rinvoq upadacitinibe abbvie

- Parecer positivo foi concedido com base em três estudos principais de Fase 3 globais, que avaliaram a segurança e eficácia de upadacitinibe (15 mg ou 30 mg, uma vez ao dia), administrado com ou sem corticosteroides tópicos, em adultos e adolescentes com dermatite atópica moderada a grave 1, 2
- Se aprovado, esta será a quarta indicação para upadacitinibe na União Europeia3. No Brasil, upadacitinibe está aprovado para pacientes adultos com artrite reumatoide4
- A decisão da Comissão Europeia está prevista para o terceiro trimestre de 2021
- O uso de upadacitinibe em dermatite atópica ainda não está aprovado pela autoridade regulatória no Brasil

 

 

AbbVie anunciou (25 de junho) que o Comitê de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) concedeu parecer positivo para a aprovação de upadacitinibe, um inibidor de JAK1 oral, seletivo e reversível para o uso em adultos (15 mg ou 30 mg, uma vez ao dia) e adolescentes com 12 anos ou mais (15 mg, uma vez ao dia) com dermatite atópica moderada a grave que são candidatos à terapia sistêmica. Upadacitinibe está sendo estudado em várias doenças inflamatórias imunomediadas.5-11 

O parecer positivo do CHMP foi fundamentado por dados do programa global de Fase 3, que avaliou mais de 2.500 pacientes com dermatite atópica moderada a grave em três estudos principais de Fase 3 globais: Measure Up 1, Measure Up 2 e AD Up1,2. Nos três estudos, ambas as doses de upadacitinibe alcançaram todos os desfechos primários e secundários, demonstrando melhora rápida e significativa das lesões na pele e redução na coceira, em comparação ao placebo, na semana 16 e em outros períodos de tempo fixados para o estudo (p <0,001)1,2. Os eventos adversos mais comumente relatados em pacientes tratados com upadacitinibe foram acne, nasofaringite e infecções do trato respiratório superior1,2.

"Este marco é um passo importante em nossa jornada para aprimorar o cuidado com as  pessoas que vivem com dermatite atópica", disse o médico Michael Severino, presidente da AbbVie. "Apesar dos tratamentos disponíveis, muitas pessoas com formas moderadas a graves desta doença continuam a experimentar um ciclo implacável e pesado de sintomas na pele e de coceira. Estamos encorajados pelo CHMP ter reconhecido o potencial de upadacitinibe como uma opção de tratamento adicional para esses pacientes".

O parecer positivo do CHMP é uma recomendação científica para a Comissão Europeia, que autoriza a  comercialização de medicamentos na União Europeia. A autorização de comercialização será válida para todos os estados membros da União Europeia, bem como Islândia, Liechtenstein, Noruega e Irlanda do Norte. Se aprovado, esta será a quarta indicação para upadacitinibe na região e o primeiro inibidor de JAK1 na União Europeia a tratar dermatite atópica moderada a grave em adultos e adolescentes com 12 anos ou mais3.

O uso de upadacitinibe em dermatite atópica ainda não está aprovado pela autoridade regulatória no Brasil.

 

Sobre Dermatite Atópica (DA)

A dermatite atópica é uma condição inflamatória crônica e recorrente, caracterizada por um ciclo intenso de coceira e prurido, levando a fissuras, descamação e secreções na pele12,13. Afeta até cerca de 10% dos adultos e 25% das crianças13,14. Entre 20% e 46% dos adultos com dermatite atópica têm doença moderada a grave15. A gama de sintomas impõe um grande impacto físico, psicológico e econômico para as pessoas  afetadas pela doença13,16

 

Sobre o Programa Global de Estudos de Fase 3 de upadacinibe em Dermatite Atópica

O programa global de Fase 3 avaliou mais de 2.500 pacientes em todo o mundo em três estudos globais principais: Measure Up 1, Measure Up 2 e AD Up1,2 .Os estudos avaliaram a eficácia e segurança de upadacitinibe (15 mg e 30 mg, uma vez ao dia), utilizados com e sem corticosteroides tópicos, em adultos e adolescentes com dermatite atópica moderada a grave, elegíveis para  terapia sistêmica1,2. Os desfechos co-primários em todos os três estudos foram de uma melhora de pelo menos 75 por cento no Índice de Área e Gravidade do eczema/dermatite atópica (EASI 75) e uma Avaliação Global Validada do Investigador para Dermatite Atópica (vIGA-AD) com pontuação 0/1 na semana 161,2. Os desfechos secundários incluíram a redução da coceira definida como ≥4 pontos de melhora na Escala de Classificação Numérica de Pior Prurido (NRS)a partir do início do estudo, na semana 16, e em outros períodos definidos, assim como EASI 90 e EASI 100 na semana 161,2. Mais informações sobre este programa podem ser encontradas em www.clinicaltrials.gov (NCT03569293, NCT03607422, NCT03568318).

