eppendorf

 

Com o objetivo não apenas de otimizar seu sistema de gestão ambiental mas também aperfeiçoá-lo a longo prazo, a Eppendorf, empresa alemã de biotecnologia com foco em Life Science, está apostando em negócios sustentáveis para cada estágio do ciclo de vida de seus produtos. No Brasil, a empresa desenvolve ação de distribuição aos clientes, de sementes em tubos cônicos que podem ser reutilizados para a plantação de novas mudas. Entre as espécies de árvores estão a paineira, a canafístula e o mutambo.

"Fazemos da sustentabilidade nosso guia para a tomada de decisões. Os funcionários da Eppendorf são a base de todo o sistema de gestão. Portanto, a consciência ambiental é promovida continuamente por meio de informação, treinamento, educação continuada, integração e liderança. Além disso, cada membro da gestão tem a tarefa de introduzir e fortalecer a consciência ambiental em seus departamentos", diz Ana Paula Aukar, CEO da empresa no Brasil.

 

Outras ações da empresa por um planeta mais sustentável

Grandes conquistas com pequenos passos: Esse princípio é adotado e implementado em todos os setores da Eppendorf. Em seu centro de competência para o desenvolvimento e produção de consumíveis em Oldenburg, na Alemanha, por exemplo, uma preocupação particular se destaca. Não é segredo que a produção de itens descartáveis de plástico, fundamentais nos laboratórios, requer o consumo de muita energia e recursos. Por isso, a empresa reforça altos padrões de segurança e qualidade em suas instalações, com o objetivo de garantir a menor carga ambiental possível em todos os processos de fabricação. Entre eles, a instalação de novas caldeiras de condensação a gás para minimizar o consumo de calor, a instalação de motores de ventiladores econômicos e ajustes de frequência no sistema de controle de temperatura para economizar eletricidade.

Menos papel para comunicar: Além de incentivar ativamente os canais digitais, a Eppendorf usa em sua comunicação impressa matérias-primas renováveis. Todo o material publicitário é impresso utilizando um processo neutro em carbono, com a garantia de que o desperdício de papel e as tiragens sejam mínimas. Além disso, todas as embalagens são fabricadas em papel FSC, produzido a partir de fibras recuperadas pós-consumo.

Redução de CO2 nas instalações: No prédio que abriga a sede da empresa em Hamburgo, na Alemanha, foi implementada a utilização da geotérmica existente no local. O espaço conta somente com energia solar gerada pelo sistema no telhado da nova estrutura.

 

Produtos

Centrífugas refrigeradas são um dos principais produtos do portfólio da empresa. A Eppenforf criou um procedimento de reciclagem que é ecológica e economicamente sustentável: os resíduos de alumínio são coletados e comprimidos em briquetes em alta pressão em uma prensa hidráulica. A compressão libera a maior parte do lubrificante de resfriamento, que pode ser coletado para reutilização conforme necessário. Pode parecer uma pequena ação no processo de produção de equipamentos, mas importante o suficiente para otimizar o suprimento de energia. Com esse sistema, é possível economizar cerca de 50% de eletricidade.

Em 2007, os ultrafreezers da Eppendorf foram os primeiros freezers sem hidrocarbonetos a serem oferecidos no mercado. Através da adoção de refrigeramentos ecológicos, a empresa foi capaz de reduzir o consumo de energia destes dispositivos em até 10%. A medida gera economia de custos para o usuário por meio de um menor consumo de energia.

 

Sobre a Eppendorf

Fundada em 1945, em Hamburgo, a Eppendorf possui fábricas nos Estados Unidos e Europa. Conta ainda com mais de 26 subsidiárias em diferentes países. Seu escritório no Brasil opera há 20 anos, atendendo aos mercados brasileiro e latino-americano. A empresa também é pioneira no desenvolvimento e comercialização de instrumentos, desde a década de 1960, com o lançamento da primeira centrífuga com sistema de medição em microlitros no mercado, incluindo microecentrífugas, microtubos, entre outros produtos, revolucionando a investigação em biociência em todo o mundo.