para saúde

A Boehringer Ingelheim também continua investindo na digitalização do setor de saúde. As tecnologias digitais abrem novas oportunidades e melhoram o tratamento, a prevenção e a detecção precoce de doenças. Uma equipe internacional de neurocientistas e especialistas em TI da Boehringer Ingelheim está trabalhando em projetos para auxiliar no cálculo do risco individual de esquizofrenia ou doença de Alzheimer em um aplicativo que usa reconhecimento de voz. Outro projeto que está sendo testado atualmente é o SoundTalks, um sistema de monitoramento de áudio para a detecção precoce de doenças respiratórias em suínos.

 

Outros resultados

O principal impulsionador do crescimento em saúde humana é o portfólio de medicamentos para diabetes tipo 2. As vendas líquidas geradas por JARDIANCE® aumentaram em 44,8%, chegando a aproximadamente 1 bilhão de euros. A Boehringer Ingelheim comercializa seus medicamentos para diabetes junto com a Lilly. No portfólio de medicamentos respiratórios, as vendas líquidas de OFEV®, para o tratamento da fibrose pulmonar idiopática, aumentaram 21,6%, atingindo 677 milhões de euros.

As vendas líquidas na área de negócios de saúde animal caíram ligeiramente (1,7%) devido ao surto de peste suína africana na Ásia. O medicamento antiparasitário NEXGARD®, que representa 13,8% da área, foi o mais vendido e chegou a 395 milhões de euros. As vendas líquidas da vacina suína INGELVAC CIRCOFLEX® diminuíram 23,3%, atingindo 117 milhões de euros.

No geral, a Boehringer Ingelheim continua esperando um ligeiro crescimento nas vendas líquidas em uma base comparável para o exercício financeiro atual. "Estamos satisfeitos com nosso resultado de meio ano. A companhia está crescendo organicamente de maneira sustentável e estável", disse von Baumbach.

 

FONTE: Boehringer Ingelheim