 

Sobre upadacitinibe

Descoberto e desenvolvido pelos cientistas da AbbVie, upadacitinibe é um inibidor seletivo e reversível de JAK, que vem sendo estudado em várias doenças inflamatórias imunomediadas1,11.  Em ensaios com células humanas, upadacitinibe inibe as vias de sinalização de JAK1 ou JAK1/3, com seletividade funcional sobre os receptores das citocinas que utilizam vias pareadas de sinalização de JAK 23.  Em  fevereiro de 2020, upadacitinibe recebeu aprovação da ANVISA para tratamento de pacientes adultos com artrite reumatoide moderada a grave com resposta inadequada ou intolerância a  metotrexato4. Upadacitinibe, em qualquer indicação aprovada pela autoridade regulatória, somente pode ser disponibilizado a pacientes mediante avaliação clínica e prescrição médica. Estão em desenvolvimento estudos de Fase 3 com upadacitinibe em dermatite atópica, doença de Crohn, retocolite ulcerativa, arterite de células gigantes e arterite de Takayasu5-11.

 

Referências:

1.     Guttman-Yassky E., et al. Once-daily upadacitinib versus placebo in adolescents and adults with moderate-to-severe atopic dermatitis (Measure Up 1 and Measure Up 2): results from two replicate, double-blind, randomized controlled phase 3 studies. Lancet. doi:10.1016/s0140-6736(21)00588-2. 

2.     Reich K., et al. Safety and efficacy of upadacitinib in combination with topical corticosteroids in adolescents and adults with moderate-to-severe atopic dermatitis (AD Up): results from a randomized, double-blind, placebo-controlled phase 3 trial. Lancet. doi:10.1016/s0140-6736(21)00589-4. 

3.     RINVOQ (upadacitinibe) [Características do Medicamento, na Europa)]. AbbVie Deutschland GmbH & Co. KG; May 2021. Disponívei em: https://www.ema.europa.eu/en/documents/product-information/rinvoq-epar-product-information_en.pdf

4.     Bula de RINVOQ (upadacitinibe) no Brasil, disponível em https://www.abbvie.com.br/content/dam/abbvie-dotcom/br/documents/RINVOQ-VP.pdf . Acessada em 25 de junho de 2021

5.     Pipeline – Our Science | AbbVie. AbbVie. 2021. Disponível em: https://www.abbvie.com/our-science/pipeline.html. Acessado em 1 de Junho de 2021

6.     A Study to Compare Safety and Efficacy of Upadacitinib to Dupilumab in Adult Participants With Moderate to Severe Atopic Dermatitis (Heads Up). ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT03738397. Acessado em 1 de Junho de 2021

7.     A Study to Evaluate Efficacy and Safety of Upadacitinib in Adult Participants With Axial Spondyloarthritis (SELECT AXIS 2). ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT04169373Acessado em 1 de Junho de 2021

8.     A Multicenter, Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Study of ABT-494 for the Induction of Symptomatic and Endoscopic Remission in Subjects With Moderately to Severely Active Crohn's Disease Who Have Inadequately Responded to or Are Intolerant to Immunomodulators or Anti-TNF Therapy. ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT02365649. Accessed on Acessado em 1 de Junho de 2021

9.     A Study of the Efficacy and Safety of Upadacitinib (ABT-494) in Participants With Moderately to Severely Active Ulcerative Colitis (U-ACCOMPLISH). ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT03653026. Acessado em 1 de Junho de 2021

10.   A Study to Evaluate the Safety and Efficacy of Upadacitinib in Participants With Giant Cell Arteritis (SELECT-GCA). ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em:  https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT03725202. Acessado em 1 de Junho de 2021

11.   A Study to Evaluate the Efficacy and Safety of Upadacitinib in Subjects With Takayasu Arteritis (TAK) (SELECT-TAK). ClinicalTrials.gov. 2021. Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/show/NCT04161898Acessado em 1 de Junho de 2021

12.   Nutten S. Atopic Dermatitis: Global Epidemiology and Risk Factors. Ann Nutr Metab 2015;66(suppl 1):8–16. doi: 10.1159/000370220. 

13.   Weidinger, S., et al. Atopic dermatitis. Nat Rev Dis Primers 4, 1(2018).doi:10.1038/s41572-018-0001-z. 

14.   Eichenfield L.F., et al. Guidelines of care for the management of atopic dermatitis: section 1. Diagnosis and assessment of atopic dermatitis. J Am Acad Dermatol. 2014;70(2):338-351. doi:10.1016/j.jaad.2013.10.010. 

15.   Shrestha S., et al. Burden of Atopic Dermatitis in the United States: Analysis of Healthcare Claims Data in the Commercial, Medicare, and Medi-Cal Databases. Adv Ther. 2017;34(8):1989–2006. 

16.  EFA. Atopic Eczema: Itching for Life Report. 2018. Disponível em: https://www.efanet.org/images/2018/EN_-_Itching_for_life_Quality_of_Life_and_costs_for_people_with_severe_atopic_eczema_in_Europe_.pdfAcessado em 1 de Junho de 2021