gsk glaxosmithkline

Esforços conjuntos de instituições públicas e privadas buscam garantir a vacinação de rotina da população neste momento de pandemia

 

Em meio ao período desafiador de pandemia do novo Coronavírus, instituições públicas e privadas unem seus esforços para que o calendário vacinal e a vacinação de rotina da população brasileira sejam mantidos.

Coincidindo com a Semana Mundial da Imunização, em uma ação conjunta entre a farmacêutica GSK, a Funed e o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, cerca de 4 milhões de doses da vacina contra a Meningite C chegaram neste domingo (26/04) ao Brasil e serão disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

A iniciativa ratifica o compromisso dos setores público e privado em viabilizar e manter o abastecimento das vacinas, reforçando o compromisso total com a saúde da população brasileira.

A imunização é uma das melhores formas de proteção contra doenças e, no cenário atual, é cada vez mais importante que os ciclos de vacinação sejam mantidos em adultos, crianças, adolescentes e idosos.

Para Dr. Jessé Alves (CRM 71991 SP), infectologista e gerente médico de vacinas da GSK, nesse momento, é mais do que importante que a caderneta de vacinação de crianças, adolescentes, adultos e idosos esteja atualizada. “Claro que é importante evitar lugares cheios e aglomerados, mas também não podemos nos descuidar da vacinação de rotina, tomando as doses recomendadas e de reforços. Isso é essencial para que a população não fique ainda mais vulnerável a doenças infecciosas.”

Há mais de três décadas, a GSK contribui com o Programa Nacional de Imunizações. Por meio de alianças estratégicas estabelecidas com renomadas instituições públicas, como Bio-Manguinhos (Fiocruz), Instituto Butantan e a Funed, a companhia contribuiu com a redução de 77% da taxa de mortalidade infantil nos últimos 20 anos no Brasil.

A vacina contra a meningite C faz parte do Programa Nacional de Imunizações e é oferecida gratuitamente para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 12 anos.1,2

 

Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário nacional de vacinação da criança. Disponível em: < https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/04/Calendario-Vacinao-2020-Crian--a.pdf>. Acesso em: 08 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário nacional de vacinação do adolescente. Disponível em: <https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/marco/04/Calendario-Vacinao-2020-Adolescente.pdf>. Acesso em: 08 abr. 2020.